Política

Presidente da Câmara de Castelo vai fazer cortes de 20%, inclusive nos salários dos vereadores

Publicados

em

Em tempos de crise financeira, a Câmara Municipal de Castelo vai dar um exemplo e reduzir em 20% os gastos da Casa, e isso inclui também os vencimentos dos vereadores. O tema será pauta a partir desta semana na Casa de Leis.

O presidente da Câmara, vereador Warlen César Bortoli, o Vermelho, espera que os demais vereadores compreendam o momento de gravidade econômica e apoiem as medidas.

“Serão medidas duras, mas necessária para contribuir com o município de Castelo nesse momento de pandemia. Vamos fazer cortes incluindo os nossos próprios salários. Tenho certeza que nossos colegas vereadores vão compreender as medidas e vão apoiar, afinal todos nós amamos nossa cidade e queremos o melhor para todos”, disse por telefone.

Os detalhes sobre os cortes e quais setores serão afetados devem ser tratados já a partir desta segunda-feira (25) em reunião com todos os representantes da Câmara Municipal.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PL obriga restaurante fornecer água potável de graça
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PL obriga restaurante fornecer água potável de graça

Publicados

em


.

O deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) apresentou o Projeto de Lei (PL) 157/2020 que obriga lanchonetes, bares e restaurantes a fornecerem gratuitamente quando solicitado água potável e filtrada para consumo do cliente.

Na justificativa, o deputado destaca que a acesso à água potável é um direito humano essencial, conforme já declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e está garantido na Constituição Federal. 

“A prática comercial no estado é de apenas vender água mineral, com a disponibilização de água potável apenas para funcionários”, observa Enivaldo. Ele acrescenta que o consumo de água é uma necessidade primária, e por conta disso, muitos empresários aproveitam a dependência por esse tipo de produto para vendê-lo por preço exorbitante.

O autor diz ainda que o custo de um copo de água filtrada é mínimo e não afetará as finanças do bar, restaurante ou outro estabelecimento do gênero.

“Além disso, muito mais que custo, dar ao cliente a opção de lhe ser servido um copo de água de forma gratuita é valorizá-lo, tornando-o mais confortável para consumir os demais produtos da loja”, finaliza o deputado.

Leia Também:  Agência fechada: veja como fazer revisão de benefício do INSS sem sair de casa

A matéria passará pelas comissões permanentes de Justiça, Defesa do Consumidor e Finanças.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA