Cidades

Remédios gratuitos para hipertensão, asma e diabetes em 43 farmácias de Cachoeiro

Publicados

em

Em Cachoeiro, 43 farmácias são credenciadas ao programa federal Farmácia Popular do Brasil, o que garante aos moradores do município a possibilidade de retirar nelas, gratuitamente, diversos medicamentos indicados para tratamento de hipertensão, asma e diabetes.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) ressalta que o programa é fundamental para facilitar e descentralizar o acesso a esses remédios. No entanto, muitas pessoas ainda desconhecem a iniciativa ou não sabem quais são as farmácias cadastradas – embora elas costumem ter, na entrada, placas ou adesivos com os dizeres “Aqui tem Farmácia Popular”.

“Em função desse desconhecimento, muitos munícipes acabam sempre procurando a Farmácia Municipal, no centro da cidade, para fazer a retirada desses medicamentos, sendo que poderiam fazer isso nas farmácias credenciadas da região em que moram, de forma mais cômoda, sem precisar percorrer grandes distâncias e até economizando com transporte”, destaca o secretário de Saúde de Cachoeiro, Alex Wingler.

Ainda de acordo com o secretário, a descentralização da dispensação desses remédios ganha ainda mais importância em razão da pandemia. “Além de contribuir para evitarmos um fluxo grande de pessoas e risco de aglomerações na Farmácia Municipal, isso reduz a necessidade de deslocamentos das pessoas pela cidade”, avalia.

Leia Também:  Covid-19: 1 em cada 4 cachoeirenses adultos já está com vacinação completa

De acordo com a Semus, como 43 farmácias fazem a dispensação gratuita de medicamentos para hipertensão, asma e diabetes (veja lista abaixo), a Farmácia Municipal deixará de dispensar 18 deles a partir de julho.

“Essa medida é necessária para desafogarmos a demanda da Farmácia Municipal, principalmente, nesse período pandêmico. Antes disso, vamos intensificar a divulgação do programa Farmácia Popular e dessa ampla rede de farmácias conveniadas”, afirma Alex Wingler.

Documentos

Para utilizar o programa Farmácia Popular, é preciso apresentar ao estabelecimento credenciado receita ou laudo médico, documento oficial com foto e CPF ou documento de identidade em que conste o número de CPF.

Veja as farmácias de Cachoeiro cadastradas no programa Farmácia Popular do Brasil

Confira a lista de remédios para hipertensão, asma e diabetes com dispensação gratuita pelo programa Farmácia Popular:

Hipertensão:

– ATENOLOL 25 mg

– CAPTOPRIL 25 mg

– CLORIDRATO DE PROPANOLOL 40 mg

– HIDROCLOROTIAZIDA 25MG

– LOSARTANA POTÁSSICA 50MG

–  MALEATO DE ENALAPRIL 10MG

Diabetes:

-GLIBENCLAMIDA 5MG

– CLORIDRATO DE METFORMINA 500MG

Leia Também:  Prefeitura de Itapemirim deverá anular licitação e contrato com empresa para obra de “Casa Rosa”

– CLORIDRATO DE METFORMINA 500MG – AÇÃO PROLONGADA

– CLORIDRATO DE METFORMINA 850MG

Asma:

– SULFATO DE SALBUTAMOL 5MG

– SULFATO DE SALBUTAMOL 100MCG

– DIPROPIONATO DE BECLOMETASONA 50MCG

– DIPROPIONATO DE BECLOMETASONA 200MCG/DOSE

– DIPROPIONATO DE BECLOMETASONA 200MCG/CÁPSULA

– DIPROPIONATO DE BECLOMETASONA 250MCG

– BROMETO DE IPRATRÓPIO 0,25MG/ML

– BROMETO DE IPRATRÓPIO 0,02MG/DOSE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Hospital Evangélico de Cachoeiro comemora sua última alta de COVID-19

Publicados

em

Aline Laura Almeida Ferreira de Souza, de 41 anos, moradora do bairro Nossa Senhora da Penha, em Cachoeiro de Itapemirim, é a última paciente da UTI Covid do Hospital Evangélico. Hoje, após 44 dias internada, teve alta e pode ir para casa com a família.

Quando o hospital deixou de ser referência ao coronavírus, Aline ainda necessitava de cuidados hospitalares intensivos. Segundo Pamella Maurício dos Prazeres, enfermeira chefe do setor, a decisão da não transferência da paciente se deu por conta do quadro clínico dela.

Na porta da UTI, esperando, estavam o esposo, Charles Carvalho Sousa, o filho, Kaike Almeida Carvalho Sousa, de 9 anos e Francis Busato, amiga da família. “Estamos tentando segurar a ansiedade”, disse Charles. A equipe de enfermagem também prestigiou o momento, com palmas, ornamentação e cantando louvores.

O HECI iniciou sua contribuição no enfrentamento ao coronavírus no dia 19 de março de 2021, com a chegada da segunda onda do vírus. No entanto, encerrou o atendimento a novos casos oficialmente no dia 08 de julho. A decisão de mantê-la internada, para o esposo, representou um alívio muito grande “ficou aquela sensação de que estávamos próximos, mesmo sem visita-lá”.

Leia Também:  Em Cachoeiro, novo sistema de videomonitoramento permitirá comunicação com cidadãos

Charles ainda completou: “Ela fez 41 anos sete dias antes de vir para cá. A sensação que nós temos é de que ela nasceu de novo. O dia de hoje fica marcado como a segunda data de aniversário dela”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA