Política Nacional

Pedro Fernandes, ex-secretário de Educação do Rio, é transferido para presídio

Publicados

em


source

Agência Brasil

Pedro Fernandes, ex-secretário de educação do Rio de Janeiro.
Lucas Moritz / Alerj

Pedro Fernandes, ex-secretário de educação do Rio de Janeiro.

Pedro Fernandes , ex-secretário de estado de Educação do Rio de Janeiro , foi transferido hoje (30) para o sistema prisional.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) confirmou que o ex-secretário ingressou no presídio José Frederico Marques, em Benfica.

Fernandes foi preso no dia 11 de agosto, em um desdobramento da Operação Catarata , de 2019, mas apresentou exame de teste positivo para o novo coronavírus (Sars-CoV-2) e ficou em prisão domiciliar.

Ele é suspeito de envolvimento em esquema de desvios de recursos públicos em contratos da área de assistência social no estado e no município do Rio de Janeiro, entre 2013 e 2018.

Também foi presa na operação do dia 11 a ex-deputada federal Cristiane Brasil .

Leia Também:  Vice que assume governo de SC também era denunciada; conheça Daniela Reinehr

O pedido de transferência de Pedro Fernandes para o sistema prisional foi feito ontem (29) pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ).

A investigação aponta para fraudes na Fundação Leão XIII, entidade estadual voltada para o atendimento a populações de baixa renda e moradores de rua do Rio de Janeiro, e nas secretarias municipais de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e de Proteção à Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

‘No Brasil, cloroquina tem 100% de cura’, diz Bolsonaro a franceses; veja

Publicados

em


source
bolsonaro
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender e recomendar o uso da cloroquina para o tratamento da Covid-19. Desta vez, ele respondeu a um grupo de franceses que se reuniu na frente do Palácio da Alvorada.  O remédio ainda não tem comprovação científica de que faz algum efeito contra a doença.

“No Brasil, tomando a cloroquina, no início dos sintomas, 100% de cura”, disse o presidente, que também afirmou desconhecer a situação atual do remédio na França. “Eu sei que alguns cientistas franceses investiram na cloroquina lá atrás. Não sei como está a França no momento reagindo a essa pandemia, se usa cloroquina ou não”, acrescentou.

Veja o vídeo a seguir: 

Leia Também:  Lula, Palocci e Okamoto viram réus por lavagem de dinheiro da Odebrecht

Contexto 

O governo da França chegou a proibir o uso da hidroxicloroquina para tratar a Covid-19 nos hospitais, depois que dois órgãos responsáveis pela saúde pública no país se declararam contrários à utilização da substância.

O medicamento ainda não tem comprovação científica de que é efetivo no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Um estudo recente, com quase 100 mil pacientes com Covid-19, descartou que a cloroquina e a hidroxicloroquina são eficazes contra a doença, enfatizando que os dois medicamentos aumentam o risco de morte.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA