Estado

PCES compra mais de seis mil máscaras para proteção individual dos policiais civis

Publicados

em


.

A Polícia Civil comprou 6,4 mil máscaras descartáveis de proteção individual que já estão sendo distribuídas nas delegacias. O material – dividido em 128 caixas, foi recebido na última sexta-feira (15) e totalizou um investimento de R$ 15.360,00. Uma nova compra de 15 mil máscaras está em fase de licitação

Inicialmente, as máscaras foram distribuídas para as delegacias de plantão. “Essas unidades são as que mais recebem demandas em meio a pandemia, mesmo com a ampliação da capacidade de registro de ocorrências pela Deon. Por isso, iniciamos a distribuição por elas para que nossos policiais estejam equipados e protegidos durante o atendimento”, explicou o delegado-geral, José Darcy Arruda.

 

Além das 17 unidades de plantão em todo o Estado, também receberam a Academia de Polícia (Acadepol), Corregedoria, Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc), Departamento de Recursos Humanos  (DRH), Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deam’s), Delegacias Especializadas de Crimes contra a Vida (DCCV’s), Delegacia Especializada de Atendimento ao Adolescente em conflito com a Lei (Deacle), Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA),  Delegacia Especializada de Costumes e Diversões (Decodi), Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), Serviço de Transporte e Viaturas (STV) e pátios da Polícia Civil.

 “O primeiro pregão que nós fizemos para aquisição dos equipamentos de proteção foi no dia 28 de fevereiro, porém ainda estamos aguardando a documentação do vencedor.  Desde então, já tivemos três pregões sem sucesso em razão do aumento da procura por esses materiais”, disse o delegado-geral.

Arruda adiantou que está em andamento o pregão para compra de mil máscaras do tipo N95, três mil máscaras cirúrgicas e luvas. O material será destinado para a Superintendência de Polícia Técnico- científica (SPTC).

 

A Polícia Civil também recebeu do Governo do Estado, por meio do comitê do Covid-19, uma doação de 200 máscaras do tipo “safe shield”, que foram distribuídas para a Superintendência de Polícia Técnico- científica (SPTC), Superintendência de Polícia Interestadual e Captura (Supic), Delegacias Regionais, Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon).

 

No último dia 07, a Polícia Civil também recebeu 1 mil máscaras do tipo N95, 1 mil máscaras cirúrgicas descartáveis e 1 mil pares de luvas descartáveis. “Esse material é uma doação da Secretaria da Saúde e foi destinado à Superintendência de Polícia Técnico- científica. As máscaras do tipo N95 estão sendo distribuídas, mensalmente, para os Serviços Médico Legal e os plantões das perícias em todo o Estado”, afirmou o superintendente de Polícia Técnico-científica, perito Renato Koscky.

Leia Também:  Webinar apresenta propósitos e casos de sucesso do PEIEX-ES para empresários capixabas

Já em relação ao álcool em gel, a Polícia Civil recebeu mais de 3.200 frascos de álcool 70% em gel de 300 ml e 800 frascos de um litro, totalizando 1.760 litros. “Esse material foi todo doado pelo comitê do Covid-19.  Do valor total, 625 litros já foram entregues aos policiais e ainda temos mais de mil litros à disposição”, informou o delegado-geral.

Além disso, a Polícia Civil também recebeu a doação de 50 litros de álcool em gel do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol).

 

Mais ações

 

Além da compra de materiais para os policiais civis, desde o início da pandemia do novo Coronavírus, a Polícia Civil adotou várias medidas no enfrentamento à Covid-19. “Todas as nossas unidades estão empenhadas no enfrentamento à pandemia. Cada uma delas está atuando, dentro de sua competência, seja na fiscalização dos locais, seja nos cuidados no atendimento ao cidadão”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

 

São elas:

 

Normas de atendimento ao público nas unidades policiais de todo o Estado:
No dia 25 de março foi publicada uma circular interna orientando o gerenciamento do atendimento presencial da população, permitindo a entrada de duas pessoas de cada vez, evitando assim a aglomeração de pessoas nas delegacias.

 

Trabalho remoto:

A mesma circular interna prevê que gestantes, lactantes e policiais que façam parte de grupos de risco podem solicitar autorização para trabalhar remotamente. Quem tem férias vencidas pode solicitar até 30 dias, mesmo sem agendamento prévio, e servidores que retornarem de viagem internacional ou Cruzeiro permanecerão em trabalho remoto domiciliar por sete dias.

 

Ampliação da Delegacia On-line:

Os registros de boletim de ocorrência por meio da Delegacia Online foram ampliados possibilitando que mais crimes sejam registrados via Deon, evitando que a pessoa vá até uma delegacia física. Só não são aceitos registros de homicídios, sequestros, estupros e furtos e roubos de veículos. O cidadão que precisar registrar um Boletim de Ocorrência deve acessar   http://delegaciaonline.sesp.es.gov.br

 

Serviço de busca por desaparecidos:

Disponibilizado no início do mês de abril,  a busca por pessoas desaparecidas há mais de 30 dias pode ser feita com a ajuda de aplicativo de mensagens instantâneas. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas na Seção de Necrópsia do Departamento Médico Legal (DML).  

Leia Também:  Primeiro financiamento via Fungetur com Fundo de Aval Bandes é liberado nessa segunda (06)

 

Vacinação contra gripe para os policiais civis:

Realizada também em abril e em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Vitória. Foram disponibilizadas 250 doses de vacina contra a gripe para os policiais civis que estão na ativa.

 

Higienização das unidades:

Em maio, foram iniciadas as sanitizações das delegacias e outras unidades de atendimento ao público em parceria com as Prefeituras de diversos municípios. Estão sendo realizadas desinfecção de calçadas, fachadas e áreas externas. Em Vitória, ocorre também a higienização de áreas internas, onde ocorre atendimento ao público.

 

Cartilha:

Em relação à violência doméstica e familiar, a Divisão Especializada de Atendimento à Mulher (DIV-Deam) elaborou um passo a passo para auxiliar as vítimas a registrarem o boletim de ocorrência por meio do https://delegaciaonline.sesp.es.gov.br.

 

Fiscalizações:

A Delegacia Especializada de Costumes e Diversões (Decodi) realiza ações, diariamente, para fiscalizar se estabelecimentos comerciais estão respeitando o decreto estadual que prevê que as regras de distanciamento social sejam cumpridas.  Já a Delegacia Especializada em Defesa do Consumidor (Decon) está desencadeando diversas operações para a fiscalização de preços e qualidade de álcool em gel 70% e de botijas de gás de cozinha.

Testagem:

A Polícia Civil recebeu da Secretaria da Saúde um lote de 240 kits para testagem dos servidores. Os  testes estão sendo realizados em policiais – peritos ou de outras unidades – que apresentem sintomas há pelo menos oito dias, de forma a tornar mais eficiente a triagem. Conforme forem sendo disponibilizados mais testes, eles serão realizados nos demais integrantes da instituição.

 

Perícia em local de crime:

Todos os peritos receberam reforços nos EPIs, com máscaras dos tipos cirúrgicas, N-95 e protetora de face, luvas, toucas, propés e macacões descartáveis. Quanto às equipes plantonistas, de atendimento a locais de crime, a SPTC tomou medidas de separação dos distintos núcleos (morte violenta e patrimônio), evitando ao máximo a aglomeração de peritos nos alojamentos, fixando as duplas, reduzindo o contato desnecessário entre um maior número de peritos, além de orientar e exigir de todos os servidores o uso de máscaras em todos os ambientes da Superintendência.

Texto: Fernanda Pontes

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
Agente de Polícia Fernanda Pontes
[email protected]

 

Atendimento à Imprensa:
Olga Samara/ Camila Ferreira
(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Governo do Estado apresenta pesquisas contratadas para combate a Covid-19

Publicados

em


.

Trinta e quatro projetos com ações efetivas e inovadoras para enfrentar a Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, começam a ser desenvolvidos no Espírito Santo com apoio do Governo do Estado. O panorama geral do investimento foi o tema de um evento virtual, realizado na tarde desta quarta-feira (08), com mediação do governador Renato Casagrande. Foram destinados R$ 3 milhões para o apoio a projetos de pesquisa científica e de inovação, por meio do edital lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), autarquia vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti).

O governador Renato Casagrande destacou a importância do investimento para os capixabas. “Esse é um momento importante da ciência e tecnologia em nosso Estado. O investimento em inovação se mostra mais do que nunca importante e fundamental, principalmente durante a pandemia. Para alguns, a politização se tornou mais importante do que a ciência neste momento. O uso de um determinado medicamento virou briga política. O Brasil precisa achar um caminho audacioso que una as pessoas. Apoiar a inovação, a ciência, a energia renovável, a diversidade da sociedade e a proteção do meio ambiente. São temas que não podem ser defendidos por um ou outro político, mas precisam ser o projeto de vida de todos”, afirmou.

Casagrande prosseguiu abordando a necessidade de o País avançar no desenvolvimento tecnológico para evitar cenas vistas durante esse período de dificuldade. “A pandemia expôs com clareza a falta de soberania do nosso País. Quando a gente precisa comprar insumos, medicamentos e respiradores fora do País, mostramos que a soberania não é se isolar, mas a capacidade de enfrentar e vencer momentos como este dependendo apenas de nós. Aqui no Espírito Santo, temos pessoas e instituições capacitadas para serem protagonistas, principalmente na área de ciência, tecnologia e pesquisa. Por isso a importância de políticas públicas eficientes”, observou o governador.

Leia Também:  Galeria Homero Massena promove atualização de dados de artistas que já expuseram no espaço

A secretária de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Cristina Engel, comentou sobre a eficácia do edital nas repostas obtidas. “Foi para nós uma agradável surpresa verificar como a sociedade responde quando é provocada. Foi colocado um problema, que são os impactos da Covid-19 na saúde, economia e sociedade de forma geral. Nós obtivemos como resposta mais de 300 propostas de soluções, seja solução científica, tecnológica, de inovação, ou mesmo de produtos, serviços. Isso demonstra que essas provocações, independentes da pandemia, devem continuar acontecendo, porque é uma forma de nós continuarmos implementando ações e investimentos para inovação”, afirmou.

O diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello Arantes, ressaltou a sensibilidade e velocidade da administração estadual em elaborar uma chamada pública diferente de outras em sua rotina administrativa para o combate à pandemia da Covid-19 no Espírito Santo. Ele também registrou a grande participação da sociedade no chamamento público, principalmente de representantes de instituições de ensino e pesquisa e inovação, empresas e startups. “Destacamos que os projetos submetidos envolviam produtos, serviços e pesquisas científicas e de inovação nas mais diversas áreas, do social ao tecnológico. Dessa forma, auxiliamos também as demais secretarias de governo ao encaminhar propostas recebidas que poderiam se encaixar nas necessidades de outras pastas”, relatou Denio Arantes.

Projetos apresentados

Durante a transmissão, os coordenadores de dois projetos apresentaram as propostas aprovadas, os tipos de resultados esperados e o tempo de desenvolvimento previsto. O biólogo, mestre em engenharia ambiental e doutorando em biotecnologia, Jairo Pinto de Oliveira, foi um deles. O pesquisador apresentou o projeto “Desenvolvimento de sistema de detecção ultrassensível e em tempo real para SARS-CoV2, baseado em SERS Portátil”.

“Nossos resultados (ainda em andamento) têm mostrado que a tecnologia em desenvolvimento possui elevada sensibilidade e pode contribuir sobremaneira para a diminuição dos custos, agilidade e confiabilidade dos resultados. Nosso grupo está trabalhando em parceria com o grupo de pesquisa em Aprendizado de Máquina do IFES campus Serra, que está desenvolvendo ferramentas de Inteligência Artificial para tratamento e disponibilização dos dados de forma remota para os usuários e gestores em saúde”, explicou Jairo Pinto de Oliveira, que atualmente desenvolve pesquisas na área de nanomateriais funcionais, com foco em catálise e nanossensores ópticos.

Leia Também:  Espírito Santo participa do 4º Encontro da Rede Brasileira de Observatórios de Turismo

Jackley Maifredo é empreendedor, CEO na Maifredo Embalagens e presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo (Sindiplast-ES). Ele apresentou o projeto “Adaptação de CPAPs para Tratamento Não-Invasivo”, durante a transmissão ao vivo. “Existe uma preocupação com o número de respiradores hospitalares para atender à população. E a intubação precoce também nos aflige, devido à agressão e à demora na recuperação. Portanto, a adaptação das máscaras de CPAPs é uma alternativa não-invasiva que poderá ser usada para tratar pacientes que precisam de um suporte menos intensivo”, pontuou.

O empreendedor também falou sobre o incentivo do Governo do Estado nas áreas de inovação e pesquisa no Espírito Santo: “O apoio do Governo do Estado é fundamental para que possamos tornar esse projeto realidade, tanto financeiramente, com o apoio por meio do edital, quanto por meio de conseguirmos acesso a informações técnicas de especialistas e equipamentos, e depois para implementação do produto nos hospitais estaduais”, destacou Jackley Maifredo.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Secti
Samantha Nepomuceno
(27) 3636-1822 / (27) 3636-1819
[email protected]

Assessoria de Comunicação da Fapes
Mike Figueiredo / Jair Oliveira
(27) 3636-1867 / 99309-7100
[email protected]

 

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA