Economia

Léo Picon alega ter recebido Pix de R$ 1,5 milhão de Jade; é possível?

Publicados

em


source
Léo Picon alega ter recebido Pix de R$ 1,5 milhão de Jade; é possível?
Reprodução/Instagram

Léo Picon alega ter recebido Pix de R$ 1,5 milhão de Jade; é possível?

Na última quinta-feira (13), o influenciador digital Léo Picon afirmou em entrevista para um canal do YouTube que recebeu um Pix no valor de R$ 1,5 milhão da irmã, a também influenciadora Jade Picon. Ele teria descoberto a transferência após voltar de uma viagem de Fernando de Noronha (PE). O presente teria acompanhado a mensagem: “Léo, eu te amo”.

Vale lembrar que a quantia é a mesma ofertada ao vencedor do Big Brother Brasil, programa para o qual  Jade está cotada.

Mas será que é realmente possível fazer uma transferência de um valor tão alto como esse de uma só vez? O iG perguntou ao Banco Central, responsável pelo sistema de pagamentos instantâneos.

“No Pix não existem limites máximos de valores. Cabe a cada instituição definir os limites conforme o perfil dos clientes, baseado nas regras e parâmetros definidos pelo Banco Central na Instrução Normativa BCB nº 196 “, afirmou a instituição. “Ou seja, se o valor de R$ 1,5 milhão estiver compatível ao perfil do cliente, ele conseguirá fazer a transação via Pix”, continuou.

Leia Também:  Secretários e diretor pedem demissão do Ministério da Economia

Entretanto, à noite, entre às 20hrs e às 6hrs,  o Pix tem limite de R$ 1 mil para transações entre pessoas físicas. Mas esse valor pode ser alterado, a pedido do cliente.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Investimentos externos no Brasil crescem 104% em 2021

Publicados

em


source
Investimentos externos ao Brasil subiu 104%
Sophia Bernardes

Investimentos externos ao Brasil subiu 104%

O fluxo de investimentos externos no Brasil atingiu US$ 58 bilhões no ano passado, uma alta de 104% se comparado a 2020. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (19) pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Os números fazem o Brasil retomar a sétima posição do ranking de países que mais recebem investimentos. Em 2020, o país ocupou a oitava posição, após perder US$ 28 bilhões em investimentos.

Embora o número positivo em 2021, o Brasil ainda não conseguiu atingir os níveis registrados pré-pandemia. Em 2019, por exemplo, o fluxo de investimentos no país atingiu US$ 65 bilhões.

Países, como os Estados Unidos e China, registraram ótimos índices de investimentos e seguem entre os líderes de preferência dos investidores. Os EUA registraram crescimento de 114% em investimentos, atingindo a marca de US$ 323 bilhões.

Leia Também:  Crédito imobiliário cresceu 21% em 2021, chegando a R$ 140,6 bilhões

O país asiático registou US$ 179 bilhões em investimentos, alta de 20% se comparado a 2020. O índice é recorde já apresentado pelos chineses.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA