Tecnologia

Meta é processada nos EUA por outra empresa chamada Meta

Publicado em

Meta é processada
Unsplash/Dima Solomin

Meta é processada

Uma empresa estadunidense de tecnologias imersivas chamada Meta está processando a gigante de tecnologia Meta (ex-Facebook) por utilizar o mesmo nome. De acordo com a companhia, houve tentativa de negociação “de boa fé” desde que a gigante mudou de nome, em outubro passado , mas que, diante do insucesso, um processo foi aberto nos Estados Unidos.

Para facilitar o entendimento desta matéria, chamaremos a gigante de tecnologia de Facebook e a pequena empresa, autora do processo, de Meta.

A Meta afirma que o Facebook “apreendeu” a marca na qual a equipe colocou “sangue, suor e lágrimas na construção por mais de doze anos”. “Uma das empresas mais poderosas do mundo tirou nossa identidade sem aviso prévio”, alega a companhia, em comunicado a respeito do processo.

“O Facebook fala muito sobre apoiar os criadores, mas a prova está em suas ações. Se eles estão dispostos a apreender descaradamente nosso IP e usá-lo nos mesmos espaços em que operamos há mais de uma década, não podemos imaginar o que está por vir quando eles saturarem ainda mais nossa indústria e dominarem o ‘metaverso'”, escreveu o fundador da Meta, Justin Bolognino.

Leia Também:  PS Store dá desconto em Resident Evil, Assassin’s Creed e mais

De acordo com a Meta, a marca estava estava registrada federalmente nos Estados Unidos antes do Facebook mudar de nome. Por enquanto, a gigante de tecnologia não comentou sobre o assunto.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

Google Meet terá compartilhamento de Spotify e YouTube durante chamada

Published

on

Google Meet ganhará novos recursos
Tecnoblog

Google Meet ganhará novos recursos

O Google Meet ganhou muito destaque nos últimos anos, e vai receber alguns recursos extras para deixar suas reuniões mais legais. Com um novo recurso de compartilhamento ao vivo, dá para ouvir músicas no Spotify, ver vídeos no YouTube ou jogar com outros participantes da chamada. É bem parecido com o SharePlay, da Apple.

O recurso faz parte da fusão do Meet com o Duo, o app de videochamadas do Google (que não tem a mesma fama do irmão profissional).

Esse é um processo bem confuso, aliás: o app do Duo vai virar Meet e ganhar os recursos dele, enquanto o Meet vai ser renomeado para Meet Original e posteriormente descontinuado.

Jogos e streaming no Google Meet

Bagunça à parte, alguns novos recursos foram acrescentados. Um deles é este recurso de compartilhamento ao vivo. Ele ainda está em fase beta.

Durante uma chamada, basta tocar nos três pontos, escolher “Atividades” e selecionar uma das opções. Dá para iniciar uma sessão em grupo no Spotify, por exemplo, jogar Uno! Mobile ou Kahoot!, entre outras possibilidades.

Leia Também:  PS Store dá desconto em Resident Evil, Assassin’s Creed e mais

SharePlay da Apple funciona com produtos diferentes

Compartilhar conteúdo de streaming em uma chamada não é inédito. É isso que o SharePlay da Apple faz.

Ele permite usar o FaceTime para compartilhar conteúdos de apps de streaming. Dentre as opções, estão a Apple TV+, o Disney+ e o HBO Max.

Spotify e YouTube não estão nessa lista, o que conta como um diferencial para o serviço do Google Meet.

O compartilhamento ao vivo teria sido bem interessante durante a fase mais crítica da pandemia de Covid-19, quando regras restritas de circulação estavam em vigor.

Mesmo assim, pode ser útil para empresas que adotaram o trabalho remoto ou para quem tem amigos espalhados pelo país ou pelo mundo.


Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA