Estado

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de álcool em gel em Marataízes

Publicados

em

 

.

A equipe da Delegacia de Polícia de Marataízes fechou um laboratório clandestino em Marataízes, no litoral sul do Estado, onde havia fabricação de álcool em gel sem nenhum controle sanitário. A operação ocorreu nessa quinta-feira (19).

Dois policiais estiveram em uma drogaria do município e notaram que entre os itens comercializados no local havia frascos plásticos sem nenhum rótulo ou descrição do conteúdo, e outros com rótulos suspeitos. Ao questionarem sobre o conteúdo dos potes, foram informados que tratava-se de álcool em gel.

 

“Nós instauramos um Inquérito Policial e solicitamos um mandado de busca e apreensão, que foi expedido pela justiça e cumprido na data de ontem. Fomos até a drogaria, onde apreendemos os frascos que foram vistos pelos policiais na véspera, e também fomos até o local onde o produto era fabricado, e encontramos maquinário e material para a produção de álcool em gel”, explicou o titular da Delegacia de Polícia de Marataízes, delegado Renato Barcellos.

 

As buscas foram realizadas com o apoio de uma equipe da vigilância sanitária do município. A fábrica funcionava em um edifício de três andares, com muros altos, sem nenhuma identificação, e não possuía autorização da vigilância sanitária. Produtos químicos eram armazenados de forma improvisada e os equipamentos não apresentavam condições mínimas de higiene.

Leia Também:  Maia afirma que fim do isolamento é pressão da Bolsa

Nas buscas, os policiais constataram que o rótulo usado em parte das embalagens trazia dados de uma fábrica registrada no Rio de Janeiro, com atividades suspensas desde 2018. A pessoa responsável pela fabricação e venda do produto no Espírito Santo era o dono da fábrica no Rio de Janeiro e usava o CNPJ da empresa de forma irregular.

 

“Ele alegou que viu pela TV que o governo iria autorizar novas empresas a fabricar álcool em gel, e decidiu se antecipar, retomando a atividade que desempenhava no Rio de Janeiro. No entanto, ele estava ciente de que a atividade era irregular, alegando, inclusive, que iria regularizar a fábrica em breve”, relatou o delegado.

 

Ao todo, 97 frascos contendo o gel foram apreendidos. O material será encaminhado para a perícia, que vai determinar exatamente que tipo de produto era comercializado. A fábrica clandestina foi interditada pela vigilância sanitária, mas a drogaria foi autorizada a manter as atividades.

 

O responsável foi autuado em flagrante por fabricar e expor à venda produto para fim terapêutico sem registro no órgão de vigilância sanitária, e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Marataízes. O inquérito segue em andamento e, após a conclusão da perícia, ele poderá responder por outros crimes.

Leia Também:  Polícia Militar intensifica blitze no trânsito durante o verão

 

A orientação do delegado para casos como este é que a população jamais compre produtos sem rótulo ou descrição, e sempre verifique a procedência do material, que deve estar explícita na embalagem. Em caso de dúvidas, os órgãos de vigilância sanitária devem ser acionados e, se for constatado alguma adulteração ou comércio ilegal, a Polícia Civil deve ser acionada.

 

Texto: Camila Ferreira 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna – (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

[email protected]

Atendimento à Imprensa:

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Barreira Sanitária no aeroporto começa a funcionar nesta sexta-feira (27)

Publicados

em


.

O Governo do Estado do Espírito Santo, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), em parceria com a Aeroportos Sudeste do Brasil S/A (ASeB), concessionária do Aeroporto de Vitória, vai disponibilizar o serviço de Barreira Sanitária na área de desembarque do terminal de passageiros, a partir desta sexta-feira (27), às 14 horas.

A medida foi planejada de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e normas constantes na Nota Técnica 30 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para prevenção, controle e contenção da transmissão do novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo.

A equipe de saúde, composta por um médico, um enfermeiro e três técnicos de enfermagem, conta também com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar e fará abordagens de acolhimento e orientação sobre as medidas preventivas contra o novo Coronavírus todos os dias para passageiros vindos de outros estados que desembarcarem na capital capixaba.

“Será um trabalho de caráter educativo e de conscientização também, além de poder identificar passageiros que apresentem febre e os outros sintomas sugestivos de quadro gripal. Nesses casos, o passageiro terá uma avaliação clínica por profissional médico que realizará a conduta indicada”, explicou o secretário da Saúde, Nésio Fernandes.

Leia Também:  Peritos da Polícia Civil descobrem droga inédita no ES

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA