Segurança

PM condecora militares com medalha “Mérito Cinotécnico Policial Militar Capixaba”

Publicados

em


.

Na tarde desta quarta-feira (16), foi realizada a entrega da medalha “Mérito Cinotécnico Policial Militar Capixaba” em uma cerimônia na sala do comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus.

A medalha marca a importância da atividade com cães na PMES desde seus primórdios, na década de 1970, até os dias atuais e reconhece profissionais que incansavelmente perseveram em busca do alto padrão de atuação dos cães policiais da PMES.

O comandante da Companhia Independente de Operações com Cães (Cioc), major Carlos Magno de Oliveira Silva, ofertou medalhas ao comandante-geral, coronel Douglas Caus; ao capitão da reserva não remunerada Sérgio Alves Pereira; ao comandante do CPO-E, coronel Carlos Ney de Souza Pimenta; ao coronel do Corpo de Bombeiros Militar, Leonardo de Alcantara Meriguetti; ao comandante do Batalhão de Ações com Cães – BAC, tenente-coronel PMERJ Rafael e Silva Sepulveda;  e ao chefe da seção de logística do BAC, major da PMERJ Luiz Antonio de Figueiredo Xavier.

“O reconhecimento dos profissionais que atuam diretamente na lida com cães de trabalho, concomitante com a interação entre essas instituições acentua a qualidade e a eficiência no trabalho do binômio homem-cão, refletindo na prestação de serviço de excelência para a comunidade capixaba”, destacou o comandante da Cioc, major Carlos Magno.

Leia Também:  Polícia identifica suspeitos de furtarem loja dentro de shopping em Jardim Camburi

 

Informações à Imprensa:

Diretoria de Comunicação Social PMES:
CORONEL DALTRO ANTONIO FERRARI JUNIOR
Tel. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

Subseção de Jornalismo PMES:
1º TENENTE ANTHONY MORAES COSTA
Tels. (27) 99625-1106 / 98823-8857
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

PCES conclui inquérito sobre o homicídio de vendedora em Marechal Floriano

Publicados

em


A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Marechal Floriano concluiu o inquérito policial que apurou o homicídio de uma vendedora de 33 anos, ocorrido no dia 23 de junho deste ano, no município.  Um homem também de 33 anos é apontado como autor do crime. Ele foi preso no último dia 1°, em uma ação realizada pela DP de Marechal Floriano.

O responsável pelas investigações, delegado Geraldo Peçanha, explicou que o suspeito era morador do prédio onde a vendedora morava. “As câmeras de videomonitoramento do local registraram toda a ação do investigado e da vítima no dia do crime. Na ocasião, o autor que é residente do pavimento inferior do prédio, foi flagrado saindo do andar superior, onde apenas a vítima morava. A perícia concluiu que o acesso ao apartamento dela se deu por meio do apartamento vizinho, que estava em construção e os únicos que tinham as chaves eram a vítima e o autor”, relatou.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito foi interrogado e negou ter estado no local do crime. “Ele também orientou que os familiares dele confirmassem essa versão falsa. Apesar de tentar esconder da Polícia que esteve no local, as câmeras de monitoramento mostraram o contrário. Além disso, a única possibilidade de acesso ao apartamento da vítima era entrando pela portaria principal, que também é monitorada pelas câmeras”, informou.

Leia Também:  Operação conjunta prende suspeitos de tráfico de droga e porte ilegal de arma de fogo em Itapemirim

A perícia da Polícia Civil (PCES) constatou que a vítima não foi abusada sexualmente. “Foi colhido material e não há nenhuma comprovação a respeito de um suposto abuso sexual. Ao que tudo indica, nos autos da investigação, o autor teria agido com o intuito de ocultar a invasão do apartamento. Como o detido negou a prática do crime e não quis se manifestar sobre o ocorrido, esses detalhes não ficaram devidamente esclarecidos nos autos, permanecendo a dúvida em relação ao que realmente o teria levado a invadir o local”, disse o delegado.

Peçanha acrescentou que essa apuração, somada às provas colhidas no curso das investigações, permitiu que a equipe policial excluísse outros suspeitos. “O morador foi preso temporariamente no último dia 1°, e constatamos que ele seria o autor do crime. Ele foi indiciado por homicídio triplamente qualificado e, além do indiciamento, houve a representação para que a prisão preventiva em desfavor do autor fosse decretada. Já o inquérito policial, foi encaminhado ao Ministério Público (MPES), na última sexta-feira (25)”, afirmou.

 

Texto: Fernanda Pontes

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna – (27) 3137-9024

Agente de Polícia Fernanda Pontes

[email protected]

 

Atendimento à Imprensa:

Olga Samara/ Camila Ferreira
(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693

[email protected]

Leia Também:  Operação 'Concordia' prende advogadas suspeitas de tráfico de drogas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA