Economia

Novo calendário de saques do auxílio começa nesta segunda; veja quem tem direito

Publicados

em

 

 

source
app auxilio emergencial
Leonardo Sá/Agência Senado

Saques do terceiro lote da primeira parcela do auxílio emergencial começam nesta segunda-feira (6)

Começa nesta segunda-feira (6) o calendário de saques em dinheiro da primeira parcela do auxílio emergencial. Isso mesmo, a primeira parcela. Enquanto milhões já receram os R$ 600 em três oportunidades , outros tantos começam a poder sacar os recursos ditos emergenciais somente três meses após o início do programa, em abril .

O terceiro lote da primeira parcela do auxílio estará disponível para saques em espécie e transferências a partir desta segunda para os nascidos em janeiro, grupo que reúne cerca de 400 mil pessoas, segundo a Caixa Econômica Federal, quem faz os pagamentos. Assim como nos pagamentos anteriores, os saques serão divididos pelos meses de nascimento dos beneficiários. Ao todo, vão receber o novo lote atrasado da primeira parcela cerca de 6,1 milhões de pessoas.

Leia Também:  Série B: Cruzeiro vence Guarani por 3 a 2 fora de casa

As liberações de saques e transferências, iniciadas nesta segunda (6), vão até o próximo dia 18 de julho, quando começam as retiradas do calendário original do auxílio, que engloba a maior parte dos inscritos no programa.

Além do terceiro lote, já há um quarto lote do auxílio emergencial . Para esse grupo, os depósitos terminaram no sábado (4), e os saques ainda não começaram. Confira o calendário do terceiro lote:

Terceiro lote – saques e transferências da 1ª parcela

  • 6 de julho – 400 mil nascidos em janeiro;
  • 7 de julho – 400 mil nascidos em fevereiro;
  • 8 de julho – 400 mil nascidos em março;
  • 9 de julho – 400 mil nascidos em abril;
  • 10 de julho – 400 mil nascidos em maio;
  • 11 de julho – 400 mil nascidos em junho;
  • 13 de julho – 400 mil nascidos em julho;
  • 14 de julho – 400 mil nascidos em agosto;
  • 15 de julho – 400 mil nascidos em setembro;
  • 16 de julho – 400 mil nascidos em outubro;
  • 17 de julho – 400 mil nascidos em novembro; e
  • 18 de julho – 500 mil nascidos em dezembro.
Leia Também:  Em Cachoeiro, decreto permite entrada de menores de 10 anos em estabelecimentos

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Dívidas: lei permite que pequenas empresas renegociem em 12 anos

Publicados

em


source
dinheiro
Pixabay/Reprodução

Veja como aderir ao programa e quitar dívidas da sua pequena ou média empresa

A pandemia da Covid-19 fez com que muitas empresas de pequeno e médio porte parassem suas atividades, transformando suas  dívidas em verdeiras bolas de neve. No entanto, empresários podem renegociar suas dívidas com o governo Federal, já que recentemente foi sancionada a Lei Complementar nº 09 de 2020, que permite o refinanciamento.

De acordo com Aguinaldo Balon, da Balon Advogados, a nova lei estende as empresas sob o regime de tributação Simples Nacional. Neste caso, benefícios como descontos podem chegar até 70% sobre multas, juros e encargos, além de prazo de até 145 meses – aproximadamente 12 anos – para pagamento do débito.

Já as empresas maiores poderão ter desconto de até 50% e prazo de até 84 meses para as dívidas. Com a medida, as micros e pequenas empresas passam a ter direito à transação resolutiva de litígios como forma de regularizarem seus débitos com a União.

Leia Também:  Casagrande anuncia mais de R$ 50 milhões em obras para Vila Velha

“Essa é uma excelente oportunidade para que as pequenas e médias empresas quitem suas dívidas a longo prazo e ganhem fôlego para uma reestruturação comercial; além de manterem a regularidade fiscal e a capacidade de obtenção de novos créditos no mercado”, afirmou Balon.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA