Economia

Navio que bloqueou Canal de Suez precisa pagar R$ 5,73 bi para sair do Egito

Publicados

em


source
Navio interrompeu passagem pelo Canal de Suez durante duas semanas
Reprodução/Maxar Technologies

Navio interrompeu passagem pelo Canal de Suez durante duas semanas

Mesmo depois de desencalhar do Canal de Suez , o navio Ever Given ainda não pode deixar o Egito . Isso porque o governo do país exige  US$ 1 bilhão (R$ 5,7 bilhões) para poder liberar o navio. O valor se justifica na necessidade de reparação dos danos econômicos provocados pela obstrução do canal por onde passa 12% do comércio mundial. 

O cargueiro de quase 400 metros está atualmente no chamado Grande Lago Amargo, situado entre o sul e o norte do Canal de Suez. 

“O navio permanecerá aqui até que uma investigação seja concluída e a indenização seja paga”, disse Osama Rabie, presidente da Autoridade do Canal de Suez (ACS), à televisão estatal egípcia.

Ele também disse que a quantia se refere não só ao gasto com o atraso de mercadorias, como também ao que foi investido para retirada do navio.

Leia Também:  Metrô de SP pode entrar em greve nesta quarta-feira (12)

Shoei Kisen, empresa japonesa dona da Ever Given, afirmou estar em negociações com o governo egípcio, mas ainda não recebeu intimação formal.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Decolar adota Pix como opção de pagamento de pacotes de viagem

Publicados

em


source
Decolar é a primeira empresa de turismo que adota o Pix como modalidade de pagamento
Lorena Amaro

Decolar é a primeira empresa de turismo que adota o Pix como modalidade de pagamento

A agência de viagens Decolar agora aceita  Pix  no pagamento de compras no site e no aplicativo da companhia. A novidade está disponível para todos os clientes desde a última sexta-feira (07). De acordo com a empresa, o objetivo é democratizar o acesso ao turismo com uma modalidade simples e segura de pagamento instantâneo.

Os clientes que quiserem usar o Pix nas plataformas de vendas da Decolar devem selecionar o produto ou serviço para compra normalmente. Ao ser direcionado para a área de pagamento (Como você quer pagar?), basta clicar na opção Pix e escanear o código QR do Pix com o aplicativo bancário (ou outros com leitor de QR code) para finalizar o processo. Não há cobrança de taxas, e o serviço funciona 24 horas por dia, inclusive em fins de semana e feriados.

A Decolar, cuja operação é totalmente on-line, disponibilizou um passo a passo do procedimento no site e no app. A solução de pagamento é integrada ao sistema da Koin, fintech adquirida pela companhia em 2020.

Outras agências

Hotel Urbano  informou que tem planos para inclusão do Pix como forma de pagamento em seus canais de venda, mas ainda sem data para lançamento.

O sistema será implementado no site e no aplicativo da empresa, para pagamento de hotéis, pacotes e boletos; estorno de compras cancelada; e pagamento de fornecedores.

A reportagem perguntou a outras agências de viagens on-line se elas também já usam ou pretendem adotar o Pix como forma de pagamento. O Booking informou que não poderia responder à solicitação até o fechamento da matéria. Hoteis.com não se manifestou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA