Economia

Novo Centro de Distribuição da Amazon deve gerar 450 empregos na Grande SP

Publicados

em


source
Amazon anuncia novo Centro de Distribuição na Grande São Paulo
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Amazon anuncia novo Centro de Distribuição na Grande São Paulo

A Amazon anuncia hoje (13) outro importante passo de sua expansão no Brasil com a abertura de um novo Centro de Distribuição (CD) em Cajamar, localizada na Grande São Paulo. Esse novo CD irá gerar 450 novos empregos diretos na região e irá aumentar a possibilidade de centenas de empregos indiretos a partir do programa global Fulfilment By Amazon (FBA – Logística da Amazon).

“A expansão da Amazon reflete nosso comprometimento com nossos consumidores no Brasil, focando sempre em oferecer uma experiência do cliente em constante evolução. Estamos extremamente comprometidos com o País e com as comunidades em que operamos, orgulhosos de conseguir gerar mais de 450 novas oportunidades de emprego”, diz Ricardo Pagani, Diretor de Operações da Amazon no Brasil. “Reconhecemos o constante esforço do governo em modernizar o ambiente de negócios e agradecemos todos os membros engajados em apoiar esse projeto de expansão, o que irá nos permitir continuar servindo nossos consumidores com os produtos que precisam”, ressalta.

Leia Também:  Reforma tributária pode criar um novo imposto? Especialista esclarece

Você viu?

“O novo centro de distribuição da Amazon em Cajamar reforça nossa referência como um polo de logística e, sobretudo, o nosso potencial para atrair investimentos privados. Essa parceria é de extrema relevância econômica para a cidade de Cajamar, visto que com a chegada novos centros logísticos conseguimos gerar mais empregos para nossos munícipes”, disse o prefeito de Cajamar, Danilo Joan.

Para saber mais sobre a novidade, confira a matéria completa , que apareceu primeiro em 1Bilhão Educação Financeira .


COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Rede Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Publicados

em


source
Madero
Madero/Divulgação

Madero


A rede de restaurantes Madero do bolsonarista Junior Durski disse, em suas demonstrações financeiras do primeiro trimestre de 2021, que o dinheiro em caixa da empresa não seria suficiente para pagar as dívidas de curto prazo na data de vencimento sem financiamento adicional. 

“Foram dois materiais de resultados publicados pela empresa desde o início da pandemia e auditores da rede levantaram, em ambos, a existência de ‘incerteza relevante’ e ‘significativa’ relacionada com a continuidade da operação”, informa o jornal Valor Econômico.

O informe entregue nesta quinta-feira (24) indica que as lanchonetes podem fechar.


Você viu?

Em março de 2020, no início da pandemia de Covid-19 , o empresário Junior Durski minimizou o potencial letal do coronavírus . Segundo ele, o Estado não deveria parar a economia para frear a disseminação da doença porque “5 ou 7 mil pessoas vão morrer”. 

Leia Também:  Não é só Bitcoin! Veja as 5 criptomoedas mais promissoras para investir em 2021

Veja:


Nesta quinta-feira, o Brasil registrou mais de 507 mil mortes pela Covid-19

No ano passado, a Controladoria Geral da União (CGU)  multou o restaurante em R$ 442 mil por pagar propina em dinheiro e alimentos a funcionários do Ministério da Agricultura. Os funcionários da pasta eram designados para, supostamente, fiscalizar lojas da rede nas cidades de Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA