Saúde

Prefeitura de São Paulo inicia contato para compra de vacinas de Cuba

Publicados

em


A secretária de Relações Internacionais da prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, manteve contato com representantes do consulado cubano e iniciou conversas sobre uma possível aquisição de vacinas que estão sendo desenvolvidas em Cuba. Segundo o município, o objetivo é tomar conhecimento sobre as vacinas.

“A SMS [Secretaria Municipal da Saúde] reforça que o importante, no momento, é ‘abrir o leque’ de conversações com os laboratórios para que a pasta esteja pronta para fazer as compras no momento que for possível adquirir as vacinas, com recursos já separados por parte da administração municipal”, divulgou a prefeitura em nota.

A prefeitura informa que, por meio da Secretaria da Saúde, mantém conversas com laboratórios e com alguns deles manifestou intenção de compra de vacinas, como nos casos da Janssen, da Pfizer e da AstraZeneca, que já vêm sendo usadas no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A secretaria diz que está cuidando da documentação necessária para que, na hora que for possível fazer a aquisição das vacinas, todo o processo esteja adiantado. Segundo o município, os contatos com os laboratórios ocorreram após autorização da Câmara dos Deputados, do Senado e do prefeito Bruno Covas.

Leia Também:  Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados

O encarregado de Negócios da República de Cuba no Brasil, embaixador Rolando Gómez González, confirmou o contato da prefeitura paulistana. “A prefeitura de São Paulo demonstrou interesse em explorar a possibilidade de adquirir vacinas cubanas para enfrentar a pandemia de coronavírus. Nós passamos todas as coordenadas das instituições cubanas – Instituto Finlay e Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Cuba – para que estabelecessem um contato de maneira direta”, disse.

O diplomata ressaltou que este foi um contato inicial, já que as vacinas ainda não estão aprovadas pelo órgão de regulação cubano. Rolando Gómez González disse que os testes com duas vacinas estão bem avançados no país e estão já na Fase 3 e lembrou que atualmente é grande a demanda por vacinas contra a covid-19.

Uma vez aprovadas as vacinas cubanas, será possível dar alguns passos concretos para a compra delas, acrescentou o diplomata. “Isso passa pela autorização da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] para que sejam utilizadas, distribuídas ou produzidas aqui no Brasil. Ou seja, [neste momento] é um projeto, uma intenção, uma fase muito inicial ainda”, afirmou.

Leia Também:  Rio divulga novo calendário de vacinação para profissionais de saúde

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Rio divulga novo calendário de vacinação para profissionais de saúde

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou hoje (10) um novo calendário de vacinação contra covid-19 para profissionais de saúde. A expectativa é de que todas as idades pendentes sejam atendidas até o fim da próxima semana. Até o último sábado (8), as doses haviam sido aplicadas em profissionais que tinham 35 anos ou mais.

São considerados profissionais de saúde: médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares.

O calendário segue de forma escalonada. A partir de amanhã (11) e até sexta-feira (17), poderão se dirigir aos postos de saúde para receber a primeira dose os profissionais entre 30 e 34 anos.

Na próxima semana, a vacinação prossegue com quem tem 30 anos na segunda-feira (17). A idade vai sendo reduzida um ano por dia até alcançar os profissionais de 27 anos na quinta-feira (20). Na sexta-feira (21), está previsto o atendimento de quem tem 26 anos ou menos.

Leia Também:  Campanha de vacinação contra gripe termina 1ª fase com 8% imunizados

A vacinação para esse grupo ocorrerá exclusivamente no período da tarde, das 13h às 17h. Para demonstrar a profissão, é necessário levar um documento original com foto e comprovante do conselho de classe. A lista dos postos de vacinação está disponível no site do município.

Tabela calendário vacinação RJ 10mai Tabela calendário vacinação RJ 10mai

Secretaria Estadual de Saúde – RJ

A prefeitura não informou qual imunizante será aplicado nesses novos grupos de profissionais de saúde. As faixas etárias já vacinadas receberam doses da Coronavac, produzida no Instituto Butantan a partir de parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e da Covishield, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) via acordo firmado com a Universidade de Oxford e com a farmacêutica inglesa AstraZeneca.

Na semana passada, o município começou a receber o imunizante desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa alemã BioNtech. Uma nova leva de doses começou a ser distribuída hoje (10) aos estados e municípios. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina da Pfizer está sendo aplicada preferencialmente em pessoas com comorbidades.

Leia Também:  Covid-19: Rio vacina pessoas de 47 anos com comorbidade

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA