Política

Jathir lidera com 29% contra 20% de Victor Coelho em Cachoeiro

Publicado em

Ex-prefeito, que é apoiado por Theodorico Ferraço (DEM), larga na frente na disputa. Candidato do PT, Braz Barros é o mais rejeitado

Por | 00.00.

 

Foto: Montagem | Gazeta Online

 

O ex-prefeito de Cachoeiro de Itapemirim Jathir Moreira (SDD) lidera a disputa pelo comando do Executivo municipal com 28,8% das intenções de voto. Em seguida está Victor Coelho (PSB), com 19,8%. O deputado estadual Marcos Mansur (PSDB) tem 12,5%.

Os dados são de pesquisa realizada pelo Instituto Futura a pedido de A GAZETA e referem-se ao cenário estimulado, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados.

O presidente da Câmara municipal, Júlio Ferrari (PMDB), aparece com 3,5%; Romário Correa (PV) tem 2,5%; Professor Jonathan (Rede), 2,3%; Lázaro Costalonga (PSL), 1,8% e Braz Barros (PT), 1,3%.

Outros 18% estão indecisos sobre qual nome escolher na urna no próximo dia 2. Intenções de voto em branco ou nulo somam 9,8%.

Leia Também:  Doação de córnea é debatida em colegiado

Rejeição

O candidato mais rejeitado é Braz Barros, uma vez que 20,8% dos entrevistados disseram que não votariam no petista em hipótese alguma. Em segundo lugar estão empatados Júlio Ferrari e Marcos Mansur, com 11,8% de rejeição cada um.

Romário é rejeitado por 11%; Professor Jonathan, por 9,8%, Lázaro, por 8,5%; Jathir, por 7,5% e Victor Coelho, por 7,3%.

A Futura Consultoria e Pesquisa entrevistou 400 moradores e eleitores de Cachoeiro de Itapemirim, com idade a partir de 16 anos, no dia 6 de setembro de 2016. A margem de erro é de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos. A confiabilidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número ES-07259/2016.


Fonte: Gazeta Online

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH

Published

on

Os servidores públicos que conduzem veículos oficiais das polícias Civil, Militar e Penal, do Corpo de Bombeiros Militar e do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) poderão ficar isentos do pagamento das taxas de renovação, adição ou alteração de categoria da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cobradas pelo Detran/ES. É o que prevê o Projeto de Lei (PL) 306/2022.

Autor da proposta, o deputado Delegado Danilo Bahiense (PL) justifica a medida pelo fato de a CNH ser essencial a esses servidores na prestação de serviço ao Estado:

“Compete ao Estado, o empregador, fornecer aos seus empregados, no caso os servidores públicos responsáveis por dirigirem as viaturas, as devidas ferramentas de trabalho que vão desde equipamentos diversos como coletes à prova de balas, munições, armas de fogo, como também a isenção das taxas para renovação, adição ou alteração de categoria da CNH”, argumenta Bahiense.

O projeto estabelece que os exames médicos necessários à renovação da CNH, poderão ser realizados nas clínicas conveniadas ou por profissionais da rede pública oficial, acompanhados de laudo médico para comprovação junto ao Detran. Além disso, em caso de exigência do curso de direção defensiva deverão ser reconhecidos e aceitos os realizados e ministrados por órgãos oficiais do Estado. 

Leia Também:  Projeto que isenta ICMS de brita tramita em urgência

O PL 306/2022 aguarda análise das comissões de Justiça, de Mobilidade Urbana, de Segurança e de Finanças, antes de ser votado em plenário pelos 30 deputados estaduais. 

Fonte: Assembléia Legislativa do ES

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA