Cidades

Cachoeiro quer R$ 30 milhões do Estado para drenagem nos bairros Guandu, Basileia, Nova Brasília, Estelita Coelho Marins, Santo Antônio, Zumbi, Otton Marins e São Francisco de Assis

Publicados

em

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim está buscando recursos externos para obras de drenagem, visando a resolução de problemas crônicos com alagamentos em regiões do município. O principal projeto visa a construção de macrodrenagem na Linha Vermelha e ruas adjacentes, com custo de cerca de R$ 30 milhões.

O projeto foi apresentado para a Secretaria de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), visando captação de recurso. A intervenção será a drenagem da área da Bacia São Francisco, abrangendo os bairros Guandu, Basileia, Nova Brasília, Estelita Coelho Marins, Santo Antônio, Zumbi, Otton Marins e São Francisco de Assis.

Para a realização da drenagem pluvial, o projeto prevê a construção de uma galeria com quase três quilômetros de extensão, entre a igreja católica do bairro São Francisco de Assis e a avenida Beira Rio, com diversas redes coletoras interligadas em outras ruas.

“É uma obra de grande porte e com valor bastante elevado. Por isso, precisamos garantir recursos externos para iniciá-la em 2021. Entendemos que a obra é muito importante para a população e não estamos poupando esforços para que todos os trâmites sejam resolvidos com a maior agilidade possível”, explica o secretário municipal de Obras, Desil Moreira Henrique.

Leia Também:  Covid-19: governadores pedem ajuda à ONU para obter vacinas

Mais obras

A Prefeitura também está fazendo captação de R$ 1,635 milhão em recursos junto ao governo federal para a realização de obras de drenagem e pavimentação em três bairros e um distrito.

Para obras em Jardim Itapemirim (R$ 267.400) e Vila Rica (em dois convênios, de R$ 238.750 e R$ 365.714,29, respectivamente), a Caixa Econômica está fazendo a análise dos projetos da Prefeitura, após os convênios assinados com o governo federal.

Já para obras em Maria Ortiz (R$ 477.500) e Córrego dos Monos (R$ 286.500), os convênios foram firmados e, atualmente, os projetos estão sendo elaborados para serem encaminhados à Caixa Econômica.

“Nos últimos anos, fizemos importantes investimentos em drenagem no município e não estamos poupando esforços para conseguir os recursos necessários para a realização de obras importantes. Os recursos nem sempre chegam com a agilidade que todos gostariam, ainda mais em um momento tão desafiador como o que estamos vivendo, mas continuamos trabalhando para entregar o melhor à população”, destaca o prefeito Victor Coelho.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeitura de Marataízes devolve pracinha da Bacia das Turcas à população

Publicados

em

A Prefeitura de Marataízes, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Trabalho (SEMASHT), concluiu o processo de resgate das pessoas em situação de rua que utilizavam a pracinha da Bacia das Turcas como moradia.

Ao todo 15 pessoas foram resgatadas do local. Todas receberam alimentação, atendimento médico, banho, roupas e documentação. Em seguida essas pessoas foram encaminhadas pelo   Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) ao serviço de assistência social de seus municípios de origem e de lá levadas às suas famílias.

Hoje a pracinha da Bacia das Turcas está desocupada e devolvida à população de Marataízes. O local já foi limpo de todo o material que essas pessoas mantinham lá, mas deverá em breve receber melhorias no visual. Além disso, a Guarda Civil Municipal (GCM) está atenta para evitar novas ocupações neste e em outros locais do Município.

É importante esclarecer que de acordo com a Constituição Federal as pessoas têm o direito de ir e vir, ou seja, podem ficar em qualquer lugar público, porém não podem fazer do local sua moradia. Agindo assim, acabam elas ferindo a legislação, pois restringem o direito de ir e vir de toda a população.

Leia Também:  Um ano da assinatura da Ordem de Serviço: nova orla da Praia Central muda cara de Marataízes
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA