Esporte

Palmeiras reage e empata com Atlético Mineiro no 1º jogo das quartas de final da Libertadores

Publicado em

O Palmeiras tira um empate da “cartola” depois de estar perdendo por 2 a 0, do Atlético Mineiro, e chega a 20 jogos de invencibilidade como visitante na Libertadores. 

O Atlético-MG saiu na frente na briga pela vaga na semifinal da Copa Libertadores. Com gol de Hulk e um contra de Murilo, o Galo chegou a abrir boa vantagem no placar, mas viu o zagueiro palmeirense se redimir e diminuir a vantagem dos anfitriões. 

Quando tudo parecia que a série invicta como visitante do Palmeiras iria se encerrar, o Alviverde arrancou o gol de empate por 2 a 2 nos acréscimos, com Danilo, para deixar o Mineirão ainda mais vivo pela vaga na semifinal. 

O empate encerrou os 100% de aproveitamento do Alviverde na atual Libertadores, mas o atual bicampeão da competição ampliou sua série invicta como visitante no torneio continental, que foi para 20 jogos.

Com o resultado em Belo Horizonte, quem vencer em São Paulo avança. Novo empate leva a decisão para os pênaltis. A equipe que passar enfrenta nas semifinais Estudiantes ou Athletico-PR. O jogo de volta será na próxima quarta-feira (10), às 21h30, no Allianz Parque.

  Classificado na Libertadores, Verdão inicia preparação para enfrentar o Cuiabá pelo Brasileiro

 

Leia Também:  Flamengo inicia a preparação para a partida contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil

Antes da decisão pela Libertadores, as equipes têm compromisso pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Atlético recebe o Athletico-PR neste domingo, a partir das 19h, no Mineirão. Às 16h, Palmeiras e Goiás se enfrentam no Allianz.

O Atlético sufocou o Palmeiras no campo ofensivo alvinegro. Como resultado, empilhou ótimas oportunidades de gol desde o início.

Zaracho de bicicleta, Hulk em chutaço de longe, Keno duas vezes em condições claras, Ademir na trave em lance inacreditável… O gol amadurecia, mas demorava a sair. Recuado, o Palmeiras tentava contra-ataques, mas era parado ora pela marcação atleticana, ora por faltas.

Na única vez que a marcação do Atlético bobeou, Piquerez marcou – mas o lance foi invalidado por impedimento de Gustavo Scarpa no início da jogada. A frustração palmeirense se tornou incentivo para o Galo, que voltou a pressionar até que, aos 44 minutos, Jair foi derrubado na área por Marcos Rocha.

Pênalti para o Atlético, Hulk vai para a bola e desta vez, o artilheiro alvinegro não acertou a trave, e sim o gol: 1 a 0 para o time que dominou as ações no primeiro tempo.

  Matheus Fernandes acerta retorno ao Palmeiras: ‘Sempre foi minha prioridade’

 

Leia Também:  Em dia de ensaio final para encarar o Juventude.

O segundo tempo começou da melhor maneira possível para o Atlético: com um gol aos 2 minutos. A zaga do Palmeiras vacilou. Keno, com muita habilidade, venceu a marcação e cruzou para trás, nas pernas de Murilo, que empurrou para as próprias redes. Em êxtase, o Mineirão em um cenário ainda mais favorável aos donos da casa.

O domínio atleticano ainda existia quando o Palmeiras reduziu os danos, aos 13 minutos. Após bela cobrança de falta de Gustavo Scarpa no travessão, a bola sobrou nos pés de Murilo, na área. O zagueiro alviverde se redimiu e empurrou para as redes, desta vez do adversário.

Daí em diante, a posse continuou nos pés do Atlético, mas com menos ações incisivas na área palmeirense. O time alviverde passou a criar e teve uma oportunidade claríssima com Dudu, que, livre dentro da área, finalizou para fora. Já nos acréscimos, o time alviverde conseguiu o empate com o volante Danilo, após cobrança de escanteio, para frustração atleticana.

Em uma semana, a decisão é em São Paulo.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esporte

Bahia vence o Ituano pela série B do Brasileirão e está na vice-liderança

Published

on

Com apresentação brilhante de  Matheus Davó nesta sexta-feira (12.08), marcando dois gols no segundo tempo, o artilheiro do Esquadrão na Série B comandou o Bahia para a vitória sobre o Ituano, pela 24ª rodada da Série B. 

O resultado coloca o Tricolor momentaneamente na vice-liderança da competição, com 43 pontos. O Grêmio, terceiro colocado, joga neste sábado (13), às 20h30, contra o CRB, e pode ultrapassar o Bahia. 

 O Esquadrão volta a campo na próxima terça-feira (16), contra o Londrina, no estádio do Café, às 20h30, pela 25ª rodada da Série B

O JOGO 

O Bahia chegou com perigo logo no primeiro minuto de jogo. Daniel cruzou para Copete na área e, livre, o atacante tentou por cobertura. O goleiro Jefferson Paulino saiu bem para abafar e fez a defesa. 

Aos 5, Jacaré recebeu bom passe pelo meio e arriscou forte de fora da área. A bola passou perto da trave esquerda adversária. 

Dominando o jogo, o Esquadrão chegou novamente aos 13. Daniel acertou uma bela enfiada de bola para Copete dentro da área. Na cara do gol, o atacante finalizou de esquerda, e Jefferson Paulino fez outra excelente defesa. 

Aos 15, quem assustou foi Mugni. O meia cobrou escanteio direto para o gol e deu muito trabalho para o goleiro adversário, que voou no ângulo. O argentino levou perigo novamente aos 19, com chute cruzado da entrada da área. Paulino pegou de novo, no cantinho. 

O Ituano chegou pela primeira vez aos 25. Alberto arrumou belo cruzamento de voleio, Caio ajeitou de cabeça para Rafael Elias e, dessa vez, foi Danilo Fernandes quem brilhou. Com a mão esquerda, o goleiro defendeu a queima-roupa e mandou para escanteio. 

Leia Também:  Estrela goleia o Linhares e aumenta a disputa pela última vaga no G2

O Bahia não se intimidou, e apareceu novamente aos 28. Patrick cruzou com qualidade na cabeça de Matheus Bahia, que parou também nas mãos de Jefferson Paulino. 

O goleiro do Ituano brilharia uma última vez antes do apito para o intervalo. Após boa jogada pelo meio, Matheus Bahia invadiu a área pela esquerda e mandou uma bomba. O arqueiro se esticou e mandou para escanteio. 

Segundo tempo

A muralha do Ituano voltou trabalhando no segundo tempo. Com pouco mais de 20 segundos, Ingácio acerta belo lançamento para Marcinho, que, dentro da área, chuta forte para a defesa de Paulino. 

Aos 5 minutos, o golpe foi de vista. Copete invadiu a área, cortou para a esquerda e chutou colocado. A bola passou raspando a trave direita. 

E a muralha quase caiu aos 10 minutos. Mugni cobrou escanteio, Jefferson Paulino saiu mal e a bola sobrou nos pés de Copete, que só não fez o gol porque não conseguiu dominar. 

Caiu de vez aos 23. Ricardo Goulart cruzou rasteiro na área e Matheus Davó tocou com tranquilidade para o fundo das redes. Dessa vez, sem chance para Paulino. 

A celebração do gol teve uma quebra aos 32 minutos. Após confusão no meio do campo, Didi e Jiménez foram expulsos. O camisa 15 do Galo, contudo, só chegou para apartar a briga.

Leia Também:  Pelo Brasileiro, Vasco é superado pelo Vila Nova no Serra Dourada

Aos 38 minutos, o Ituano quase conseguiu o empate. Léo Ceará cruzou do bico da grande área e Danilo Fernandes espalmou para escanteio. 

No entanto, Matheus Davó estava lá para garantir o triunfo. Aos 41 minutos, Danilo Fernandes acertou um belo lançamento, o camisa 88 ganhou no corpo de Raí e tocou com categoria por cobertura. Jefferson Paulino não fez milagre. 

Danilo Fernandes, por sua vez, fez. Aos 47, Raí cruzou na área e Aylon desviou de cabeça no cantinho. O goleiro se esticou todo e espalmou para escanteio. 

FICHA TÉCNICA

Bahia 2 x 0 Ituano

Série B – 24ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 12/08/2022 (sexta)

Horário: 21h30

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)

Assistentes: Johnny Barros de Oliveira e Gizeli Casaril (ambos de SC)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Patrick de Lucca (Bahia) / Carlão e Bernardo Schappo (Ituano)

Cartões vermelhos: Didi (Bahia) / Jiménez (Ituano)

Gols: Matheus Davó (2)

Bahia: Danilo Fernandes; Marcinho (André), Ignácio, Didi e Matheus Bahia; Patrick de Lucca (Rezende), Mugni e Daniel; Copete (Ricardo Goulart), Jacaré (Everton) e Rodallega (Matheus Davó). Técnico: Enderson Moreira.

Ituano: Jefferson Paulino; Raí Ramos, Lucas Dias, Bernardo e Roberto (Mário Sérgio); Carlão (Jiménez), Kaio (Dudu Vieira), Caíque e Siqueira; Gabriel Barros (Léo Ceará) e Rafael Elias (Aylon). Técnico: Carlos Pimentel.

Fonte: Agência Esporte

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA