Política

MPES denuncia vereador e vice-prefeito por corrupção na Região Serrana

Publicado em

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Ibatiba, denunciou o vereador e candidato à reeleição Carlos Alberto dos Santos, conhecido como “Beto da Saúde”, por corrupção, associação criminosa, peculato e corrupção eleitoral visando a compra de votos. A denúncia inclui o vice-prefeito de Venda Nova do Imigrante, Orlando Filetti Filho, e outros três acusados. Durante a investigação, foi autorizada pela Justiça a prisão preventiva de Beto da Saúde e condução coercitiva dos demais envolvidos.

Durante as investigações, ficou comprovado que Beto da Saúde, beneficiado pelo cargo efetivo que ocupa na Secretaria de Saúde de Ibatiba, tem como prática o agendamento de consultas, exames, encaminhamento de pacientes para cirurgias, internações, como forma de captar votos ilicitamente. A conduta criminosa se intensifica no período eleitoral, como comprovaram interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça durante a apuração. Já o vice-prefeito de Venda Nova foi acusado de associação criminosa, usurpação de função pública e corrupção eleitoral. Segundo o MPES, ele atendia os pacientes enviados por Beto da Saúde em sua clínica particular e no Pronto Atendimento de Ibatiba.

Leia Também:  Doador de sangue pode ter gratuidade em concurso

Na denúncia o MPES aponta que foi constatada a utilização da máquina pública de forma sistemática, com foco na Secretaria Municipal de Saúde de Ibatiba, para que Beto da Saúde e os demais denunciados obtivessem vantagens ilícitas, favorecimento pessoal, além da prática de captação ilícita de sufrágio. Diante dos fatos, o MPES requer a condenação dos denunciados pelos respectivos crimes cometidos.

fonte http://www.noticiacapixaba.com/

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Prefeito de Marataízes exonera quatro secretários municipais e mais 15 comissionados

Published

on

O prefeito em exercício de Marataízes, Jaiminho Machado, exonerou, em uma canetada só, quatro secretários municipais.

A lista foi publicada no diário oficial desta sexta-feira (12).

Além deles, consta na lista João Antonio Neto, o Joãozinho, gerente de gestão, que estava lotado no gabinete e também já exerceu cargo em primeiro escalão.

Em importância menor dentro da escala administrativa, também foram exoneradas outras 15 pessoas, entre diretores e outros.

Todos os nomes exonerados foram nomeados pelo então prefeito afastado Tininho Batista e eram colaboradores desde o seu primeiro mandato como prefeito.

Um dos secretários exonerados é Robson Abreu Silva que respondia por três secretarias.

Confira os secretários exonerados:

ANDERSON GOUVEIA DE OLIVEIRA – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE DEFESA SOCIAL E SEGURANÇA PATRIMONIAL

ROBSON SEYR – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

ANTÔNIO CARLOS SADER SANT’ANNA –  SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

ROBSON ABREU SILVA – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE PESCA E AQUICULTURA

ROBSON ABREU SILVA – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA DE INTERIOR

Leia Também:  Royalties: agora só na Justiça

ROBSON ABREU SILVA – SECRETÁRIO MUNICIPAL DE AGRICULTURA, AGROPECUÁRIA E ABASTECIMENTO

JOÃO ANTONIO NETO – GERENTE DE GESTÃO ADMINISTRATIVA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA