Política

PF vê suspeita de destruição de provas e pede prisão de Palocci por tempo indeterminado

Publicado em

Delegado da Operação Omertà, desdobramento da Lava Jato, argumenta que ex-ministro, em prisão temporária desde segunda-feira, 26, teria recebido valores da Odebrecht e orientado destruição de provas em seu escritório antes da ação da PF

Por | 00.00.

Foto: Arquivo – GZ
Leia Também:  Municípios do sul vão receber melhorias na sinalização

O delegado aponta também que o ex-ministro teria orientado a destruição de provas em sua empresa de consultoria Projeto antes da Operação Omertà, deflagrada na segunda-feira, 26, e que teve o ex-ministro como alvo maior.

“Tais vantagens, em sua grande maioria traduzidas em dinheiro em espécie, ainda não foram rastreadas a partir desta investigação, motivo pelo qual não existe qualquer medida cautelar diversa da prisão que inviabilize Antonio Palocci Filho e Branislav Kontic – seu funcionário até a presente data – de praticarem atos que visem a ocultar e obstruir a descoberta acerca do real paradeiro e emprego dos recursos em espécie recebidos”, afirma o delegado.

Filipe Pace aponta que, nas buscas realizadas na Projeto, empresa de consultoria do ex-ministro sediada em São Paulo que foi alvo da Omertà, os agentes da PF identificaram suspeita de que Palocci e seu assessor teriam atuado para destruir provas.

“Foram constatadas que diversas estações de trabalho na empresa (Projeto) estavam plenamente equipadas, à exceção dos gabinetes dos computadores, o que pode indicar que tenham sido até mesmo destruídos ou colocados fora do alcance da Polícia Federal.”

Leia Também:  PT se aproxima de Vera Costa em Guaçuí

Em relação ao ex-assessor de Palocci, Juscelino Dourado, Filipe Pace afirmou que “parece ele não ter mais relações com Antonio Palocci” e que, portanto, não haveria risco caso ele fosse solto e cumprisse medidas alternativas da prisão.

Fonte: Estadão

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Jaiminho nomeia mais um secretário em Marataízes; confira as mudanças na prefeitura

Published

on

Um dias após o ex-secretário Mário Moreira entregar o cargo, o prefeito interino Jaiminho Machado (PDT) nomeou seu substituto.

A Secretaria de Serviços Urbanos será comandada por Valmery de Jesus Helvécio Pereira. A nomeação foi publicada ontem (16).

Com a entrada de Valmery, já são três os novos secretários municipais nomeados pelo prefeito interino Jaiminho, após o afastamento do titular Tininho Batista (PDT).

Antes, foram nomeados LUCIANO SANTÃO TEIXEIRA, para o cargo de secretário municipal de Agricultura, Agropecuária e Abastecimento, e JONES BRUMANA MARVILA, para o cargo de secretário municipal de Esportes e Lazer.

Novas mudanças podem acontecer

Essas mudanças evidenciam que Jaiminho está mexendo na estrutura administrativa deixada por Tininho, o que não descarta a possibilidade de novas mudanças no primeiro escalão.

Nomes muito ligados ao prefeito afastado já foram exonerados. Entre eles os ex-secretários Anderson Golveia (Defesa Social e Segurança Patrimonial), Robson Seyr (Esporte e Lazer), Antônio Carlos Sader Santanna, o Tunicão (Meio Ambiente), e Robson Abreu Silva (Pesca e Aquicultura e Infraestrutura de Interior).

Além do primeiro escalão, Jaiminho também exonerou 15 servidores comissionados, entre eles nomes como João Antonio Neto, o Joãozinho, gerente de Gestão Administrativa, e nome muito próximo de Tininho.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Câmara de Cachoeiro entra em recesso
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA