Economia

Moedas das Olimpíadas de 2016 valorizam mais de 300%; é hora de comprar?

Publicados

em


source
Salto com Vara
Reprodução Banco Central

Salto com Vara

Em 2016, quando o Rio de Janeiro sediou os Jogos Olímpicos e Paralímpicos , o Banco Central  emitiu uma série de moedas personalizadas em homenagem à cidade e aos esportes . Quatro anos se passaram e os itens se tornaram raros e colecionáveis. Das mais de 320 milhões enviadas para o mercado, apenas 164.500 seguem em circulação até hoje. 

Ao todo, foram 36 modelos. Algumas moedas nem chegaram a circular, foram vendidas direto para colecionadores. A moeda do Salto com Vara, por exemplo, só teve tiragem de cinco mil unidades. Foi produzida em ouro 900/1000 e vendida por R$ 1.180 . Hoje, o modelo é encontrado por R$ 3.700 no Mercado Livre. Qual investimento você teria rentabilidade de 313% em 4 anos ? Nem as pirâmides financeiras prometem tanto! 

A moeda comemorativa da entrega da Bandeira Olímpica foi vendida inicialmente por R$ 9,50 . A tiragem do modelo foi maior que dois milhões de unidades, ainda assim ela é considerada rara, podendo custar até treze vezes o valor inicial

Segundo o Banco Central, há uma série de razões para você adquirir um modelo colecionável. 

Você viu?

  • As moedas do padrão Real têm curso legal e poder liberatório no Brasil;
  • A cunhagem em metal nobre, com a sofisticada tecnologia “proof” e a qualidade de suas gravuras fazem delas obras de arte brasileiras;
  • Suas composições artísticas têm por base documentos históricos;
  • Tiragens rigorosamente limitadas ao máximo estabelecido, conferem a elas raridade que tende, com o tempo, a aumentar seu valor numismático;
  • Cada uma das peças vem protegida por uma cápsula transparente, para melhor conservação de seu brilho;
  • Edital do Banco Central do Brasil acompanha cada moeda, garantindo-lhe as características descritas.

O que é acabamento “proof”?

É um sofisticado processo de fabricação de moedas e medalhas. O requinte do processo começa pelo tratamento dado aos cunhos e aos discos, que são polidos até que suas superfícies obtenham o brilho de espelho, e aos relevos que são jateados com areia para fosqueamento, o que resulta em um profundo contraste de grande beleza.

Leia Também:  Valor da gasolina e do diesel sobe pela quarta semana seguida, diz ANP

Tóquio 2020

Moedas dos Jogos Olímpicos do Japão
Reprodução

Moedas dos Jogos Olímpicos do Japão


Com os jogos de Tóquio se aproximando, o Japão não fez diferente e lançou 37 modelos, variando de cem a mil ienes (R$ 4,65 a R$ 46,50). Tanto para os colecionadores, quanto quem pretende fazer uma graninha extra no futuro, é bom ficar atento à nova coleção. 

Se elas tiverem rentabilidade parecida com as do Rio, pode ser uma boa compra-las hoje! 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Bolsonaro diz que economia vai “muito bem” e descarta trocas no ministério

Publicados

em


source
Bolsonaro em evento da Roda da Fruticultura
Reprodução/redes sociais

Bolsonaro em evento da Roda da Fruticultura

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse neste sábado (18) que economia do país vai “muito bem” e afastou a ideia de trocar peças no Ministério. A fala foi feita durante o Fórum da Rota da Fruticultura da RIDE/DF (Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno), em Brasília.

“Nossa economia não pode e não vai parar. [Quero] dizer a vocês, a gente faz analogia com futebol, quando um time não está indo bem, a gente pensa logo em trocar o técnico. O meu time está indo muito bem”, disse o chefe do Executivo. 

Além de Bolsonaro, o evento contou com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes; o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF); o deputado Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF); o advogado-geral da União, Bruno Bianco e o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães;

A Rota da Fruticultura é responsável pela cadeia produtiva da fruta no Distrito Federal e em 33 municípios de Goiás e Minas Gerais. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA