Esporte

Ponte Preta supera Oeste e chega a cinco jogos de invencibilidade

Publicados

em


A Ponte Preta voltou a vencer no Majestoso, na terça (24), com gol de Apodi. Com o placar, a Macaca chega a cinco jogos de invencibilidade e permaneceu na sétima posição, porém encurtou para apenas um ponto a distância em relação ao G4. O tme alvinegro agora tem 36 pontos e o quarto colocado, o Juventude, tem 37.

“Precisávamos da vitória, foi importante. A equipe vem em uma crescente e talvez tenhamos jogado menos do que no jogo anterior, mas nos entregamos mais. Precisávamos somar os pontos e conseguimos”, diz Apodi. O próximo confronto do time do técnico Marcelo Oliveira já é neste sábado (28) contra o CSA,  às 16 horas, na casa do adversário.

Animado pela vitória na última rodada, o lanterna Oeste surpreendeu com uma proposta de jogo agressivo, inclusive com jogador marcando falta forte antes do primeiro minuto e já levando o primeiro amarelo. Aos cinco, o visitante chutou ao gol alvinegro, mas Ygor pegou com firmeza. Aos seis, a Macaca saiu em bom contra-ataque com Apodi, mas defesa adversária  atropelou Bruno Rodrigues e o juiz marcou falta e deu cartão ao atleta oponente.

Aos oito, Camilo cobrou falta dentro da área e a zaga cortou para escanteio. O camisa 10 cobrou fechado e a defesa tirou de cabeça.  Aos 14, lance do adversário que terminou em nova boa defesa de Ygor Vinhas. Aos 24, o camisa 1 alvinegro lançou para Camilo, que arrumou para Bruno Rodrigues, mas o juiz marcou impento.

  Avaí vence o Figueirense na 12ª rodada da Série B

Leia Também:  Galinho tem domingo de decisão em Curitiba

Aos 28, a Macaca chegou com grande perigo e por pouco não marcou. Lazaroni arrancou pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou para Wanderley chutar, mas a bola acertou o travessão. Apodi, por pouco, não conseguiu pegar o rebote e balançar as redes. Aos 35, Lazaroni mandou bola na área do Oeste, mas a zaga cortou. Dois minutos depois, Camilo cobrou falta dentro da área e por pouco não marcou: o goleiro oponente se esticou e deu um soco na bola.

Aos 39, Apodi fez tabelinha com Camilo, que cruzou para a área e Dawhan cabeceou, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 42,   Barreto fez bela jogada, dominando a bola e dando um chapéu no zagueiro, para na sequência chutar para o gol, mas a zaga adversária tirou. Aos 46 o juiz marcou o fim do primeiro tempo, sem que ninguém mexesse no placar.

No segundo tempo, Oliveira colocou o time em campo com três mudanças, promovendo a entrada de Neto Moura, Pato e Peixoto. A mudança deixou o time mais agressivo e já no primeiro minuto Peixoto foi parado com falta no campo adversário. Aos cinco, Pato chutou para o gol e a bola desviou na zaga, dando escanteio pra Macaca. Camilo cobrou e Peixoto cabeceou, mas a bola foi por cima di travessão.

  Operário perde de 1 a 0 para o Cruzeiro pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Leia Também:  Com facilidade Ceará derrota o Goiás de 4 a 1 e marca o 6º triunfo fora de casa

Aos sete, o goleiro oponente fez milagre. Camilo cruzou da direita, na medida para Bruno Rodrigues. O atacante mandou de primeira para o gol e o camisa 1 do Oeste pegou em cima da linha. Aos dez, Pato limpou o zagueiro, puxou para a perna esquerda e arriscou de fora da área. A bola passou à direita do gol.

A Ponte fazia uma verdadeira blitz no início do segundo tempo e aos 11 minutos saiu o gol. Bruno Rodrigues mandou para Apodi, que, dentro da área, dominou e tocou com maestria no canto do gol. 1 a 0. Logo depois, o lateral, que marcou o quinto gol dele com a camisa alvinegra, sentiu pancada no joelho que levou do goleiro adversário e teve de ser substituído.

Aos 39, em lance rápido de contra-ataque, Camilo lançou para Pato. Ele passou para Neto Moura, que chutou e a bola saiu para escanteio. No minuto seguinte, o camisa dez cobrou na segunda trave, a bola foi desviada de cabeça e acabou nos pés de Bruno Rodrigues, mas o atacante não conseguiu finalizar. Aos 49, o juiz apitou o fim de jogo. Ponte 1 x 0 Oeste.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Brasil de Pelotas e CSA empatam em 1 a 1 pela 37ª rodada da Série B

Publicados

em


No estádio Rei Pelé, em Maceió, o Brasil enfrentou, na noite de sexta (22), o CSA, em partida válida pela 37ª rodada da Série B do Brasileiro. O time comandado pelo técnico Cláudio Tencati saiu na frente, mas acabou sofrendo o gol de empate, finalizando o jogo no placar de 1 a 1. Para finalizar a competição, o Xavante entra em campo na próxima sexta (29), enfrentando o Vitória. A partida inicia às 21h30, no Bento Freitas.

Na primeira etapa, o rubro-negro criou várias oportunidades de finalizações, jogando com o time totalmente ofensivo. Aos 31 minutos, Matheus Oliveira dominou a bola e chutou com força para o gol, quase abrindo o placar. Mas foi aos 37 que as redes balançaram. Bruno José, com classe, chutou de fora da área e tirou o primeiro zero do marcador. Brasil 1 a 0.

Nos 45 finais, o Brasil seguiu com maior domínio do jogo. Logo no início, Matheus Oliveira chegou perto de fazer o segundo, mas o chute acabou triscando a trave. Porém, quando o relógio marcava 10 minutos, o time da casa acabou empatando com um gol de Rafinha, em cobrança de falta que desviou na barreira e tirou as chances de defesa do goleiro Marcelo. Os donos da casa seguiram pressionando até o apito final da partida, mas o placar ficou mesmo no empate.

  Sampaio Corrêa perde duelo para o Náutico

Leia Também:  Furacão terá 23 jogadores à disposição para a partida contra o Flamengo

Com o resultado, o Brasil chega aos 49 pontos e ocupa da 11º posição na tabela. O último compromisso do Brasil na Série B está marcada para próxima sexta (29), às 21h30, no Bento Freitas, quando recebe o Vitória.

Ficha técnica:

Brasil: Marcelo, Felipe Albuquerque (Rodrigo Ferreira), Heverton, Diego Ivo, Mateus Mendes, Cazonatti, Bruno Matias (Rafael Vinicius), Pablo, Matheus Oliveira (Dellatorre), Bruno José (Jarro) e Matheuzinho. Técnico Cláudio Tencati.

CSA: Matheus Mendes, Diego Renan (Norberto), Cleberson, Luciano Castán, Rafinha, Geovane, Yago (Pedro Júnior), Nadson (Rafael Bilú), Gabriel, Rodrigo Pimpão (Andrigo) e Pedro Lucas (Roni). Técnico Mozart.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA