Agronegócio

Prorrogada a redução do ICMS do milho em grãos em Sergipe

Publicados

em


O benefício que reduz a alíquota do ICMS de milho em grão de 12% para 2% foi prorrogado até 30 de agosto pelo Governo do Estado através do Decreto 40.884. A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe – Faese afirma que o benefício traz competitividade para o produtor de milho sergipano.

Sergipe produziu na última safra 914 mil toneladas de milho. A medida visa fortalecer ainda mais a competitividade da produção e a manutenção dos números positivos. O presidente da Faese, Ivan Sobral, destaca a importância da prorrogação do benefício.

“É de suma importância a manutenção dessa redução de alíquota, pois sabemos o quanto beneficia o produtor sergipano. Os dados mostram que em 2017 a arrecadação foi de R$ 2,3 milhões, enquanto em 2019 após o decreto, este número subiu para R$ 4,1 milhões. A redução tem beneficiado os produtores e também aumentou a arrecadação”, colocou.

Dúvidas
Os produtores rurais podem solicitar orientações sobre os procedimentos necessários para a formalização de produtores e empresas ligadas à comercialização do milho, através do serviço de Plantão Fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda – Sefaz/SE, através dos números (79) 3216-7267 e 3216-7318, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, ou ainda pelo e-mail [email protected] Outras informações também estão disponíveis no site www.sefaz.se.gov.br.

Leia Também:  Pesquisa inédita é realizada com produtores de soja do Brasil e dos EUA
Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

Senar Goiás tem diversas alternativas para o aumento de renda através da fruticultura

Publicados

em


Famoso pelas lavouras e pecuária, Goiás também vem se destacando na produção de frutas. O mercado em expansão traz oportunidade de negócios e trabalho. O Senar Goiás oferece meios para acessar as diversas possibilidades da fruticultura. Conheça o Caso de Sucesso de Renata e Marina Sauter.

O curso de fruticultura do Senar Goiás, promovido pela área de  Formação Profissional Rural (FPR), permite um redescobrir do quintal ou novas alternativas  de cultivo. Já para quem quer uma visão  mais ampla para prestar serviço nessa área, pode ficar de olho nas próximas turmas do curso técnico em fruticultura. Mas se você já tem uma plantação e quer ampliar a produção e renda, uma sugestão é a Assistência Técnica e Gerencial do Senar Goiás (ATeG), que pode ser acessada através dos Sindicatos Rurais. E tem ainda a possibilidade de duplicar a forma de comercialização com a produção de doces e geleias, com o que é ensinado nos treinamentos de Promoção Social (PS). 

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Senar Goiás tem diversas alternativas para o aumento de renda através da fruticultura
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA