Entretenimento

Moradores se revoltam contra Mariana Ferrão e exigem isolamento por coronavírus

Publicados

em


source

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, Mariana Ferrão foi alvo de uma situação inusitada em um condomínio de luxo no interior de São Paulo. Os moradores do lugar se revoltaram com a presença da jornalista e tentaram confiná-la “na marra”, pois ela está com coronavírus .

Leia também: Dinho Ouro Preto confirma que foi infectado pelo coronavírus: “Vou me isolar”

Mariana Ferrão arrow-options
Divulgação

Mariana Ferrão


Mariana Ferrão mora em São Paulo, mas decidiu ir para o interior para poder se isolar. Ao chegar no condomínio, os moradores teriam entrado em pânico principalmente quando a viram circulando pelas áreas comuns do lugar e exigiram para ela ficar em confinamento. Os seguranças teriam sido acionados para ficar diante da casa da jornalista .

Leia também: Aos 92 anos, Cid Moreira fala sobre quarentena devido coronavírus

Ao colunista, a ex-apresentadora da Globo confirmou o fato e disse que não havia nenhuma recomendação proibindo caminhadas ao ar livre garantiu que não se aproximou de ninguém e nem encostou em nada.

Leia Também:  Geisy Arruda faz topless e promete fotos "proibidonas" a fãs

Leia também: Pandemia: os famosos que foram infectados pelo novo coronavírus

“Eu trabalho com área de saúde, jamais colocaria a vida das pessoas em risco”, finalizou Mariana Ferrão .

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

“BBB 20”: Bruna Marquezine faz textão sobre racismo e defende Manu Gavassi

Publicados

em


source

Bruna Marquezine fez uma postagem em seu Instagram nesta quarta-feira (1) falando sobre racismo logo depois de sair em defesa de Manu Gavassi , sua amiga e participante do ” BBB 20 “. 

Leia também: “BBB 20”: Manu é acusada de racismo ao falar de “cor” de casal

Manu Gavassi e Bruna Marquezine arrow-options
Reprodução/Instagram

Manu Gavassi e Bruna Marquezine


Há algumas semanas, a amiga de Marquezine fez comentários sobre Marcela e Daniel, que formavam um casal dentro da casa do “BBB 20”, e deu o que falar. “Para mim, casal que a cor combina, a cor das pessoas mesmo, é muito forte. Esteticamente falando, vocês são extremamente agradáveis, parabéns”, disse a atriz e cantora sobre os dois, que são brancos e loiros.

Leia também: Marquezine leva a melhor na torcida do “BBB” e Neymar reage: “Não assisto mais”

“Não tenha dúvida que ao sair da casa eu e todas as pessoas que a amam vão alertá-la do erro que cometeu. E conhecendo ela, seus princípios, seu caráter e seu desejo de evoluir, sei que ela vai perceber o erro em sua fala, se arrepender, aprender e se desculpar”, respondeu Marquezine a um comentário que recebeu. “Agora o que vocês querem que eu faça é absurdo, que eu hostilize ou ‘cancele’ ou ofenda ou torça contra uma amiga de anos nas redes sociais. Eu já me posicionei a respeito do assunto na época usando como respaldo o posicionamento de uma mulher que admiro muito, Laís Gomes, constatando a falta de racismo estrutural e ainda assim não foi suficiente”, completou.

Leia Também:  Larissa Manoela critica falas racistas de Rodrigo Branco: "Me deixou indignada"

Leia também: “BBB 20”: Neymar e Marquezine comandam torcidas neste paredão

“Eu não vou e nem posso limitar ou rotular alguém por um único erro. E o quão terrível seria da minha parte fazer isso com uma irmã? Eu também não posso ser responsabilizada ou cobrada por cada erro de amiga e cidadã está sendo e será feito. E sobre este post, eu não deveria não me posicionar sobre um episódio terrível de racismo? Deveria ignorar? E me calar?”, finalizou Marquezine. Algum tempo depois, Bruna Marquezine compartilhou em seu Instagram um longo texto sobre o racismo.

Ver essa foto no Instagram

Repost @jessicaellen • “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista!”⁣ ⁣ A frase Angela Davis é fundamental para entender quem são os aliados no debate racial. O antropólogo Kabenguele Munanga classificou o racismo como “o crime perfeito”. Quem discrimina sai ileso e os negros continuam precisando se pronunciar a cada novo episódio. Estamos todos com medo do coronavírus, mas o racismo cotidiano não entra em quarentena. ⁣ ⁣ É comum que pessoas negras sejam cobradas a responder pelo racismo que sofrem. Enquanto isso, o silêncio dos supostos aliados também nos assassina. Ser antirracista é chamar a responsabilidade pra si e convocar seus pares para enfrentarem juntos o projeto de extermínio que se alastra há mais de 500 anos.⁣ ⁣ A questão racial estrutura as desigualdades socioeconômicas do Brasil. Silenciar diante do racismo é legitimar que o sistema permaneça intacto. Cida Bento chama isso de “Pacto Narcísico da Branquitude”. As evidências aparecem diariamente: guia de turismo, cineastas, BBB, o extermínio acelerado da juventude negra. Se você silencia diante dessas violências, certamente não é aliado na luta antirracista. ⁣ ⁣ A história cobrará a todos, mas sobretudo aos que se calaram enquanto morremos e somos cruelmente violentados. Não vamos retroceder, e muito menos, silenciar. Gritaremos. Reagiremos. ⁣ ⁣ “Se você enfia uma faca de 22 centímetros em minhas costas e puxar quinze centímetros para fora, não haverá progresso. O progresso vem quando se cura a ferida que o golpe fez. Eles nem começaram a puxar a faca. Eles não admitem que a faca está lá.” – Malcolm X #potênciasnegras #naobastanaoserracista #temqueserantiracista #racismoécrime #crimepunicaoja

Uma publicação compartilhada por Bruna Marquezine ♡ (@brunamarquezine) em 1 de Abr, 2020 às 1:27 PDT


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA