Mulher

Mãe e filha de 19 anos comemoram conexão e dizem tomar até banho juntas

Publicados

em


source

Quando pequena,  tomar banho com seu filho  pode ser algo rotineiro, ainda mais quando a criança ainda precisa de ajuda com coisas simples, como lavar o cabelo ou ensaboar o corpo. Mas há quem mantenha esse hábito ao longo dos anos. 

Mary, a mãe, de cabelos loiros e pele bronzeada ao lado de sua filha, Brittani, de cabelos castanhos e pele branca.
Reprodução/TLC

Mary e Brittani fazem tudo juntas, desde compras no shopping, até tomar banho juntas.

Mary, de 55 anos, disse ao programa Mothered, do canal TCL, que ainda toma banho junto com a filha, Brittani, de 19 anos, todas as manhãs. Segundo a mãe, elas fazem tudo juntas, de passeios no shopping a banho. 

Leia também: Mãe coloca “baratas” no filho para forçá-lo a tomar banho

”A relação que tenho com minha filha nunca foi nada forçado, é algo que foi feito para acontecer”, diz Mary.

Mary lavando o cabelo da sua filha, Brittani, no chuveiro.
Reprodução/TLC

”É uma conexão quase espiritual”, diz a mãe no programa sMothered

No programa, Brittani revela que toma banho com a sua mãe desde seus 5 anos de idade. ”Quando minha mãe faz coisas simples como lavar o meu cabelo ou enxaguar o meu corpo eu me sinto confortada”, diz a jovem de 19 anos.

Leia Também:  Médico e enfermeira realizam casamento em pleno hospital para "driblar" pandemia

”O melhor jeito de começar o nosso dia é tomando um banho juntas”, diz a mãe. ”Eu não vejo nada de errado nisso”, completa. “É uma conexão quase espiritual”. 

Para Mary, outras mães e filhas deveriam adotar o hábito para se tornarem mais próximas. ”Existem tantas mães e filhas que não são próximas umas das outras, acho essa distância estranha”

Leia também: Mãe faz família voltar no tempo e vive o isolamento em 1945

Mary, a mãe, e Brittani, a filha, sentadas em um sofá.
Reprodução/TLC

A proximidade das duas já causou problemas no relacionamento de Mary

Apesar das duas considerarem o hábito inofensivo, Brittani admite que seus amigos estranham o costume, mas isso não a incomoda.

”Minha mãe é minha melhor amiga, posso contar a ela qualquer coisa”, diz a jovem de 19 anos.

A mãe esfregando as costas da filha no banho
Reprodução/TLC

”Ele deve aceitar isso”, diz Mary sobre as intrigas que a proximidade com sua filha causam em seu relacionamento com seu namorado

Mary também diz que a proximidade com sua filha já causou alguns estranhamentos com seu namorado, mas que ele deve aceitar o relacionamento das duas. ”O meu relacionamento com minha filha já causou alguns problemas na minha relação, porém ele deve aceitar isso. Ele sabe que eu o amo, mas amo minha filha mais que ele”, diz a mãe. ”Ela é a minha vida”, completa.

Leia Também:  Repórter é assediada em transmissão ao vivo nos EUA
Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Como falar com os filhos sobre um assunto delicado?

Publicados

em


source

“Meu filho é muito pequeno e não vou assustá-lo mostrando a gravidade do coronavírus e todo o sofrimento que vêm ocorrendo no mundo”, é o que muitos pais e mães pensam. Mas, antes de  decidir “poupar” seu filho das más notícias , lembre-se que estamos falando do mundo real, de riscos reais. E, nesse caso, silêncio e o segredos não protegerão nossas crianças.

mãe conversando com filhos
Arquivo pessoal

Mesmo quando o assunto é complicado, é melhor falar com os filhos do que mascarar a realidade


Mas como falar com os filhos sobre um assunto tão delicado? Pra começo de conversa, é importante saber que os detalhes sobre a situação a qual estamos vivendo , com o coronavírus e todos o isolamento social no mundo, vai depender da idade de cada criança. Se seu filho é pequeno, menos de 4 ou 5 anos, o ideal é começar o assunto perguntando o que ele já sabe. Vá descobrindo até onde ele entende o que está acontecendo e fale sempre a verdade, claro que com as explicações respeitando a idade da criança.

Leia Também:  Médico e enfermeira realizam casamento em pleno hospital para "driblar" pandemia

Você não tem resposta para tudo? Bem-vinda ao mundo dos normais: ninguém tem. E tudo bem. Você não precisa ter todas as respostas . Sobre o que vai acontecer depois disso tudo, por exemplo, você pode dizer “nós não sabemos, mas acreditamos que…”.

O importante é que seu filho entenda o que está se passando e que ele tenha esse espaço para conversar e falar dos seus medos . Não precisa amenizar tudo, tá mãe? Não precisa dizer que essa pandemia não é nada de mais e que não precisa sentir medo. Explique que ter medo é normal e que até você também sente. A gente falou sobre isso no texto passado, não foi? Sobre falar dos seus sentimentos também para a criança. Isso ajuda na identificação dos sentimentos dele próprio.

Leia também: Desobediência, birras e gritos: entenda as reações de seu filho no isolamento

Você não está sozinha nessa, mamãe. Todas nós estamos no mesmo barco e dentro da mesma tempestade. Já está tudo bem difícil para crianças e adultos. Se o assunto sobre o isolamento social, a Covid-19 e tudo isso que estamos passando surgir – e é importante que surja – termine com um clima bom.

Leia Também:  Trisal relata como é viver poliamor e dá dicas para abrir o casamento

Depois de falar com os filhos , procure fazer alguma coisa divertida com as crianças. Isso vai ajudar a passar mais segurança e trazer a leveza tão necessária nesse momento. Para eles e para você.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA