Curiosidades

Lady Ninja: Idosa imobiliza criminoso com golpes de jiu-jitsu

Publicados

em


source
ninja
John Rogers/Divulgação

Suas habilidades em artes marciais podem não ser exatamente assustadoras, mas ainda assim, não mexa com Lady Ninja


Suas habilidades em artes marciais podem não parecer assustadoras, mas ainda assim, não mexa com Lady Ninja . Policias americanos dizem que essa foi uma lição aprendida , dolorosamente, por um criminoso na Califórnia. Ele tentou invadir o apartamento de uma idosa de 82 anos, vizinha de Lady Ninja, e chegou a empurrá-la.  


A amiga da vítima, de 67 anos, chamada Lorenza Marrujo, entrou na briga e,  com alguns chutes, socos e cotoveladas, estava tudo acabado. A polícia chegou para encontrar o suspeito no chão, com um dos joelhos de Lorenza no seu pescoço e o outro no seu peito .

Lorenza, que gosta de ser chamada de “Lady Ninja” e é faixa preta em jiu-jitsu , disse que estava em seu apartamento no terceiro andar na segunda-feira (28), quando ouviu gritos vindos do primeiro andar e foi investigar.

Leia Também:  Agricultor capixaba colhe mandioca de 64 quilos

Lá, ela encontrou o homem atacando sua amiga, Elizabeth McCray. Lady Ninja, que tem um metro e meio de altura e pesa cerca de 45 quilos, não hesitou em  partir para cima do agressor , que era maior e mais jovem que ela. “Eu o derrubei com um chute”, disse Marrujo. “Então eu dei cotoveladas ele gritou de dor.”

Ela já trabalhou como segurança e começou a estudar artes marciais há quase 40 anos para proteção pessoal. Ainda assim, reclamou após o ataque que não estava tão afiada quanto gostaria. “Estou ficando enferrujada”, disse ela, acrescentando que vai intensificar seus treinos para se preparar melhor da próxima vez .

Os registros policiais do condado de San Bernardino mostraram que o invasor, identificado como Donald Robert Prestwood, 59, já  responde por lesão corporal . Ele foi detido e levado para a delegacia. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curiosidades

Agricultor capixaba colhe mandioca de 64 quilos

Publicados

em

A mandioca, popularmente conhecida como aipim, é um alimento encontrado na mesa dos capixabas. E para o agricultor Victor Pagung, de 56 anos, do município de Vila Pavão, a recente colheita do tubérculo foi motivo de surpresa para toda família. Uma das raízes pesava 64 quilos.

A propriedade é focada em produzir café conilon, são mais de 30 mil pés, mas o produtor também utiliza uma pequena área para a plantação de outras culturas como banana, feijão, milho, entre outras.

“Nós sempre trabalhamos na roça e temos o costume de plantar uns pés de mandioca para o nosso consumo. Em 2020, colhemos uma raiz com 24 quilos. Fiquei surpreso e feliz com essa de 64 quilos”, disse Pagung.

A variedade colhida pelo produtor se chama arara, e uma das características é produzir raízes grandes. “Um dos pontos mais importantes que favoreceu o desenvolvimento da mandioca/raiz é a fertilidade natural do solo que ocorre naquela região do produtor Vitor Pagung”, disse o engenheiro agrônomo do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Rogério Duraes de Oliveira.

Leia Também:  "Fazendas de corpos": mortos são deixados para apodrecer em nome da ciência

Outro fator importante é a estrutura do solo que permite um crescimento da raiz, sem ter impedimento físico que pode limitar o crescimento. “Como eu tenho me baseado nas análises de solo que ele realiza durante o ano, indica que é um solo equilibrado em termos referentes aos nutrientes e matéria orgânica em bom nível”, explicou o engenheiro.

O agricultor acredita que na próxima colheita a probabilidade de colher outra raiz gigante é grande. “Em breve vamos saber se a colheita será maior que esta”, afirmou Pagung.

Produção de mandioca em Vila Pavão

O município de Vila Pavão apresenta em torno de 60 a 70 hectares de mandioca plantada, e com rendimento médio de produção de15.000 quilos por hectare.

Toda a produção é voltada para agricultura familiar e a comercialização é realizada para produção de farinha e comercializada também nas feiras do município.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA