Cidades

Novo sistema de videomonitoramento de Cachoeiro entra em funcionamento

Publicados

em

A nova central de videomonitoramento de Cachoeiro de Itapemirim já está em funcionamento. No total, o sistema conta com 72 câmeras instaladas em diversos pontos do município e a vigilância, na sala de operação, é realizada 24 horas por servidores da Prefeitura.

Das novas câmeras instaladas, seis são do tipo PTZ, que possuem tecnologia, para identificar sinais de possíveis eventos adversos, como assaltos e incêndios. Outras 26 câmeras, instaladas em cinco pontos, têm capacidade para identificar veículos que avançam semáforos ou ficam parados em cima de faixas de pedestres – entretanto, não haverá registros de ocorrência para aplicação de multas, por enquanto.

Em outros dois pontos da região central da cidade, foram colocados totens de segurança com câmeras 360º. Eles possuem botões de pânico e, assim como as câmeras PTZ, áudio bidirecional, composto por cornetas e interfones, permitindo a comunicação entre a central de videomonitoramento e as pessoas nas vias públicas, em caso de emergências. A previsão é de que o sistema de comunicação por áudio comece a funcionar até o final da semana que vem.

Leia Também:  Forças de segurança prendem oito homicidas em seis horas no Espírito Santo

Além disso, as outras 40 câmeras de vigilância que o município já possuía foram incorporadas ao novo sistema.

“Esta é a primeira etapa do processo de implantação do novo sistema eletrônico de segurança. Mesmo que ele ainda não esteja funcionando em sua totalidade, a ampliação da capacidade de videomonitoramento representa um grande avanço para as ações na área, em Cachoeiro, proporcionando uma maior sensação de segurança para a população”, destaca o secretário municipal de Segurança, Francisco Inácio Daroz.

Segunda etapa

Uma segunda etapa do processo de implantação abrangerá o Cerco Inteligente de Segurança, com instalação de 15 câmeras capazes de identificar placas de veículos com restrição de furto e roubo, em mais sete locais, e o início da identificação de veículos que avançam semáforos ou ficam parados em cima de faixas de pedestres.

Para o Cerco Inteligente, a empresa responsável pela implantação aguarda autorizações do Departamento de Edificações e Rodovias do Estado do Espírito Santo (DER-ES) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para instalar os equipamentos em rodovias que não pertencem ao município.

Leia Também:  Principais ruas de Cachoeiro serão repavimentadas; confira os bairros beneficiados

No caso do avanço semafórico, ainda é preciso adequar o sistema junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES). Após esse processo, ainda haverá um período de campanha educativa a respeito do novo sistema antes de começar o registro de infrações.

A expectativa é de que as liberações, junto aos órgãos responsáveis, saiam ainda neste mês de julho, para que o trabalho seja iniciado e concluído em cerca de 30 dias.

A Prefeitura de Cachoeiro investirá, no novo sistema, R$ 2.574.364,80, com recursos do Fundo Municipal de Trânsito e um complemento de verba própria. O valor corresponde à contratação anual dos serviços.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Hospital Evangélico de Cachoeiro comemora sua última alta de COVID-19

Publicados

em

Aline Laura Almeida Ferreira de Souza, de 41 anos, moradora do bairro Nossa Senhora da Penha, em Cachoeiro de Itapemirim, é a última paciente da UTI Covid do Hospital Evangélico. Hoje, após 44 dias internada, teve alta e pode ir para casa com a família.

Quando o hospital deixou de ser referência ao coronavírus, Aline ainda necessitava de cuidados hospitalares intensivos. Segundo Pamella Maurício dos Prazeres, enfermeira chefe do setor, a decisão da não transferência da paciente se deu por conta do quadro clínico dela.

Na porta da UTI, esperando, estavam o esposo, Charles Carvalho Sousa, o filho, Kaike Almeida Carvalho Sousa, de 9 anos e Francis Busato, amiga da família. “Estamos tentando segurar a ansiedade”, disse Charles. A equipe de enfermagem também prestigiou o momento, com palmas, ornamentação e cantando louvores.

O HECI iniciou sua contribuição no enfrentamento ao coronavírus no dia 19 de março de 2021, com a chegada da segunda onda do vírus. No entanto, encerrou o atendimento a novos casos oficialmente no dia 08 de julho. A decisão de mantê-la internada, para o esposo, representou um alívio muito grande “ficou aquela sensação de que estávamos próximos, mesmo sem visita-lá”.

Leia Também:  Cachoeiro ganhará novo sistema de segurança e videomonitoramento

Charles ainda completou: “Ela fez 41 anos sete dias antes de vir para cá. A sensação que nós temos é de que ela nasceu de novo. O dia de hoje fica marcado como a segunda data de aniversário dela”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA