Economia

Portugal encerra suspensão de voos do Brasil, mas haverá restrições

Publicados

em


source
Brasileiros só poderão entrar no país em caso de necessidade comprovada e terão que cumprir quarentena de 14 dias
Raphael Magalhães

Brasileiros só poderão entrar no país em caso de necessidade comprovada e terão que cumprir quarentena de 14 dias

O governo de Portugal anunciou nesta sexta-feira (16) o fim da suspensão de voos do Brasil, imposta em janeiro como medida para diminuir a proliferação da Covid-19 no país. Em comunicado, o primeiro-ministro português, Antônio Costa, informou que o Reino Unido também poderá enviar voos ao país.

Embora a liberação, o governo impôs condições para a entrada no país. Os estrangeiros só poderão viajar em caso de necessidade, como trabalhar, estudar ou motivos familiares e de saúde. Os brasileiros também precisaram cumprir uma quarentena de 14 dias e apresentar os exames de Covid-19 na chegada a Portugal.

A medida só foi possível após dois meses de total restrição no país europeu, que reduziu de 13 mil para 500 casos diários de Covid-19 registrados por dia. O recuo de contágio da doença fez o governo português aumentar a flexibilização no país, com reabertura parcial de restaurantes, estabelecimentos comerciais e de ensino.

Leia Também:  Governo quer programa social 'mais robusto' no lugar do auxílio, diz senador

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Lira nega orçamento paralelo e diz que são emendas impositivas

Publicados

em


source
líder do PP, Arthur Lira (AL)
Divulgação/Câmara dos Deputados

líder do PP, Arthur Lira (AL)


O presidente da Câmara dos Deputados , deputado Arthur Lira (PP – AL), negou que exista um orçamento paralelo . Ele garante que aqueles ofícios sobre os quais o jornal O Estado de S. Paulo falou, apelidados na internet de Bolsolão , referem-se às emendas discricionárias dos parlamentares, as chamadas impositivas, a que todos têm direito.

“Não existe isso de orçamento paralelo ou secreto. Tem a programação do que nós aprovamos para os ministérios, e nele há um critério de distribuição equânime. Mas tem emendas impositivas tanto de parlamentar quanto de relator que são discricionárias. Você aponta aquela obra que você tem interesse de fazer, ou o que o município tem interesse de fazer. São ações que têm dentro do orçamento que visam ação discricionária do parlamentar, seja emenda de bancada, individual ou do relator geral”, explicou o presidente da Câmara


A emenda individual tem valor limitado a R$ 8 milhões, e a reportagem mostra que houve parlamentares com valor muito acima disso. E também que houve uma concentração em governistas.

“A oposição toda teve, mas eles analisaram apenas o que aconteceu no MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional). Pega na saúde e na educação”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA