Política Nacional

Pazuello anuncia medidas um dia após Lewandowski autorizar abertura de inquérito

Publicados

em


source
Ministro da Saúde Eduardo Pazuello
Agência Brasil

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , anunciou uma série de medidas de enfretamento à pandemia de Covid-19, um dia após o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), instaurar um inquérito para apurar a atuação da pasta durante a crise de saúde pública em Manaus . Dentre as ações apresentadas por Pazuello está o apoio ao prefeito de Manaus e ao governador do Amazonas.

“Ao lado do governador e do prefeito. Nossa posição é de apoio, todo nosso trabalho é em consonância”, afirmou. O ministro ainda defendeu que a sua pasta foi atuante desde o primeiro momento em que a crise foi instaurada no estado.

Você viu?

“O que fizemos? Trabalhamos para equalizar o oxigênio . E hoje já está, nos dando possiblidade de ampliar estruturas como esta que estamos hoje”, disse.  “Fizemos expansão da capacidade na White Martins, com contratação de usinas geradoras individuais, de todo Brasil, que estão sendo instalada sem Manaus”.

Pazuello disse que vai seguir revisando as redes antigas dos hospitais para evitar perdas e manter o trabalho com concetradores de oxigênios individuais. O ministro adotou a medida, em conjunto com as autoridades locais, de utilizar o Hospital Getúlio Vargas na linha de frente do combate à pandemia, com central de produção de oxigênio instalada que deve chegar a 150 leitos clínicos e 30 de UTI em até duas semanas, segundo a pasta.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Bolsonaro questiona uso de máscaras: “a gente aguarda estudo mais aprofundado”

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante live nesta quinta (25)
Reprodução Facebook

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante live nesta quinta (25)

O presidente Jair Bolsonaro  (sem partido)  durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (25)  citou um suposto estudo de “uma universidade alemã” para questionar o uso de máscaras como prevenção contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

“Começa a aparecer estudos sobre o uso de máscaras. Uma universidade alemã fala que elas são prejudiciais a crianças. E levam em conta vários itens como irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de percepção de felicidade”, afirma Bolsonaro.

Com o plano nacional de vacinação andando de forma lenta, especialistas apontam o uso de máscaras como uma das mais importantes medidas de prevenção contra a Covid-19 . A OMS comprovou eficácia e indica o uso das pessoas quando estiverem em espaço público.

“Não vou entrar em detalhes, porque tudo deságua em críticas em mim. Eu tenho a minha opinião sobre máscaras, que cada um tenha a sua. Mas a gente aguarda um estudo mais aprofundado sobre isso por parte de pessoas competentes”, diz.

Nesta quinta (25), o Brasil registrou 1.541 novos óbitos em decorrência do vírus, um dia depois do país passar dos 250 mil mortes, em um momento da pandemia onde diversos estados estão prestes a entrar em colapso no sistema de saúde.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA