Segurança

Polícia Civil desarticula ‘máfia do queijo’ e três suspeitos são presos

Publicados

em

A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Transporte de Cargas (DECCTC) prendeu três comerciantes suspeitos de integrarem um esquema interestadual de roubo e receptação de laticínios. As prisões ocorreram em nos dias 16, 20 e 22 de abril, nos municípios de Vila Velha e Guarapari.

“Essa ação é fruto da integração do Departamentos Especializados de investigação Criminal (DEIC’s), principalmente da região Sudeste, que teve como resultado mais essa operação exitosa”, afirmou o titular do DEIC, delegado João Francisco Filho.

A ação foi realizada em apoio à investigação presidida pela Polícia Civil de Minas Gerais. No dia 25 de março, um caminhão carregado com cinco toneladas de queijo foi roubado no município mineiro de Pocrane. As investigações apontaram que a carga seria trazida e comercializada no Espírito Santo, e a Polícia Civil mineira solicitou auxílio à PCES para dar continuidade ao trabalho.

 

“No dia 15 desse mês, nós fizemos diligências para apurar a informação e a partir do levantamento localizamos um comerciante em Coqueiral de Itaparica, Vila Velha, com 800 quilos desse queijo, fruto da carga roubada em Minas Gerais. As investigações continuaram e, no dia 20 fizemos novas diligências, localizando um galpão em Guarapari, onde essa carga foi armazenada por um tempo. Lá recuperamos mais 700 quilos.”, explicou o titular da DECCTC, delegado Gianno Trindade.

Leia Também:  Operação Caim: megaoperação já realizou 118 detenções no Espírito Santo

 

Também no dia 20 de abril ocorreu a prisão do segundo suspeito: o homem que alugou o galpão para esconder o carregamento. A terceira prisão ocorreu nessa quarta-feira (22), em uma nova diligência realizada em Jardim Guadalajara, Vila Velha. O suspeito é um comerciante, que vendia o queijo roubado em seu estabelecimento. No local, os policiais recuperaram mais 800 quilos da carga, totalizando 2,3 toneladas de queijo.

 

Os três suspeitos foram autuados em flagrante por receptação qualificada no exercício da atividade comercial, e encaminhados ao sistema prisional. O material recuperado foi restituindo à vítima por meio de seu representante da marca no Estado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Suspeito de abusar de adolescente em Minas Gerais é preso por policiais civis de Marataízes

Publicados

em

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Marataízes prendeu, nessa segunda-feira (25), um homem de 75 anos suspeito de abusar sexualmente de adolescente. Ele estava foragido desde 2012.  O mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Inhapim, em Minas Gerais, foi cumprido na entrada da residência do detido, localizada na orla de Marataízes.

A prisão foi possível após receber informações de policiais civis da cidade mineira de Santana do Paraíso. Segundo o titular da DP de Marataízes, delegado Renato Perin, durante a prisão o detido se assustou e esquivou-se dos policiais. “Ele chegou a ficar um pouco zonzo e disse apenas que teve um problema na cidade onde morava, mas que o crime tinha sido inventado por terceiros em 2006”, afirmou.

O homem de 75 anos responde pelo crime de estupro de vulnerável e foi encaminhado à Penitenciária de Xuri, onde permanece à disposição da Justiça da comarca de Inhapim.

Renato Perin enfatiza que, caso a população tenha informações sobre a localização de procurados pela Justiça, ela deve entrar em contato com a Polícia Civil pelo Disque-Denúncia 181, ou através do site disquedenuncia181.es.gov.br. “A denúncia é anônima e todas as informações serão apuradas”, garantiu.

Leia Também:  Mulheres vítimas de violência recebem doação do programa ES Solidário
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA