Geral

Parceria entre BRK Ambiental e PicPay oferece dinheiro de volta no pagamento de faturas de água por meio da plataforma

Publicados

em

Para auxiliar os clientes no pagamento das faturas de água e esgoto e ainda oferecer benefícios em troca, a BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de saneamento em Cachoeiro de Itapemirim, e o PicPay apresentam uma nova ação que garante parte do dinheiro de volta no pagamento das contas emitidas pela concessionária.

Com a campanha, os novos clientes cadastrados no PicPay recebem até 40% de cashback, com um limite de R$ 15,00, no pagamento à vista. Além disso, todos os clientes, usuários novos e já ativos na plataforma, podem receber até R$ 700,00 de volta e parcelar as contas em até 12 vezes no cartão de crédito.

Para os novos clientes do aplicativo que escolherem parcelar as contas, as condições oferecidas são: pagamento em 2 até 5 vezes recebem até 5% de volta; de 6 a 11 vezes garantem 10% de retorno; e em 12 vezes tem um cashback de 20%. Aos usuários que já utilizaram o PicPay, os percentuais de cashback são: 2 a 5 vezes recebem 10%; de 6 a 9 vezes 15%; 10 ou 11 vezes 20%; e em 12 parcelas o retorno é de 30%. Em todas as situações, o valor limite que o cliente pode receber de volta é de R$ 700,00.

Leia Também:  Prefeito de Cachoeiro presta conta das ações de 2020 à Câmara Municipal

“A parceria com o PicPay é mais uma alternativa para auxiliar os nossos clientes no pagamento das contas de água e esgoto, queremos oferecer soluções que sejam atrativas para todos. Além disso, com o crédito gerado, é possível utilizar os valores para o pagamento das próximas faturas ou em outras operações disponibilizadas no aplicativo”, explica o gerente comercial da BRK Ambiental em Cachoeiro, Roberland Fabre de Mello.

Confira o passo a passo para realizar o pagamento na plataforma:

  • Baixe o aplicativo nas lojas de aplicativo Google Play ou AppStore;
  • Faça o cadastro seguindo os passos demonstrados na tela inicial do PicPay;
  • Após o login efetuado, selecione a opção “Pagar conta”;
  • Escolha entre ler ou digitar o código de barras manualmente. Em caso de faturas digitais, basta copiar o código de barras e selecionar a segunda opção;
  • Confira o valor na tela e toque em “Próximo”;
  • Confirme os dados bancários, sua forma de pagamento, a quantidade de parcelas e toque em “Pagar”.

Caso o pagamento seja aprovado imediatamente, o comprovante fica disponível no aplicativo. Em situações em que for necessária a análise de segurança do cartão de crédito, o cliente deverá aguardar o e-mail e/ou notificação do PicPay.

Leia Também:  Brasil atinge marca de 400 mil mortos pela covid-19

A BRK Ambiental oferece ainda a opção de pagamento das faturas com cartão de crédito, para isso basta cadastrar os dados do cartão na agência virtual Minha BRK (minhabrk.com.br) e o pagamento é debitado automaticamente a partir da próxima conta emitida. Os clientes também podem optar pelo serviço de internet banking ou débito automático para quitar as faturas.

O atendimento aos clientes da BRK também ocorre pelo telefone 0800 771 0001 e o site, que funcionam 24 horas. Em horário comercial, a concessionária conta com atendimento via WhatsApp, pelo número (11) 99988-0001, e a página no Facebook.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

População pode colaborar com estudos para universalização do saneamento em Cachoeiro

Publicados

em

Trabalho faz parte da construção do novo Plano Municipal de Saneamento
Foto: Divulgação/PMCI

Cachoeiro de Itapemirim está avançando na revisão do Plano Municipal de Água e Esgoto (PMAE) e na elaboração do Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PMGIRS). Recentemente, foram traçados os prognósticos e alternativas para universalização dos serviços de saneamento básico.

documento resultante dessa etapa pode ser acessado no portal da Prefeitura (www.cachoeiro.es.gov.br) – na página da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) – e, também, no site do Laboratório de Gestão de Saneamento Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo (Lagesa – Ufes), onde a população pode registrar contribuições e sugestões para melhoria das propostas, por meio de um formulário eletrônico.

O relatório produzido tem como finalidade identificar, qualificar e quantificar as demandas futuras do sistema de saneamento básico do município, abrangendo áreas urbanas e rurais.

Ele apresenta os modelos de gestão dos serviços de saneamento básico e de fiscalização e regulação dos serviços locais de saneamento básico, o planejamento e a atuação da agência reguladora, a análise da viabilidade técnica e econômico-financeira da prestação dos serviços, os prognósticos dos sistemas de abastecimento de água, esgotamento sanitário, sistema de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, dentro outros.

Leia Também:  Portugal inaugura ponte suspensa de mais de 500 metros para pedestres

“O novo Plano Municipal de Saneamento, fruto da revisão do PMAE e da elaboração do PMGIRS, é uma prioridade para a gestão e, certamente, impactará de forma muito positiva a vida dos moradores de Cachoeiro. Por isso, a participação popular nesta ação é essencial”, afirma a secretária municipal de Meio Ambiente, Luana Fonseca.

Plano Municipal de Saneamento

Iniciado em novembro de 2019, após assinatura do contrato do Lagesa – Ufes com a Prefeitura de Cachoeiro, o trabalho do Plano Municipal de Saneamento conta com ações que envolvem a revisão do Plano Municipal de Água e Esgoto (PMAE), criado em 2011, e a elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos (PMGIRS), com medidas inéditas para a área no município.

A primeira audiência pública sobre o tema foi realizada em fevereiro de 2020. Na ocasião, os representantes do Lagesa apresentaram a metodologia e o plano de trabalho a ser desenvolvido. Em julho do mesmo ano, foi disponibilizado um questionário, na internet, para que os cachoeirenses fornecessem informações, por meio do formulário on-line, sobre funcionamento de abastecimento de água; tratamento de esgoto e coleta de lixo e resíduos nos locais em que moram.

Leia Também:  Prefeito de Cachoeiro presta conta das ações de 2020 à Câmara Municipal

Depois disso, foi feita uma reunião on-line de mobilização social, em agosto, em que foram abordados temas como coleta seletiva e de lixo; limpeza de ruas e praças; terrenos baldios; acesso à água tratada nas zonas rurais; qualidade da água e outros assuntos referentes ao saneamento do município.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA