Estado

Área de seca aumenta no litoral norte do Espírito Santo

Publicados

em


.

Os indícios da seca típica desta época do ano começam a ficar mais intensos. Conforme a última atualização do Monitor de Secas, apresentada pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e pela Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), o Espírito Santo teve uma crescente das áreas de seca fraca no mês de junho em comparação com o mês anterior.

Segundo o Monitor de Secas, as chuvas abaixo da média registradas no mês de junho causaram impactos principalmente no litoral norte do Espírito Santo. “Ate o mês de abril, não tinha seca no Estado. Em maio, foi observado o surgimento de uma área de 20% de seca no litoral norte. Em junho, foi observado que esta área aumentou para 25%. O mês de julho terminou e as análises já estão sendo feitas: a área de seca fraca pode ser ampliada, reduzida ou agravada”, explicou o coordenador de Meteorologia do Incaper, Hugo Ramos.

O meteorologista do Incaper acrescentou que, apesar de fraca, a seca merece atenção. “Não é motivo de alarme, mas as pessoas têm que se conscientizar de que esta é a época do ano em que menos chove. Existe a necessidade de utilizar recursos hídricos de forma mais responsável, mais consciente. Assim, reduzimos o risco de enfrentar uma situação mais grave quando chegar a época mais crítica”, disse Hugo Ramos.

Leia Também:  Especialista da Sesa realiza panorama das arboviroses no Estado

É comum nos meses de abril a outubro o baixo nível das chuvas no Estado, fator que reflete no crescimento dos indicadores do Monitor de Secas. De acordo com a Agerh, este fenômeno faz com que cresça também a captação de águas em barragens e poços artesianos, já que o nível dos rios fica mais baixo, por isso, é importante regularizar esses usos. Ainda segundo a Agerh, a captação de água subterrânea deve ser cadastrada por meio de um formulário digital, com informações sobre o uso. Já a captação de água em barragem deve ser regularizada por meio do Requerimento de Outorga

Sobre o Monitor de Secas

O  Monitor de Secas é um processo de acompanhamento regular e periódico da situação da seca no Nordeste do Brasil e em mais cinco Estados: Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Tocantins, além do Distrito Federal. O Monitor realiza o acompanhamento contínuo do grau de severidade das secas no Brasil com base em indicadores de seca e nos impactos causados pelo fenômeno em curto e/ou longo prazos. Os impactos de curto prazo são para déficits de precipitações recentes até seis meses. Acima desse período, os impactos são de longo prazo.

Leia Também:  Casagrande anuncia obra em rodovia em Pinheiros e nova delegacia em Aracruz

 

Texto: Juliana Esteves, Thiago Borges (estagiário)

Informações à imprensa:
Coordenação de Comunicação e Marketing do Incaper
Juliana Esteves /Andreia Ferreira
(27) 3636-9868 / (27) 3636-9865 / (27) 98849-6999
[email protected] / [email protected]
Facebook: Incaper
Instagram: @incaper_es

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Vice-governadora visita obras e participa de entregas na região do Caparaó

Publicados

em


.

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, cumpriu, nesta quinta-feira (13), uma extensa agenda no interior do Estado com ações de visitas, entregas e inaugurações de obras realizadas por meio de convênios com o Governo do Estado na região do Caparaó. Em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), os eventos presenciais respeitaram as normas de distanciamento social e uso de máscaras para prevenção à doença.

Em seus discursos, Jaqueline Moraes destacou a importância de uma gestão pública justa. “Nós estávamos com o pé no acelerador e veio essa pandemia e tivemos que nos reinventar. Não paramos o trabalho. Pelo contrário. Nosso governador fez uma gestão consciente de que as obras no Estado não poderiam parar durante esse período. O dinheiro utilizado nessa obra é dos munícipes e o governo é eleito para gerir esses recursos com responsabilidade e comprometimento”, lembrou.

O primeiro compromisso da comitiva foi na cidade de Ibatiba com a inauguração da Urbanização das Paralelas da    Rodovia da BR-262. Em Iúna, a vice-governadora participou da inauguração do Calçamento do Centro Industrial. Na sequência, Jaqueline Moraes foi à Ibitirama, onde visitou as obras de calçamento e inaugurou o Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI) Maria Lemos Faleiro, no bairro Santa Bárbara, que passa agora a atender até 198 crianças de zero a cinco anos. O número de vagas foi ampliado em 112, sendo 72 de creche (0 a 3 anos) e 40 de pré-escola (4 e 5 anos).

Leia Também:  Casagrande anuncia obra em rodovia em Pinheiros e nova delegacia em Aracruz

Em Divino de São Lourenço, a vice-governadora participou da entrega de uma ponte e da inauguração de uma praça. Ela também visitou as obras na rodovia que liga o município a Guaçuí. Jaqueline Moraes participou ainda da entrega do Centro de Múltiplo Uso, no distrito de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto. O espaço vai descentralizar os serviços de assistência social, facilitando o acesso dos moradores do distrito sem a necessidade de deslocamento até a sede do município. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), fez um aporte financeiro de R$ 240 mil na obra e o restante se deu pela contrapartida municipal.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Vice-Governadoria
Íris Carolina Miguez
(27) 3636-1446 / 98868-1847
[email protected]

 

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA