Política

Nésio presta contas à Comissão de Saúde

Publicados

em


A Comissão de Saúde se reunirá em caráter extraordinário nesta sexta-feira (23), às 9 horas, para receber o secretário estadual da pasta, Nésio Fernandes de Medeiros Júnior. Em audiência pública virtual, ele apresentará a prestação de contas dos trabalhos da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) no segundo quadrimestre deste ano.  A reunião será transmitida pela TV Assembleia e YouTube. 

Em outras duas oportunidades este ano, o secretário participou de reuniões realizadas pela Ales, abordando temas relacionados à prevenção e ao combate do novo coronavírus. 

Na primeira visita, Nésio falou sobre as medidas adotadas pela Sesa para enfrentamento da pandemia da Covid-19 no estado. Na ocasião, ele destacou a importância do fortalecimento da atenção básica de saúde e a ampliação de leitos para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Ele afirmou que, desde o início da pandemia, uma das principais estratégias da Sesa foi reorganizar a rede de atenção de saúde junto aos municípios para enfrentar melhor a Covid-19 no que diz respeito aos diagnósticos, monitoramento, isolamento e alta dos pacientes.

Leia Também:  Lei pune empresa que negar serviço a cliente

Em outra oportunidade, o titular da pasta detalhou os trabalhos da Secretaria no último ano. Segundo ele, a saúde pública no Espírito Santo recebeu R$ 2,8 bilhões em 2019. A participação do Estado nesse valor foi de R$2,1 bilhões o que, segundo ele, torna o Espírito Santo o estado com maior aplicação de recursos próprios para a saúde:17,57% do orçamento. 

A Comissão de Saúde é composta pelos deputados Doutor Hércules (MDB), presidente do colegiado, Dr, Emílio Mameri (PSDB), vice. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Cidadania acolhe proposta de combate à violência

Publicados

em


A Comissão de Cidadania e dos Direitos Humanos aprovou, nesta terça-feira (3), matéria que promove ações de valorização das mulheres e meninas capixabas de modo a combater a violência contra a mulher. O Projeto de Lei 260/2019 é de autoria da deputada Iriny Lopes (PT) e tem como foco um trabalho educativo nas escolas da rede pública estadual. 

Entre as diretrizes do PL estão a capacitação das equipes que atuam nas escolas e campanhas educativas para coibir práticas como machismo, agressão, discriminação, constrangimento e bullying. A proposta incentiva ainda ações integradas com a comunidade e com organizações da sociedade civil.  

A autora da proposição, que integra o colegiado, lembrou que a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) completa 15 anos em agosto. “Estamos completando 15 anos da promulgação da Lei Maria da Penha, uma legislação de extrema importância para a realidade brasileira. Eu tenho muita honra de carregar no meu currículo o papel de relatora do projeto de lei quando ele tramitava na Câmara Federal. A ONU considera que essa legislação está entre as três melhores leis de proteção às mulheres. Ainda assim, nós somos o quinto país com o maior número de feminicídios. Precisamos cada vez mais combater a violência contra a mulher”, destacou Iriny. 

Leia Também:  Aumento da violência pauta discursos

Acessibilidade

O colegiado aprovou também o PL 589/2019, que obriga lojas de materiais de construção, com mais de 400m² a disponibilizar uma seção reservada exclusivamente para exposição e venda de materiais de acabamentos destinados a pessoas com deficiência e a pessoas idosas. A iniciativa é do deputado Capitão Assumção (Patri). A matéria segue para análise do colegiado de Finanças. 

Na justificativa do projeto, o parlamentar reforça a importância de garantir acessibilidade. “Esse público, muitas vezes, encontra enorme dificuldade para localizar onde se encontram produtos desse tipo. Logo, criar uma seção apropriada facilitará (…) no momento da escolha e da compra os produtos, pois criará acessibilidade para exposição e venda de materiais de acabamento destinados a pessoas com deficiência e aos idosos”, explica Assumção. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA