Segurança

Polícia Federal cumpre dois mandados de busca em Castelo

Publicados

em

A Polícia Federal realizou ontem (18/3) a Operação Verus Dominus, cujo objetivo é buscar desarticular quadrilha especializada em roubo e comercialização de partes e peças de veículos. O esquema criminoso conta com o aval de facção criminosa que opera nos presídios paulistas.

Dez cidades foram alvos da Operação no Brasil inteiro.  Em Castelo, única cidade capixaba atingida, não houve nenhum mandado de prisão, mas dois mandados de busca foram cumpridos.

O site Atenasnotícias fez contato com a Polícia Federal em São Paulo, porém os nomes não foram revelados.

Mandados de busca cumpridos:

1 em Barreiras BA

1 Erechim RS

1 Sinop MT

2 em Goiânia

2 em Castelo ES

2 em Arapiraca AL

Mandados de prisão cumpridos

1 Sinop MT

1  São Paulo SP

1  Erechim RS

As ações policiais contaram com o apoio de policiais rodoviários federais especialistas em identificação veicular. Foram mobilizados cerca de 60 policiais para dar cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara de Organizações Criminosas e Lavagem de Dinheiro, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Leia Também:  Calçadão da Beira Rio terá mais acessibilidade e novos atrativos para população de Cachoeiro

A investigação foi iniciada a partir da troca de informações entre Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Em diligências realizadas no curso da apuração, intervenções policiais nas rodovias federais revelaram que diversas partes de veículos estavam sendo encaminhadas a outros Estados, com base em notas fiscais falsas.

O esquema é conhecido como de “empresas noteiras”, que existem somente no papel e são utilizadas de maneira criminosa para emitir documentos fiscais, com o objetivo de registrar a saída de mercadorias. Esse esquema é muito utilizado para acobertar cargas roubadas, como as que foram identificadas durante a investigação. Segundo investigação, é possível que as emissões de notas fiscais alcancem valores superiores a R$ 400 milhões.

As ações foram concentradas em pessoas físicas e jurídicas, especialmente em galpões que podem estar sendo utilizados pela quadrilha para guarda e adulteração de veículos. Com o cumprimento dos mandados, a Polícia Federal espera conhecer o modo de atuação dos investigados e até mesmo ampliar o foco da investigação.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Suspeito de tentativa de homicídio é preso por policiais civis em Águia Branca  

Publicados

em


.

Policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Águia Branca, com o apoio da 14ª Delegacia Regional de Barra de São Francisco, prenderam, nessa quinta-feira (02), um homem de 24 anos, suspeito de uma tentativa de homicídio ocorrida no início do ano. O mandado de prisão preventiva foi cumprido no Córrego São João, na zona rural do município.

 

A vítima, um homem de 31 anos, foi atingida por dois disparos de arma de fogo, no dia 14 de janeiro deste ano, no Córrego Bela Vista, na zona rural de Águia Branca. Em relação à motivação do crime, o titular da DP, delegado Leonardo Forattini,informou que os dois trabalhavam juntos.

 

“No dia do fato, a vítima havia comentado com o empregador que o investigado havia saído mais cedo do trabalho. O patrão questionou o suspeito sobre o assunto. Diante disso, o detido não gostou e, como ele era acostumado a levar uma arma para o trabalho, ele foi até o armário, pegou a arma e efetuou os disparos contra a vítima”, relatou o delegado.

Leia Também:  Sede do 5º Batalhão passa por desinfecção sanitária em Aracruz

 

Além desse crime, o detido também é investigado por um homicídio ocorrido no dia 09 de junho deste ano, de acordo com a perícia. “No dia seguinte, o corpo da vítima, um homem entre 40 e 50 anos, foi encontrado carbonizado no Assentamento 16 de Abril, zona rural de Águia Branca. A motivação e demais informações sobre o crime estão sendo investigadas”, disse o responsável pelas investigações.

 

O delegado informou ainda que o detido já tem outras passagens pela polícia. “Ele foi detido em março por porte ilegal de arma de fogo, mas pagou fiança e foi liberado”, disse.

 

O suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte, onde permanece à disposição da Justiça.

 

Texto: Fernanda Pontes

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna – (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

[email protected]

 

Atendimento à Imprensa:

Olga Samara/ Camila Ferreira
(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

[email protected]

Leia Também:  Comandante-geral realiza visita técnica ao CPO Serrano

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA