Jurídico

Nova versão do e-Título está disponível para testes

Publicados

em


Usuárias e usuários de celulares Android e iOS que contam com o aplicativo e-Título e desejam colaborar com a Justiça Eleitoral já podem se cadastrar como testadores para utilizar a versão Beta da plataforma. O intuito do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a iniciativa é aumentar ainda mais a segurança do aplicativo, além de melhorar a experiência da eleitora e do eleitor com a plataforma, conforme aponta Iuri Camargo Kisovec, da Assessoria de Gestão de Identificação do TSE.

“O que queremos oferecer é um serviço ainda mais completo para o eleitor. Essa nova versão contará com uma personalização maior. O usuário poderá, por exemplo, utilizar a foto tirada na hora do próprio celular e não mais a imagem que consta no cadastro eleitoral. Também devemos incluir novos serviços nos próximos meses. Tudo dependerá da experiência e dos relatos que tivermos dos testadores”, ressalta.

Uma das novidades incluídas na versão Beta é a possibilidade de conferência biométrica dentro do aplicativo. Quem se cadastrar para os testes fará a conferência da face e das impressões digitais por meio de fotos, que serão conferidas no banco de dados do próprio Tribunal. Ao todo, serão liberados cadastros para dez mil pessoas: nove mil testadores com celulares Android e mil usuários de iOS.

Leia Também:  Bigamia: proibida por lei

O e-Título Beta poderá ser instalado por quem já possuir a versão oficial do aplicativo nas respectivas lojas virtuais dos sistemas Android e iOS. Para quem usa celular Android, depois de abrir a Play Store, no canto superior direito, toque no ícone do perfil e, depois, vá em gerenciar apps e dispositivos instalados. Na sequência, clique no aplicativo para abrir a página de detalhes e toque na mensagem “participar do programa Beta”.

Já as usuárias e os usuários de iOS devem seguir o seguinte caminho: baixar o Test Flight na App Store e clicar no link público https://testflight.apple.com/join/e6yLI7uO. Após o acesso, deverá tocar em “exibir no Test Flight” ou em “iniciar teste”. Daí, basta encontrar o aplicativo do e-Título e tocar em instalar ou atualizar para se tornar um testador da versão Beta e contribuir para a Justiça Eleitoral.

JM/LC, DM

Leia mais:

12.11.2021 – Eleitor pode baixar o e-Título e regularizar cadastro sem sair de casa

Fonte: TSE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jurídico

TSE cria nova Assessoria com foco no combate à desinformação

Publicados

em


Uma das principais preocupações da gestão do ministro Edson Fachin à frente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o combate à desinformação. Exemplo disso é a criação da nova Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação.

A Assessoria Especial faz parte de um conjunto de ações do Programa de Enfrentamento à Desinformação, lançado em agosto de 2019 com foco nas Eleições 2020 e que se tornou permanente em agosto de 2021, após a assinatura da Portaria TSE nº 510/2021 pelo então presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso. O plano estratégico do Programa para as Eleições 2022 já está traçado.

De acordo com o assessor-chefe da nova pasta, Frederico Alvim, servidor do TSE e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep), o maior objetivo do Programa para este ano é intensificar o trabalho desenvolvido desde a última eleição para que a escolha dos eleitores por meio do voto seja legítima, sem interferência de campanhas difamatórias. “Estamos muito felizes com os resultados do trabalho até aqui. O Programa veio para ficar e tomou proporções maiores. O presidente Fachin entendeu que o momento era oportuno para oferecer uma estrutura permanente dentro do Tribunal”, ressalta.

Leia Também:  Acesse a lista de gestores públicos com contas julgadas irregulares pelo TCU

A criação da nova Assessoria também tem relação com a identificação, pelo próprio TSE, da necessidade de adoção de um marco de trabalho específico para a (re)construção da reputação positiva da Corte perante a opinião pública, que deverá ser lançado em breve. “Aqui, além da defesa das instituições eleitorais, trabalharemos para reforçar nossos valores, que se pautam na excelência e no profissionalismo de todos que integram a Justiça Eleitoral, bem como no alto grau de confiabilidade das eleições que planejamos e entregamos”, destaca Alvim.

Ainda segundo ele, a Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação trabalhará com um novo Programa de fortalecimento institucional da Corte, feito a partir da gestão da imagem da Justiça Eleitoral. “Há 90 anos, prestamos diversos serviços de qualidade e, em função disso, nossa equipe foi montada de forma variada, multidisciplinar, com profissionais de Tecnologia, Comunicação e Ciência Política, tudo com vistas a reforçar a eficiência do nosso programa e a imagem positiva construída pelo TSE ao longo desse tempo”, completa.

Leia Também:  90 anos da Justiça Eleitoral: biometria impede fraude na identificação do eleitor no momento da votação

JM/LC

Fonte: TSE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA