Política Nacional

Pré-convenção, PL gasta R$ 742 mil em anúncio do YouTube com Bolsonaro

Publicado em

 

Bolsonaro na convenção do PL
Reprodução Twitter

Bolsonaro na convenção do PL

Os gastos do PL com anúncios no YouTube do presidente Jair Bolsonaro às vésperas da  convenção que confirmou sua candidatura chegaram a R$ 742 mil, de acordo com dados do Google. A estratégia foi lotar a plataforma com propagandas de 15 e 30 segundos durante o final de semana.

O número de anúncios chamou a atenção de usuários nas redes sociais, que comentaram nos últimos dias que as propagandas apareciam antes de quase todos os vídeos vistos na plataforma. Neste sábado (22), o gasto chegava a R$ 114 mil . Um dia depois, o valor foi atualizado pelo Google.

Os dados do Google apontam que o PL gastou R$ 742 mil em 15 anúncios, focados em diferentes regiões do Brasil. O maior investimento foi no Sudeste. O vídeo, de seis segundos, mostra imagens do presidente e uma mensagem: “não pule este vídeo, é pelo bem do Brasil”. A peça já foi exibida pelo menos 2,5 milhões de vezes, de acordo com a plataforma.

O PL também investiu na publicação de um vídeo de 30 segundos no mesmo formato e com a mesma mensagem. No YouTube, em alguns dos casos, o usuário pode interromper o vídeo após os cinco primeiros segundos. Existe também a possibilidade de bloquear alguns anúncios.

Os dados do Google mostram que o principal investimento do PL foi em estados em que o presidente é mais forte. Dos R$ 742 mil, R$ 105 mil foram direcionados para anúncios de usuários em São Paulo, seguido pelo Paraná (R$ 56 mil), Rio Grande do Sul (R$ 50 mil) e Goiás (R$ 46 mil).

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Pacheco critica ataques entre candidatos: “Precisamos discutir ideias”

Published

on

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante sessão
Waldemir Barreto/Agência Senado – 30.06.2022

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante sessão

Nesta segunda-feira (15), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), usou seu perfil no Twitter para criticar o comportamento dos candidatos Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O senador seguiu o mesmo tom que foi adotado por Simone Tebet (MDB).

“Precisamos voltar a discutir ideias e direcionar nossos esforços para a busca de soluções que tragam prosperidade para o Brasil e para os brasileiros”, afirmou Pacheco, sem citar nomes.

O posicionamento do senador não é por acaso. Nas últimas semanas, os três primeiros colocados intensificaram os ataques nas redes sociais e entrevistas. Ciro, por exemplo, tem chamado Lula e Bolsonaro de corruptos.

Já o ex-presidente tem acusado o atual chefe do executivo federal de ser genocida por causa da política sanitária adotada durante a pandemia. Além disso, o petista tem afirmado que o segundo colocado nas pesquisas tem “distribuído dinheiro” para vencer a eleição.

Bolsonaro vem chamando Lula de corrupto e bêbado. O presidente da República ainda tem dito que o retorno do seu adversário ao poder fará o Brasil quebrar.

Leia Também:  Eleições 2022: Rodrigo Maia desiste de candidatura

Apenas Tebet que optou por seguir um discurso diferente. Nesta segunda, em conversa com jornalistas após o Encontro com Líderes do Varejo do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), em São Paulo, a emedebista declarou que o Brasil precisa de paz. No entanto,  alfinetou os dois primeiros colocados nas pesquisas, acusando-os de se “alimentarem do radicalismo”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA