Esporte

Prefeitura do Rio anuncia futebol com torcida a partir de 4 de outubro

Publicados

em


.

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta (18) que os estádios de futebol da cidade poderão voltar a receber torcedores em jogos a partir do dia 4 de outubro.

Em nota, a autoridade municipal informou que “a primeira partida com público será no estádio do Maracanã”. Há um jogo programado para o dia 4 de outubro nesta instalação esportiva, Flamengo e Athletico-PR, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Além disso, a Prefeitura do Rio informou que, como forma de evitar a transmissão do novo coronavírus (covid-19), serão adotadas algumas medidas. A primeira é que este primeiro jogo será com o estádio tendo a capacidade limitada a um terço de seu total. Também “será obrigatório o uso da máscara de proteção e aferição de temperatura na entrada”. Por fim, “para evitar aglomerações, a venda dos ingressos será pela internet”.
 

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sem amistosos, Pia valoriza períodos de treinos da seleção feminina
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Campeão mundial nos 100m perderá Tóquio por faltar a exame antidoping

Publicados

em


O velocista norte-americano Christian Coleman, campeão mundial dos 100 metros rasos, perderá a Olimpíada de Tóquio do ano que vem, tendo sido suspenso por dois anos por violar as regras sobre informação de paradeiro, anunciou hoje (27) a Unidade de Integridade no Atletismo (AIU). Coleman, que havia escapado por pouco de uma suspensão no ano passado por faltar a três exames de doping, fora suspenso temporariamente pela AIU em junho.

“Lamentamos dizer que não achamos que exista nenhuma mitigação com que se possa contar de forma justa para reduzir o período de sanção de dois anos”, disse a entidade em um comunicado publicado em seu site.

“Infelizmente, vemos este caso como envolvendo um comportamento do atleta que é muito descuidado, na melhor das hipóteses, e irresponsável, na pior”.

À época da suspensão temporária, o corredor alegou que autoridades antidoping não seguiram os procedimentos quando ele se desencontrou delas por ter ido fazer as compras de Natal em 9 de dezembro de 2019, depois de ter dito que estaria em casa.

Leia Também:  Eliminatórias: Conmebol confirma datas e horários das próximas rodadas

Autoridades de controle de doping depuseram a um tribunal disciplinar dizendo que estavam presentes diante da casa de Coleman durante toda a hora determinada entre 19h15 e 20h15 do dia em questão.

Ele, por sua vez, depôs dizendo que chegou das compras pouco antes do final do período de uma hora.

Mas os recibos das compras mostraram que Coleman comprou 16 itens em um Walmart Supercenter às 20h22, disse a AIU, acrescentando: “Não aceitamos as provas do atleta”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA