Cultura

Que tal ouvir Gislaini e Ana, de Venda Nova do Imigrante?

Publicado em

Clipe Oficial

O Clipe Oficial da dupla já está no canal Youtube e faz o maior sucesso. Música “Meia Lua – Que tal?”, já tem 5.500 acessos em menos de três dias.

Por Ilauro Oliveira | 29.01.2019

Amigas dos bancos escolares em Venda Nova do Imigrante, Gislaini, 17, e Ana, 16, viram a relação ser fortalecida pela música que corre em suas veias. E agora, as duas sonham juntas chegar ao estrelato, mas sabendo que para isso há um longo caminho a trilhar. 

A história delas não é muito diferente das milhares de histórias entre amigos. Embora se relacionassem apenas por causa dos estudos, acabaram descobrindo mais afinidades. Entre elas a principal: o gosto pela música, através de vídeos que ambas postavam no facebook, de maneira isolada.

A partir dessa descoberta, o destino já conspirava favoravelmente para essa evolução musical, embora faltasse um empurrãozinho a mais. E ele aconteceu no Festival de Música da Escola Federal onde estudavam. Formando dupla, Gislaini e Ana ficaram em terceiro lugar.

Leia Também:  Teatro Rubem Braga tem mais de 20 atrações em novembro

“Aí não paramos mais. Passamos a nos apresentar juntas. Eu tinha um canal do Youtube onde eu postava meus vídeos, sozinha. Em fevereiro de 2018 decidimos formar um trio com um amigo. Chamava-se Três Vezes Nós. Mas não avançou porque nós duas queríamos levar a música para o lado profissional, enquanto ele queria mais se divertir. Então fechamos como dupla”, diz Gislaini.

E como não poderia ser diferente, a dupla evoluiu. Lançando vídeos, criando um perfil no Instagram e, agora, gravando um clipe com o Edu (Eduardo Donna, produtor) que viu o trabalho delas e gostou dos estilos Pop e MPB.   

“Agora estamos montando uma Banda para ensaiar e marcar compromissos. Nesse um ano aconteceram coisas muito legais. O objetivo é aperfeiçoar e fazer shows, além de lançar outras músicas autorais, ainda neste ano”, conta Gislaini, empolgada.

Não é para menos, o Clipe Oficial da dupla já está no canal Youtube e fazendo o maior sucesso. A faixa música de trabalho é: “Meia Lua – Que tal?”, composta pela própria Gislaini. No ar desde o último dia 26, já tem 5.500 acessos em menos de três dias. 

Leia Também:  Tetracampeão Mauro Silva recebe livro sobre estrela do Sumaré

A dupla vem tendo grandes incentivadores, além da família, claro. “O Wagner Nalli e a Karla de Sá nos apoiam demais. Ele é músico e ela empresária e junto com o Edu têm acompanhado e cuidado desse nosso início de carreira”, disse Gislaini.

Mesmo sabendo das dificuldades iniciais em qualquer carreira profissional, a dupla acredita num futuro promissor e para isso trabalha com os pés no chão e muita fé. E, segundo Ana, há um fator essencial: o amor.

“Sabemos que não e fácil. Mas a Gislaini e eu trabalhamos com muita fé e muita humildade. Apesar desse pouco tempo, já passamos por vários desafios e sei que vamos passar por muito mais. Mas acreditamos muito em nós, nas pessoas que estão conosco, na nossa família e principalmente em Deus. A diferença é fazer com amor. E estamos fazendo”, encerrou Ana.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Com apoio da Lei Rubem Braga, livro sobre a Fábrica de Pios de Cachoeiro será lançado no domingo (5)

Published

on

A centenária Fábrica de Pios “Maurílio Coelho”, localizada na Ilha da Luz, é tema de um livro que será lançado neste domingo (5), com patrocínio da Lei Rubem Braga de incentivo à cultura de Cachoeiro.

O evento ocorrerá às 15h, na própria fábrica, no Espaço Cultural ”Maurílio Coelho”, que será inaugurado na ocasião, com apresentações musicais dos grupos Soturno Jazz Band e O Coelho e os Cartolas.

De autoria de Fábio Coelho, a obra traz um resumo da história da fábrica, com prefácio de Milena Paixão, além de textos de Sonia Coelho e do próprio Fábio, que detalham as características de cada ave que tem o som reproduzido pelos pios.

Com tradução para o inglês, o livro apresenta, ainda, um vasto acervo de fotografias de época, com ilustrações e fotos de Rudson Costa e André Fachetti, respectivamente.

Única na América Latina

Fundada em 1903, a fábrica é a única do gênero em atividade na América Latina e produz mais de 40 diferentes tipos de pios, reproduzindo, com fidelidade, o canto de várias espécies de aves brasileiras.

Leia Também:  Com apoio da Lei Rubem Braga, livro sobre a Fábrica de Pios de Cachoeiro será lançado no domingo (5)

As peças são esculpidas em madeira e, desde 1972, são exportadas para muitos países como Estados Unidos, Alemanha, Bélgica, Dinamarca e Japão, divulgando um pouco da história e cultura cachoeirense mundo afora.

Antes utilizados para a caça, hoje, os pios representam um instrumento de preservação da natureza, utilizado por biólogos e estudiosos na observação dos pássaros.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA