Cidades

Ponte João dos Santos Filho interditada a partir desta terça-feira (14), em Cachoeiro

Publicados

em

A ponte João dos Santos Filho, que liga os bairros Baiminas e Independência (em frente ao supermercado SempreTem), em Cachoeiro, será interditada a partir das 8h desta terça-feira (14). O motivo é a realização de obras para substituir os guarda-corpos de madeira por estruturas definitivas.

Os novos guarda-corpos serão de metalon, um material metálico leve e resistente. O trabalho será realizado por uma empresa contratada pela Secretaria Municipal de Obras (Semo), e a previsão é de que seja concluído até o fim da semana que vem.

Afetada pela enchente de 25 de janeiro, a ponte João dos Santos Filho foi reaberta no dia 4 de março. Para isso, foi necessária a realização de vistoria e reparos, além da instalação dos guarda-corpos provisórios.

“Por segurança, tanto de pedestres quanto de veículos, a ponte terá que ser totalmente interditada para a realização desse importante serviço, que marca mais uma etapa alcançada no processo de revitalização da cidade após a maior enchente de sua história”, afirma o secretário municipal de Obras, Paulo Miranda.

Leia Também:  Cachoeiro vacina cães e gatos contra a raiva

Carim Tanure e ponte de pedestres

Em junho, foi feita a instalação de guarda-corpos definitivos na ponte Carim Tanure, que liga a avenida Pinheiro Júnior, no bairro Ibitiquara, à rua Sete de Setembro, no Centro, próximo à praça Jerônimo Monteiro.

Após a finalização do trabalho na ponte João dos Santos Filho, também serão colocados guarda-corpos definitivos na ponte de pedestres que serve de travessia entre a avenida Beira Rio, em frente à rua Pedro Dias (Guandu), e a rua Samuel Levy, no bairro Aquidaban.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Em Cachoeiro, faixas elevadas vão garantir mais segurança e acessibilidade na Beira Rio

Publicados

em

A Prefeitura de Cachoeiro está instalando faixas elevadas para travessia de pedestres na avenida Beira Rio. De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Semdurb), o objetivo é garantir mais segurança em pontos onde são altos os índices de atropelamentos, além de melhorar as condições de acessibilidade e mobilidade na região.

A primeira faixa está sendo implantada em frente ao trecho do calçadão onde foi construída, recentemente, uma rampa para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida. A previsão é de que a intervenção seja concluída até esta sexta, com a devida sinalização.

Em seguida, será iniciada a instalação de outra faixa na altura da cabeceira da ponte de pedestres Rosalina Depoli e da entrada da rua Lourival Sales. No local, são registradas, frequentemente, ocorrências de atropelamento, inclusive, com vítimas fatais.

“A faixa elevada é um recurso para induzir a redução da velocidade dos veículos; uma medida de moderação do tráfego – traffic calming, no exterior – que contribui para que o uso compartilhado da via pública seja feito de forma segura para todos, principalmente, para o pedestre, que é o elo mais frágil no sistema de trânsito”, explica o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Jonei Petri.

Leia Também:  Presidente Kennedy: Justiça manda empresário informar quem patrocina outdoor que ofende agentes públicos

Outro trecho da Beira Rio que receberá faixa elevada, futuramente, é o que fica em frente à praça de Fátima, próximo ao ponto de parada de ônibus. A intervenção no local, no entanto, está associada à realocação do abrigo de passageiros, a ser feita nos próximos meses.

“Todas essas intervenções fazem parte de um amplo projeto de requalificação da área central de Cachoeiro, que dialoga com o Plano Municipal de Mobilidade Urbana. São ações muito abrangentes, que passam por tratamento das calçadas; melhorias na acessibilidade e nos pontos de ônibus; resolução de pontos de conflito no trânsito; implantação de circuito cicloviário; entre outras medidas importantes para a qualidade de vida da população”, salienta Petri.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA