Segurança

Polícia Civil conclui inquérito e reduz 50% dos homicídios em Anchieta

Publicados

em

Números do Espírito Santo

Os detidos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória

Por | 14.02.2020

A equipe da 10ª Delegacia Regional de Anchieta concluiu o inquérito policial que investigou organizações criminosas no município. No total, 23 pessoas, de três grupos diferentes, foram indiciadas por tráfico de drogas e homicídios em nove bairros da região de Anchieta.

“As ações policiais resultaram na diminuição de 50% dos homicídios no município. Em 2018 foram registrados oito crimes contra a vida, em Anchieta. Já em 2019, tivemos quatro registros desse mesmo delito. Esse resultado pode ser atribuído às operações realizadas pela delegacia e com o apoio da Polícia Militar”, informou o chefe da Regional, delegado Marcos Nery Filho.

As informações do inquérito, relatado na última quinta-feira (06), mostraram que os investigados cometeram homicídios, consumados e tentados, além de diversas ameaças e constrangimentos aos moradores do município. “Os suspeitos agiam sempre com a finalidade de amedrontar a população. Em um dos crimes, um corpo foi encontrado carbonizado, com os pés amarrados e sinais de tortura, na localidade conhecida como Chapada do A”, destacou Nery.

Leia Também:  Polícia Militar apreende mais de 47 tabletes de maconha em Marataízes

O delegado informou ainda que o primeiro grupo atuava nos bairros de Nova Anchieta e Guanabara, e o segundo agia nas localidades de Benevente, Alvorada, Nova Jerusalém, Nova Esperança e no Centro. Já as regiões de Praia de Parati e Ubu eram comandadas pela terceira organização criminosa. 

“Diante da gravidade dos fatos, a liberdade dos investigados gerava perigo para a população. Portanto, foram cumpridos 20 mandados de prisão preventiva. Eles responderão por crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, homicídios e posse e porte de arma de fogo”, disse o delegado.

Os detidos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari. Já as mulheres foram conduzidas à Penitenciária Feminina de Cariacica (PFC), onde permanecem à disposição da Justiça.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Suspeito de abusar de adolescente em Minas Gerais é preso por policiais civis de Marataízes

Publicados

em

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Marataízes prendeu, nessa segunda-feira (25), um homem de 75 anos suspeito de abusar sexualmente de adolescente. Ele estava foragido desde 2012.  O mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Inhapim, em Minas Gerais, foi cumprido na entrada da residência do detido, localizada na orla de Marataízes.

A prisão foi possível após receber informações de policiais civis da cidade mineira de Santana do Paraíso. Segundo o titular da DP de Marataízes, delegado Renato Perin, durante a prisão o detido se assustou e esquivou-se dos policiais. “Ele chegou a ficar um pouco zonzo e disse apenas que teve um problema na cidade onde morava, mas que o crime tinha sido inventado por terceiros em 2006”, afirmou.

O homem de 75 anos responde pelo crime de estupro de vulnerável e foi encaminhado à Penitenciária de Xuri, onde permanece à disposição da Justiça da comarca de Inhapim.

Renato Perin enfatiza que, caso a população tenha informações sobre a localização de procurados pela Justiça, ela deve entrar em contato com a Polícia Civil pelo Disque-Denúncia 181, ou através do site disquedenuncia181.es.gov.br. “A denúncia é anônima e todas as informações serão apuradas”, garantiu.

Leia Também:  Mulheres vítimas de violência recebem doação do programa ES Solidário
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA