Cidades

Mais de 10 mil adultos de Cachoeiro precisam completar esquema vacinal contra Covid

Publicados

em

Foto ilustrativa

Para Cachoeiro de Itapemirim atingir 80% da população adulta com esquema vacinal completo contra a Covid-19, uma das metas da classificação de “risco muito baixo”, 10.878 pessoas, de 18 anos ou mais, ainda precisam tomar a segunda dose ou a vacina de dose única.

Segundo dados de terça-feira (16) coletados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), dos 160.623 adultos de Cachoeiro, 117.621 estão com o esquema vacinal completo, ou seja, 73,23% desse público.

Se considerarmos o público total de 18 anos ou mais, o número de pessoas que precisam tomar a segunda dose ou vacina de dose única é ainda maior: 43.002 pessoas.

“A não ser no caso da vacina de dose única, estar vacinado com apenas uma dose não garante a imunização contra a Covid-19, por isso, é fundamental que todos completem o esquema vacinal”, alerta o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

Vacinação para participar de eventos

Na semana passada, a Prefeitura de Cachoeiro atualizou as regras para a realização de eventos em Cachoeiro. Entre as normas, está a exigência, para os participantes, de comprovação de esquema vacinal primário completo contra a Covid-19 – ou seja, com as duas doses ou vacina de dose única.

As novas regras valem para a realização de shows; comícios; passeatas; eventos corporativos, técnicos, acadêmicos e científicos; eventos sociais, tais como casamentos e aniversários; eventos e competições esportivas e eventos culturais.

Metas do risco muito baixo

Leia Também:  Brasileiros devem redobrar cuidados no verão contra câncer de pele

As metas para a classificação de “risco muito baixo” incluem: 80% das pessoas de 18 anos ou mais vacinadas com as duas doses ou vacina de dose única; 90% dos adolescentes (12 a 17 anos) vacinados com a primeira dose; 90% dos idosos (60 anos ou mais) vacinados com a dose de reforço; disponibilização de local para testagem livre contra a Covid-19.

Esses indicadores, porém, deve ser alcançados na microrregião Central Sul como um todo – que, além de Cachoeiro, abrange os municípios de Apiacá, Atílio Vivácqua, Castelo, Mimoso do Sul, Muqui e Vargem Alta.

Os dados desta terça-feira apontavam que Cachoeiro, além dos 73,33% de adultos vacinados, havia alcançado 73,23% dos adolescentes com a primeira dose e 71,37% dos idosos com dose de reforço.

No total da microrregião Central Sul, os percentuais estão em 75,5 dos adultos com esquema vacinal completo, 78,91% dos adolescentes vacinados com a primeira dose e 71,64% dos idosos com dose de reforço.

Vacine-se!

A vacinação em Cachoeiro acontece de segunda a sexta-feira (exceto feriados), nas Unidades Básicas de Saúde e na Policlínica Municipal Bolívar de Abreu.

Devem se vacinar: pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose; pessoas que estão com a segunda dose atrasada ou por vencer; pessoas de 60 anos ou mais que devem receber a dose de reforço; imunossuprimidos (baixa imunidade), desde que tenham tomado as duas doses ou a vacina de dose única há mais de 28 dias; profissionais de saúde, desde que tenham tomado a segunda dose ou vacina de dose única há seis meses ou mais.

Leia Também:  Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Para os idosos, houve redução do tempo de espera entre a segunda dose e a dose de reforço de cinco para quatro meses. No caso das pessoas que precisam tomar a segunda dose, poderão se vacinar quem recebeu vacina: da Astrazeneca, há mais de 56 dias (8 semanas); da Pfizer, há mais de 56 dias (8 semanas); da Coronavac, há mais de 28 dias (4 semanas). Também passou a ser permitido que pessoas que tomaram a vacina da Astrazeneca, há 56 dias ou mais, recebam a segunda dose com o imunizante da Pfizer.

Para receber a vacina, é necessário mostrar documento de identidade, cartão de vacinas e cartão do SUS ou CPF.

Vai vacinar? Doe alimentos e itens de higiene

As pessoas que se vacinam contra a Covid-19, em Cachoeiro, podem colaborar com a campanha “Compartilhe Amor”, doando, no momento da vacinação, na unidade de saúde, alimentos não perecíveis e itens de higiene (álcool em gel e sabão), na quantidade que quiserem. A Prefeitura destina todos os produtos arrecadados a famílias em situação de vulnerabilidade social, para reforçar as ações de combate à insegurança alimentar no município durante a pandemia.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Unimed Sul Capixaba entre as melhores empresas para trabalhar no Espírito Santo

Publicados

em

Pelo segundo ano consecutivo, a Unimed Sul Capixaba integra o ranking Melhores Empresas para Trabalhar no Espírito Santo, reconhecimento da consultoria Great Place to Work (GPTW) em parceria com a ABRH-ES e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES). A cerimônia de premiação ocorreu nesta quinta-feira (02), em formato on-line, com a cooperativa conquistando o terceiro lugar na classificação.

Os critérios para a premiação compreenderam duas etapas: pesquisa quantitativa com os funcionários, com a participação de mais de 600 colaboradores da Unimed Sul, e análise das práticas desenvolvidas pela cooperativa (práticas culturais), especialmente, em aspectos relacionados à liderança e ao sentimento de pertencimento.

Em 2020, a Unimed Sul chegou a quarta colocação na premiação. Desta vez, a evolução na pontuação, que chegou a 91 pontos, foi a responsável pelo avanço da cooperativa, que subiu uma posição no ranking. “Quando você já faz um trabalho integrado, que leva em conta os aspectos do negócio e os fatores humanos, os resultados aparecem e se sustentam”, afirma o gerente de Gestão de Pessoas e Serviços da Unimed Sul Capixaba, Atílio Peixoto.

Leia Também:  Covid-19: Brasil registra 22 milhões de casos e 615,4 mil óbitos

O gestor destaca que, uma das premissas da cooperativa para evoluir no ranking é o “ser humano no centro”, considerando clientes, cooperados e colaboradores como  parte desse processo. “Ao mesmo tempo, temos trabalhado uma maior percepção da liderança para estar mais próxima ao colaborador”, acrescenta.

Outras iniciativas da Unimed Sul Capixaba que contribuíram para o ótimo resultado no ranking incluem projetos para promover o desenvolvimento profissional e pessoal dos colaboradores, como o CHAS Conexões – uma feira de empreendedorismo; o Programa Alavanca – para o desenvolvimento de carreiras e protagonismo profissional; o Programa Nossa História, de reconhecimento aos colaboradores com mais tempo de casa;  Programa de Educação Financeira, além do estímulo à formação continuada por meio de cursos de graduação e pós-graduação.

“Ser reconhecida como uma das melhores empresas para trabalhar no Espírito Santo reflete um grande trabalho desenvolvido desde a diretoria, superintendentes, gerentes, e demais lideranças, até cada um dos colaboradores, com o olhar voltado para o ser humano. Isso quer dizer que prezamos pelo cliente e também pelo cooperado e pelo colaborador, para que todos possam estar bem e felizes. Esse reconhecimento fortalece o olhar de que estamos no caminho certo”, finaliza Atílio Peixoto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA