Mulher

“O machismo é algo cultural, não religioso”, diz youtuber muçulmana

Publicados

em


source
Fala Fatuma
Reprodução

Fatima Cheaitou é dona do canal Fala Fatuma e desmitifica o islamismo

Com mais de 1,5 milhão de  muçulmanos no Brasil, mas com predominância de cristãos , muitas pessoas ficam curiosas para conhecer mais a religião. Felizmente Internet tem se tornado um meio para divulgar informações e combater preconceitos sobre religião islâmica. É o que faz Fatima Cheaitou, em seu canal Fala Fatuma , que tem mais de 100 mil seguidores no Youtube. 

Natural de Salvador, Bahia, Fatima atualmente vive no Líbano, de onde produz o conteúdo de seu canal. Em entrevista ao Delas a youtuber conta que a atenção que chamava no Brasil era algo até que comum. “Antes de me mudar para cá, eu morava em São Paulo, pois minha mãe queria que eu crescesse próxima da religião e aprendendo árabe. Então sempre me senti diferente, com olhares curiosos e tal, mas isso para mim é normal”.

Ela diz que já passou por situações de xenofobia – o ódio ou aversão ao estrangeiro – mesmo sendo brasileira. “Já sofri com pessoas me mandando de volta para o meu país, mas nunca sofri algo físico. O tratamento diferente acontece sim, você acaba sentindo que aquele lugar não é seu, mas eu sou brasileira então porque você me trata como se não fosse?”, diz. 

Como há muitas perguntas e curiosidades sobre a religião, Fatima aproveitou a faculdade de Jornalismo para criar o canal. “Uma professora me disse para falar sobre minha religião no Youtube, já que eu tirava dúvidas sempre e gostava de contar sobre a minha experiência. Eu gosto disso, mas eu tinha muita vergonha e dei uma chance”, conta.

Leia Também:  Beber água: descubra os benefícios para a saúde além da hidratação

Fatima explicou a ideia para a mãe e teve muito apoio. “Ela ficou super feliz, porque queria que a gente tivesse essa criação religiosa e amou essa combinação de Jornalismo com a religião. Criei o canal e graças a Deus tá dando muito certo e crescendo cada vez mais. Está valendo a pena, pois gosto de falar sobre a religião e sinto que me achei no canal”, diz. 

Fatima conta que decidiu se mudar para o Líbano para ficar mais próxima da família e da religião. Hoje ela cursa Comunicação e Redes Sociais. “Apesar de cursar em uma faculdade com o sistema americano e ter pessoas de todos os tipos, aqui no Líbano notam que não sou árabe pelo meu sotaque, então aqui sou brasileira e no Brasil sou libanesa, eu pensava ‘então de onde eu sou?’ “, conta. 

“O machismo é algo cultural, não religioso”

Fatima diz que sofre com os preconceitos relacionados ao islamismo, principalmente aqueles que dizem respeito às mulheres. “O que eu mais escuto é sobre a mulher ser submissa, que eu sou oprimida por usar o hijab , que não posso dirigir. O machismo é algo cultural, não religioso, as pessoas misturam as coisas. O Alcorão explica tudo, todas as coisas direito e também os direitos das mulheres, podemos fazer tudo”, diz. 

Ela também diz que usar ou não hijab é uma opção da mulher. “Hijab é basicamente uma obrigação do Alcorão, mas está lá, ninguém é realmente obrigado a fazer. Hijab é basicamente cobrir o cabelo, o corpo, se vestir modestamente. Eu uso para me aproximar de Deus, é chato ouvir que somos oprimidas por isso, essa forma de ver e falar que a mulher só é livre se tirar a roupa. O que dá liberdade para a mulher é a opção de usar o que quiser”, afirma.

Já os tipos de hijab, é questão puramente cultural. “Antigamente famílias obrigavam, mas esse não é o certo, não levamos na norma do que usar, temos o livre arbítrio[…] A religião fala só de se cobrir, mas muda por conta da cultura, moda e vários fatores”, diz. 

Outro boato mito comum em relação à mulheres muçulmanas sobre poder dirigir ou não. A Árabia Saudita, último país que vetava às mulheres o direito de dirigir, começou a expedir carteiras de motoristas para mulheres em 2018. 

“A mulher muçulmana tem todos os direitos, o problema é a cultura. O pessoal tá tão enraizado com o machismo que eles agem desta forma e põe a culpa na religião, mas não faz parte de ser muçulmano. Graças a Deus as coisas estão mudando mas temos um caminho muito longo para frente”, afirma. 

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Erros na maquiagem: descubra quais são os principais e como evitá-los

Publicados

em


source

Alto Astral

undefined
Reprodução: Alto Astral

Erros na maquiagem: descubra quais são os principais e como evitá-los

As maiores vantagens relacionadas ao uso de make são o potencial de valorizar os nossos traços naturais e fazer com que nos sintamos mais bonitas e confiantes. Entretanto, alguns erros na maquiagem podem causar justamente o efeito contrário, transmitindo um visual exagerado. Para evitar que isso aconteça, o maquiador Well Dias separou algumas dicas valiosas que te ajudarão a acertar – e arrasar – em qualquer produção. Confira!

Dicas para evitar os 6 principais erros na maquiagem

Erros na maquiagem: descubra quais são os principais e como evitá-los
Foto: Shutterstock

Acúmulo de corretivo

Apesar de ser um grande aliado na hora de disfarçar olheiras e manchas , o corretivo pode se tornar uma dor de cabeça ao longo do dia. Isso acontece porque, quando não aplicado corretamente, o produto pode acumular nas linhas de expressão do rosto e abaixo dos olhos.

“Para resolver esse problema, uma das dicas é investir nos cuidados pré-make, como um bom hidratante para a região dos olhos. Isso já ajuda a aliviar as olheiras e o inchaço. Na hora de aplicar o corretivo, tenha em mãos um primer e pó compacto. O primeiro vai auxiliar a preparar a pele para a maquiagem, enquanto o segundo ajuda a ‘selar’ o produto no rosto. Além disso, essa dupla vai fazer seu corretivo durar o dia todo”, ensina o maquiador.

Máscara de cílios manchada

Você sai de casa impecável, mas, ao longo do dia, o rímel escorre e fica todo borrado? Caso tenha se identificado com a situação, combinar uma camada de máscara lavável com uma à prova d’água pode resolver tudo:

Leia Também:  Simpatias para blindar a saúde da sua família

“O truque vai garantir que o produto fique no lugar durante mais tempo, enquanto a fórmula tradicional também deixa o processo de remoção um pouco mais fácil. Concentre as máscaras na raiz dos cílios para um olhar marcante e nunca (jamais!) aplique somente nas pontas dos fios, pois isso deixa aquele efeito grudado”.

Smokey eye borrado

De acordo com o maquiador, apesar de ser uma opção super elegante para momentos especiais e até mais formais, a técnica do smokey eye (olho esfumado) costuma deixar alguns resíduos de sombra embaixo dos olhos.

“Para evitar o efeito ‘olhos de panda’, um bom truque é apostar em um primer específico para a região, que ajudará a fixar os pigmentos das sombras escuras. Outra dica valiosa é usar uma camada de pó solto embaixo dos olhos e depois remover, evitando que as partículas grudem no rosto”, recomenda Well.

Delineado torto

Deixar o delineado perfeito e bem certinho é, com certeza, um dos maiores desafios da maquiagem: “Para acertar de vez, o segredo é ter paciência. Ao invés de fazer um traço contínuo, desenhe alguns pontinhos ou linhas na pálpebra, que irão servir como um guia. Depois, é só conectar as marcações para criar o desenho que você deseja”. Truque certeiro!

Leia Também:  Alimentação para crianças: dicas para ensinar seu filho a comer saudável

Dificuldades com cílios postiços

O primeiro passo para evitar esse erro na maquiagem é identificar o seu formato de olho e dar preferência aos modelos mais naturais: “Cílios grandes demais deixam a aparência pesada e perdem toda a naturalidade da beleza”.

Você viu?

“Para a colagem perfeita, aplique a cola na raiz dos cílios postiços e, com o auxílio de um pincel de delinear, faça um pontinho no começo e no final dos seus cílios naturais. Espere começar a secar e una os postiços à raiz dos seus, nunca na pálpebra. Isso fará uma junção, garantindo que os cílios jamais descolem”, explica.

Contorno labial mal feito

Contornar os lábios pode ajudar muito na duração do batom , mas deixá-lo sem falhas às vezes é um desafio. Para não cometer um dos principais erros na maquiagem, a dica é aplicar um pouco de sombra marrom na boca antes de fazer o contorno. Em seguida, trace um X no “arco do cupido” com o lápis, facilitando o processo.

“Depois, basta vir com o batom que você escolheu para a make do dia e tudo pronto! Se ainda notar algumas falhas, um pouco de corretivo e um pincel pequeno para cobri-las podem resolver o problema”, finaliza o profissional.

Colaboração: Well Dias , maquiador | Edição: Milena Garcia e Renata Rocha

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA