Saúde

Pesquisa revela que forma grave de covid-19 pode afetar os olhos

Publicados

em


Uma pesquisa brasileira revela que a covid-19 pode causar lesões sérias e irreversíveis nos olhos de pacientes que tiveram a forma mais grave da doença, podendo afetar cerca de 20% desses pacientes.

Segundo o professor de oftalmologia Rubens Belford Júnior, da Escola Paulista de Medicina, coordenador da pesquisa, as lesões na retina podem ser um sinalizador de gravidade e indicar complicações no sistema nervoso.

Os cientistas ainda não sabem se a retina é afetada diretamente pelo coronavírus, pela inflamação, por problemas de coagulação causados por eles, ou se por todos esses fatores combinados.

A pesquisa observou 104 pacientes com covid-19 internados em unidades de terapia intensiva (UTIs), com ou sem ventilação mecânica e em enfermarias.

Entre os danos observados, estão microtrombos, hemorragias e, em alguns casos, lesões em ambos os olhos. Na fase aguda da covid-19, alguns pacientes manifestam conjuntivite, que pode durar alguns dias.

Os cientistas ainda não sabem se a retina é afetada diretamente pelo coronavírus, pela inflamação e problemas de coagulação causados por eles ou se por todos esses fatores combinados. Na fase aguda da Covid-19, alguns pacientes manifestam conjuntivite, que pode durar alguns dias.

Leia Também:  Covid-19: Brasil tem 423,2 mil mortes e 15,2 milhões de casos

O estudo foi financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, e publicado na revista médica Ocular Immunology and Inflamation Journal.

Edição: Leila Santos e Beatriz Arcoverde

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro anuncia aquisição de 4,5 milhões de kits para intubação

Publicados

em


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta segunda-feira (10) que a pasta adquiriu 4,5 milhões de medicamentos do chamado kit intubação, usado em pacientes que desenvolvem formas graves da covid-19. Segundo o ministro, os insumos foram comprados com apoio da Organização Panamericana da Saúde (Opas), vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), ao custo de US$ 17 milhões. O governo também contou com a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. A primeira remessa dos kits, totalizando 850 mil unidades, chegará ao país nesta terça-feira (11) e o restante, em até 15 dias. 

“Sabemos que muitos indivíduos com covid-19 desenvolvem síndromes respiratórias agudas graves. E esses indivíduos, parte deles, precisam de intubação orotraqueal. Por isso, é estratégico termos insumos que são usados para esses pacientes, que são anestésicos, sedativos, bloqueadores neuromusculares”, afirmou o ministro em vídeo publicado nas redes sociais. 

Edição: Aline Leal

Leia Também:  Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos
Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA