Economia

Maradona foi garoto-propaganda de marcas brasileiras; relembre os comerciais

Publicados

em


source
Maradona
Reprodução/Guaraná

Maradona protagonizou cena polêmica ao vestir camisa da seleção brasileira em comercial do Guaraná Antárctica

Além da icônica atuação dentro de campo, Diego Maradona , que morreu na última quarta-feira, se destacou em campanhas publicitárias de marcas brasileiras e multinacionais. No Brasil, ele estrelou ao menos três campanhas televisivas: Havaianas, BomNegócio.com e Guaraná Antarctica.

A rivalidade entre as seleções brasileira e argentina de futebol foi frequentemente abordada com humor nas peças publicitárias. Já no exterior, McDonald’s , Coca-Cola e Louis Vuitton são algumas das empresas às quais o craque associou a sua imagem e influência. Relembre algumas propagandas:

Apesar da rivalidade entre brasileiros e argentinos no futebol, Maradona já vestiu a camisa da seleção brasileira algumas vezes . Em uma delas foi quando estrelou uma campanha de refrigerante durante a Copa do Mundo de 2006.

No comercial de cerca de 30 segundos, o craque aparece ao lado jogadores da seleção brasileira, como Kaká e Ronaldo , cantando o hino nacional com sotaque portenho.

Leia Também:  Distribuidora de combustíveis abre vagas de emprego em 7 estados

Na sequência, o argentino aparece na cama acordando assustado e vestindo uma camiseta com as cores da seleção argentina. “Caramba, que pesadelo! Creo que estou bebendo mucho Guaraná Antarctica “, diz.

Diante da polêmica na ocasião, Maradona afirmou não ter qualquer arrependimento pela participação no comercial.

Em 2014, a campanha feita pelo BomNegócio.com viralizou nas redes ao convidar o astro Diego Maradona. No vídeo, Maradona dá vida a uma poltrona em um canto da sala e começa a provocar os torcedores brasileiros que estão assistindo o jogo do Brasil.

“Nosostros somos los mejores del mundo”, “Argentina! Argentina”, dizia o ex-jogador. A paz só retorna quando um deles resolve vender a poltrona pelo antigo site de classificados e Maradona desaparece.

Mesmo sem aparecer na campanha, Maradona também esteve presente em outro comercial veiculado no Brasil em 2014. Durante o Mundial daquele ano, disputado no Brasil, a Havaianas teve o ex-jogador Romário como protagonista.

No vídeo, Romário compra um par dos chinelos e envia o pé esquerdo para a casa do argentino. Em seguida, enquanto assiste a uma partida com amigos, Romário é questionado sobre onde está a outra peça e responde: “Tá com quem merece”.

Leia Também:  Dólar tem dia de volatilidade com feriado nos EUA, mas fecha estável em R$ 5,304

Em 2010, a marca de luxo Louis Vuitton uniu Maradona , Pelé e Zidane na mesma campanha publicitária. O brasileiro e o francês aparecem jogando pebolim, enquanto o argentino é o mediador da partida. No final do filme, Maradona deixa a dúvida sobre quem ganhará a partida.

Na Copa do Mundo de1982, a Coca-Cola , patrocinadora oficial do Mundial, aproveitou a ascensão do craque para divulgar a competição, realizada na Argentina. No comercial, Diego Maradona caminha cabisbaixo após uma partida, quando um menino o aborda e oferece uma Coca-Cola.

Em um comercial da rede Mc Donald’s de 1984, Maradona aparece carismático ao saborear um sanduíche na rede de fast food. De repente, um menino vê o astro comendo o sanduíche e se impressiona com a sua presença.

Em seguida, Maradona decide se sentar com a criança para comer. Na sequência, uma série de imagens do craque surgem no comercial.

“Chegar ao topo representa esforço, imaginação, dar qualidade. Torne o difícil mais fácil. Maradona sabe disso e o McDonald’s também “, dizia a peça, ao intercalar imagens dos hambúrgueres da empresa com lances de Maradona em campo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Dólar tem dia de volatilidade com feriado nos EUA, mas fecha estável em R$ 5,304

Publicados

em


source

Agência Brasil

Dólar
O Dia

Dólar tem alta de 0,01%

Em um feriado nos Estados Unidos (EUA), o dólar teve um dia de volatilidade, mas fechou próximo da estabilidade. A bolsa de valores recuperou-se da queda de sexta-feira (15) e voltou a superar os 121 mil pontos.

Você viu?

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (18) vendido a R$ 5,304 , com alta de 0,01%. A cotação chegou a R$ 5,31 por volta das 11h, mas recuou e atingiu R$ 5,23 na mínima do dia, por volta das 13h. A divisa, no entanto, não sustentou a queda e voltou a superar a barreira de R$ 5,30 perto do fim das negociações.

Além da expectativa com a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) nesta semana, o mercado foi influenciado pela aprovação do uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca contra a covid-19 no Brasil. O início da vacinação contribui para a retomada gradual das atividades econômicas e tem o potencial de atrair capital estrangeiro para o país, diminuindo as pressões sobre o câmbio.

No mercado de ações, o dia foi marcado pela recuperação gradual. O índice Ibovespa , da B3, fechou a segunda-feira aos 121.242 pontos, com alta de 0,74%. O indicador chegou a subir 1,85% na máxima do dia, por volta das 12h30, mas desacelerou a alta durante a tarde.*Com informações da Reuters

Leia Também:  Procon comunica recalls de 6 modelos de carros e motos

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA