Agronegócio

Organização de oficinas, armazenamento de produtos, uso de EPI’s: Soja Plus traz avanços para propriedade em Dourados

Publicados

em


Ao receber atendimento dos técnicos de campo do programa Soja Plus, desde 2019, a produtora rural de Dourados, Natália Mai, passou a organizar os pontos primordiais para sua propriedade, otimizando a atividade com mais qualidade de vida. Esse é o case de sucesso da série #TransformandoVidas da semana.

“A gente conheceu o Senar e o Soja Plus pelos cursos e pela Assistência Técnica e Gerencial. Com o programa, melhoramos muitos pontos, principalmente a organização da propriedade, na oficina dos maquinários, armazenamento de produtos. Nas visitas dos técnicos, eles ressaltam bastante a importância da segurança e uso dos EPI’s [Equipamentos de Proteção Individual), como fazer manuseio correto. Tudo foi aprimorado”, ressalta.

Com os avanços já conquistados, Natália foca nos próximos passos na empresa rural. O planejamento inclui a construção de novos barracões para oficina e armazenamento de insumos e equipamentos utilizados na produção, substituindo as edificações mais antigas.

“As expectativas para propriedade são excelentes, pois desde a primeira visita do técnico a gente pode acompanhar o quanto as coisas avançaram. Trabalhando de pouquinho em pouquinho a gente consegue atingir uma boa meta, com padrão cada vez melhor”, espera. 

Leia Também:  Wanderley Gusmão recebe prêmio que ganhou em concurso do Senar Brasil

Transformando Vidas – Toda sexta-feira, o Sistema Famasul divulga uma reportagem sobre a atuação do Senar/MS e as suas transformações no campo. Acesse nosso canal no YOUTUBE e veja outros depoimentos.

Confira mais sobre o Soja Plus em ‘Mercado Agropecuário’ e ‘Educação no Campo’. 

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócio

CNA discute prioridades na política agrícola em 2021

Publicados

em


Brasília (05/03/2021) – A Comissão Nacional de Política Agrícola da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na sexta (5), para discutir a agenda de trabalho para 2021. Um dos temas da lista de prioridades é a contribuição do setor para a construção do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2021/2022.

Como em anos anteriores, a CNA definirá as prioridades do setor para o PAP ouvindo produtores de todas as regiões. As contribuições das federações de agricultura e pecuária dos estados para o próximo Plano Safra serão recebidas até o dia 15 de março. A partir disso, serão realizadas videoconferências regionais para reunir as demandas e fechar uma proposta nacional.

“O objetivo é gerar subsídios para a negociação do Ministério da Agricultura com as outras áreas do Governo responsáveis pela definição das normas de execução dos instrumentos de política agrícola”, afirmou o presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola da entidade e da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), deputado federal José Mário Schreiner (DEM/GO).

Leia Também:  Programa Campo Aprendiz do Senar-MT capacita jovens para atuação no distrito de Deciolândia
José Mário Schreiner

Segundo a superintendente técnica adjunta da CNA, Fernanda Schwantes, a agenda de trabalho inclui também assuntos que visam à desburocratização no acesso a financiamentos, a ampliação do crédito privado e o aprimoramento da gestão de riscos.

“Discutimos alguns pontos da agenda estruturante para o crédito privado, pois o setor tem uma demanda superior de crédito em relação ao que o Governo é capaz de oferecer por meio da política oficial”, disse ela.

Além do Plano Agrícola e Pecuário, a pauta da Comissão Nacional de Política Agrícola para 2021 contempla: Plano Plurianual Agropecuário, redução dos custos cartorários, seguro rural, soluções para o endividamento, novas fontes de financiamento e Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc).

Outro tema do encontro foi uma apresentação sobre o registro na plataforma IDAgro, realizada pelo coordenador administrativo do Instituto CNA, Carlos Frederico Ribeiro.

Também participaram da reunião o presidente da Federação da Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (Faes), Júlio Rocha Júnior, o vice-presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola, Antônio da Luz, e o superintendente técnico da Confederação, Bruno Lucchi, além de membros da Comissão e representantes de federações estaduais.

Leia Também:  Guia interativo do Senar ajuda a melhorar gestão da propriedade rural

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA