Política Nacional

Ministro interino da saúde convida Nelson Teich para ser conselheiro da pasta

Publicados

em


source
Ex-ministro da saúde foi convidado para atuar como conselheiro de Pazuello
Júlio NascimentoPR

Ex-ministro da saúde foi convidado para atuar como conselheiro de Pazuello

O ex-ministro Nelson Teich foi convidado por Eduardo Pazuello, atual comandante da pasta, para ser conselheiro de assuntos estratégicos do ministério da saúde.

A criação do conselho é uma ideia de Pazuello . Teich, no entanto, ainda não respondeu ao convite. O empresário Carlos Wizard Martins já foi confirmado como um dos conselheiros da pasta; ele ajudará nas compras de respiradores e insumos para produção de cloroquina.

Veja também: Responsável por incorporar medicamentos ao SUS pede demissão após cloroquina

Teich pediu demissão na última sexta-feira, 15, menos de um mês após assumir o cargo. “Não vou manchar a minha história por causa da cloroquina “, disse o oncologista. O principal motivo da saída foi a divergência com o presidente Bolsonaro (PSDB) quanto ao protocolo do uso do remédio.

Leia mais: Covid-19: Rio pode ultrapassar 40 mil casos em menos de duas semanas

Em seu lugar, assumiu o então secretário-executivo, general da ativa Eduardo Pazuello, que já nomeou 13 militares para atuarem na pasta, além de modificar protocolo que libera , no SUS, o uso da cloroquina em casos leves de Covid-19.

Leia Também:  Maia prevê votação na Câmara à noite, após resultado de eleição no Senado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Bolsonaro diz que “governo sempre fez sua parte” sobre crise no Amazonas

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro

Nesta terça-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de uma conferência com investidores e comentou sobre a crise de saúde no Amazonas . Na ocasião, o presidente disse que o governo federal “sempre fez sua parte, de acordo com a determinação do Supremo Tribunal Federal”. As informações são do portal Metrópoles .

No início da pandemia de Covid-19 , o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que cabe a governadores e prefeitos estabelecer regras de isolamento, quarentena e restrição de transporte e trânsito em rodovias em estados e municípios.

“Tivemos uma crise muito grande agora no estado do Amazonas. O governo federal sempre fez sua parte, de acordo com a determinação do Supremo Tribunal Federal. Demos os meios e materiais para que, na ponta da linha, governadores na ponta gerissem a questão da saúde”, disse Bolsonaro .

Na noite do último sábado, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , chegou a Manaus e, segundo a assessoria da pasta, ficará no estado do Amazonas pelo “tempo que for necessário”. No mesmo dia, a Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitou a abertura de um inquérito para investigar a conduta do ministro durante a crise no estado.

Leia Também:  Cunha cita Temer, Maia e Baleia Rossi como responsáveis por impeachment de Dilma

Você viu?

Trabalho das Forças Armadas

Sem citar Pazuello, o presidente elogiou o trabalho das Forças Armadas na crise do Amazonas, depois que aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) transportaram cilindros de oxigênio para a região.

“As Forças Armadas – através, em especial, da nossa Força Aérea, depois o Exército e a Marinha também – fizeram um trabalho excepcional levando oxigênio para a região amazônica, em especial Manaus. E nós sabemos da dificuldade da logística para essa região”, disse o presidente.

“As Forças Armadas trabalham também ao lado do povo brasileiro, ao lado da classe médica para minorar problemas e diminuir o número de mortos no Brasil. Então, devemos nesse momento também cumprimentar nossas Forças Armadas pelo excepcional trabalho, que fazem em todo o Brasil uma logística sempre que se fizeram necessários”, completou.

Bolsonaro participou nesta terça-feira, por videoconferência, de evento realizado pelo Credit Suisse para debater o cenário de investimentos na América Latina. Acompanharam o presidente os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Economia, Paulo Guedes, que também discursou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA