Política Nacional

PSOL aciona PGR e pede afastamento de Ricardo Salles

Publicados

em


source
Ricardo Salles
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Declaração dada durante reunião ministerial em 22 de abril foi motivo de afastamento.

O PSOL acionou a Procuradoria-Geral da República ( PGR ) e a Comissão de Ética da Presidência e pediu o afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles . A motivação para o pedido foi a declaração dada pelo ministro na reunião ministerial realizada no dia 22 de abril.

Leia também: Carlos Bolsonaro posta vídeo de João Doria dançando em festa de carnaval

Na ocasião, Salles sugeriu que o governo utilizasse o período da pandemia de Covid-19 para alterar normas dos ministérios, uma vez que a imprensa estaria ocupada noticiando o avanço do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

“Para isso, precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de Covid-19 e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas”, afirmou o ministro durante a reunião.

O PSOL alega que Salles deve ser afastado por representar um “risco” para a fiscalização e proteção do meio ambiente e que, por isso, deve ser responsabilizado pela declaração e afastado do ministério do Meio Ambiente.

Leia Também:  Deputados querem afrouxar PEC da segunda instância

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Weintraub deseja sorte a Feder antes dele aceitar cargo de ministro oficialmente

Publicados

em


source
homem de terno e gravata
Agência Brasil

Ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou as redes sociais na tarde desta sexta-feira (3) para desejar sorte ao  novo convocado pelo presidente Jair Bolsonaro para a pasta de Educação, Renato Feder .

“Desejo sorte e sucesso ao novo ministro da Educação, Renato Feder, e ao Presidente @jairbolsonaro. Estarei sempre torcendo pelo bem do Brasil”, afirmou o ex-ministro. Feder, que é secretário de Educação do Paraná, foi convidado por Bolsonaro na manhã desta sexta, mas ainda não se posicionou oficialmente sobre se vai aceitar ou não o cargo.

O secretário é o segundo ministro convocado por Bolsonaro para cargo deixado por Weintraub no dia 18 de junho . A primeira pessoa a aceitar o cargo, Carlos Alberto Decotelli,  pediu demissão na última terça-feira (30), poucos dias após assumir ministério.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cidade brasileira aprova 100% de aumento no salário de prefeito e vice
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA