Política Nacional

Presidência: Pablo Marçal declara R$17 milhões à Justiça Eleitoral

Publicado em

Candidato à presidência pelo Pros, Pablo Marçal
Reprodução/Twitter

Candidato à presidência pelo Pros, Pablo Marçal

Coach e influenciador digital, o  empresário Pablo Marçal declarou quase R$17 milhões à Justiça Eleitoral. O youtuber é candidato à Presidência da República pelo Pros (Partido Republicano da Ordem Social).

Cerca de 90% da renda declarada por ele são ativos financeiros, divididos entre participações societárias, aplicações de renda fixa, ações e fundos de investimento. Desses, R$13.712.659,00 estão incluídos na categoria “outras participações societárias”.

Quando se filiou à sigla, em março, Marçal sinalizava a intenção de disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, mas o partido oficializou o seu nome ao Palácio do Planalto em maio, durante um evento na Arena Barueri, em São Paulo, estádio com capacidade de 30 mil pessoas.

No evento, ele lançou um novo sistema político que apelidou de “governalismo”, através do qual prometeu criar 10 milhões de empresas, “destravar a nação” e transformar o Brasil na principal economia do mundo em 2032.

O influencer tem mais de 2 milhões de seguidores apenas no Instagram e ficou conhecido como “coach messiânico” por ter levado trinta pessoas para subir o Pico do Marins, também em São Paulo, em um dia de tempo ruim, com ventos a mais de 100 km/hora. O grupo acabou se perdendo e teve que ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

Maior parte dos candidatos ainda não enviou rendimentos A candidata do PCB (Partido Comunista Brasileiro), Sofia Manzano, também já prestou contas à Justiça Eleitoral e declarou um apartamento avaliado em R$200 mil, uma casa de R$294 mil e R$4 mil na caderneta de poupança. Ela foi a única, além de Pablo Marçal, que já enviou os dados ao TSE.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Delator da Lava-Jato, Paulo Roberto Costa, morre aos 68 anos

Published

on

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras
Reprodução: agência senado – 13/08/2022

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras

Morreu na tarde deste sábado, aos 68 anos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A informação foi confirmada ao GLOBO por familiares de Costa. A causa da morte não foi divulgada.

O engenheiro ficou nacionalmente conhecido por ter sido preso no âmbito da operação Lava-Jato, em 2014, e por ter sido delator de supostos esquemas de corrupção na estatal.

Em acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal, Costa revelou esquemas de enriquecimento ilícito que beneficiavam políticos. Delatou, entre outros, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. Citou, ainda, nomes como o ex-senador Romero Jucá e o senador e atual ministro da Casa Civil Ciro Nogueira. Todos negaram as acusações à época.

Na ocasião da assinatura do acordo, Costa renunciou a cerca de US$ 23 milhões mantidos em contas na Suíça, à época bloqueados, além de mais US$ 2,3 milhões em Cayman. Na época, o ex-diretor devolveu R$ 79 milhões à Petrobras. Os prejuízos com os esquemas de corrupção foram calculados na ocasião em R$ 1,3 bilhão.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA