Mulher

Máscaras faciais: quatro dicas para manter a pele hidratada no verão

Publicados

em


source
Saiba como manter a pele hidratada no verão usando máscaras faciais
Reprodução: Alto Astral

Saiba como manter a pele hidratada no verão usando máscaras faciais

O verão é definitivamente a época em que nossa pele mais necessita de cuidados, devido às altas temperaturas e à exposição excessiva ao sol. Além disso, o acúmulo de suor ajuda a intensificar ainda mais os danos obstruindo os poros, deixando nossa pele mais suscetível ao aparecimento de inflamações como espinhas. Por isso, o ideal é redobrar os cuidados com a pele, como limpeza e, claro, a hidratação que é fundamental para a saúde da cútis.

“É interessante perceber como o verão muda a dinâmica da nossa pele, pois passamos a tomar banho mais vezes, além de perdemos mais água pelo o suor. Isso a deixa mais exposta aos fatores externos como o sol”, comenta a esteta cosmetóloga  Josi Helena , do canal Negra Vaidosa.

Leia Também:  Meghan Markle e Harry falam sobre racismo, suicídio e decepção com o pai

“Restaurar a barreira protetora da pele é essencial para manter sua saúde e proteção, evitando possíveis alterações como irritações.”

A pedido do iG Delas, a influenciadora, junto com a FOREO, marca sueca de beauty-tech, prepararam com exclusividade, quatro dicas de ingredientes de de máscaras com alto poder hidratante e muito refrescantes para você montar o seu spa em casa nesse verão.

1- Dê preferência ao ácido hialurônico

Você viu?

Para começar a sua rotina de hidratação, dê preferência às máscaras com ácido hialurônico. Ele é um hidratante considerado natural e sem rejeição à pele, além disso, ele absorve o excesso de água para revitalizar a pele.

2- Potencialize suas máscaras com ingredientes rejuvenescedores

Potencialize o seu ritual de beleza com as máscaras ricas em ginseng e azeite de oliva que são elementos rejuvenescedores que ajudarão a hidratar a pele e mantê-la protegida durante todo o dia.

“Aqui o importante é se atentar aos sinais da pele e fornecer os ativos adequados à ela no momento. Assim, mantemos o rosto bem hidratado e protegido”, destaca Josi.

Leia Também:  Famosas celebram o Dia Internacional da Mulher

3- Invista no óleo de coco

O óleo de coco também é uma fonte rica – e natural – hidratante, sendo assim, as máscaras com esse ativo são mais emolientes e nutrem profundamente a pele.” Para peles secas, como a minha, gosto de máscaras de hidratação intensa como a Coconut Oil, da FOREO, que promove hidratação intensa pela infusão de óleo de coco e água de coco”, ressalta Josi Helena.

4 – Detox com chá verde Finalize o seu spa em casa com máscaras refrescantes à base chá verde, esse ativo está repleto de inúmeros antioxidantes potentes que ajudam a proteger a pele contra toxinas do ambiente. Além disso, suas propriedades calmantes purificam e condicionam a pele, deixando-a fresca, saudável e iluminada. 

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Dia Internacional das Mulheres: mulheres que fizeram história

Publicados

em


source

João Bidu

Dia Internacional das Mulheres: mulheres que fizeram história
Ana Melo

Dia Internacional das Mulheres: mulheres que fizeram história

Para celebrar o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, selecionamos algumas mulheres que marcaram história com sua força e coragem. O Dia das Mulheres é muito mais que parabenizar e elogiar uma mulher, é um dia marcado por protestos no mundo inteiro pedindo direitos iguais entre homens e mulheres e outras pautas que envolvem melhor condições de vida e liberdade de decisão sobre o próprio corpo. E, nada melhor do que relembrar o nome de mulheres incríveis para comemorar a data! Veja a seguir, mulheres que fizeram história.

Mulheres que fizeram história

Joana d’Arc ( – 1431)

Joana era uma camponesa e virou heroína de seu país, a França. Joana teve seus feitos reconhecidos pela a Igreja e foi canonizada, tornando-se Santa apenas no século XX. A história de Joana d’Arc é bastante famosa, pois a jovem recebia visitas de anjos e santos dizendo para ela entrar no exército para ajudar o rei Carlos VII na guerra contra a Inglaterra. Joana obteve sucesso na sua jornada, porém, foi vendida para os ingleses e foi julgada a morte como herege e bruxa. 

Leia Também:  Dia Internacional da Mulher: A luta por direitos iguais

Valentina Tereshkova (1937 – )

Valentona é russa e foi a primeira mulher a ir para o espaço. Quando tinha 22 anos, Valentina entrou em uma escola de paraquedismo e dois anos depois da Rússia mandar o primeiro homem ir ao espaço, Yuri Gagarin, Tereshkova foi escolhida para a próxima missão. No início, foram convidadas 5 mulheres como cosmonautas para o treinamento, mas, apenas Valentina Tereshkova foi a escolhida.

Anita Garibaldi (1821 – 1849)

Figura importante na Guerra de Farroupilha e na unificação da Itália. Anita nasceu no Brasil e tinha o nome, Ana Maria de Jesus Ribeiro, mas abandonou esse nome quando abandonou seu primeiro marido e embarcou em um navio comandado por um revolucionário italiano. Anita colocou a mão na massa e lutou com armas de fogos várias vezes, conheceu reis e acompanhou diversas vitórias e derrotas, foi perseguida até a morte.

Marie Curie (1867 – 1934)

A polonesa Marie Skłodowska-Curie ganhou dois Nobel de física e química. Marie foi responsável por descobrir os elementos Rádio e Polônio, elementos químicos que compõem a tabela periódica.

Você viu?

Kathrine Switzer (1947 – )

Kathrine ficou conhecida, em 1967, após entrar na maratona de Boston em uma época em que só homens podiam se inscrever. Sua história ficou famosa com uma imagem de Kath correndo e outros homens, também maratonistas, tentando impedir que ela continuasse a corrida. Kathrine não desistiu mesmo sofrendo agressões e conseguiu terminar a prova, ficando conhecida por ser a primeira mulher a completar uma prova oficialmente.

Leia Também:  Horóscopo semanal de 8 a 14 de março por João Bidu

Maria da Penha (1945 – )

Maria da Penha Maia Fernandes sofreu durante muitos anos violência doméstica por parte de seu marido e duas tentativas de feminicídio, mas entrou na justiça até conseguir que o crime fosse reconhecido e o réu fosse condenado de forma devida. Sua luta durou 19 anos e hoje Maria da Penha dá o nome à Lei que criminaliza a violência doméstica. 

Dandara dos Palmares ( – 1694)

Dandara foi uma guerreira negra que lutou contra a escravidão. Dandara fazia parte do planejamento de estratégias de resistência do quilombo. Junto com Zumbi dos Palmares, Dandara fez parte de uma dos maiores movimentos de resistência contra o regime escravocrata. 

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA