Economia

Instituto Êxito doará 5 toneladas de alimentos para barraqueiros em Recife

Publicados

em


source

O Instituto Êxito de Empreendedorismo, instituição sem fins lucrativos, com apoio do Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), realiza a partir desta segunda-feira (25) a entrega de cinco toneladas de cestas básicas para barraqueiros da praia de Boa Viagem, em Recife (PE). 

Janguiê Diniz
Instituto Êxito/Divulgação

Presidente do Instituto Êxito, o empresário Janguiê Diniz é responsável pela campanha Êxito Solidário

A distribuição das cestas básicas será feita a partir das 8h, na sede da Uninassau Boa Viagem, nos dias 25, 26 e 27 de maio. Ação faz parte da campanha Êxito Solidário, que está arrecadando cestas básicas para ajudar micro e pequenos empreendedores impactados pela pandemia da Covid-19 .

Nos três dias de entrega, 500 famílias serão beneficiadas com cestas básicas de 10 quilos, totalizando 5 toneladas de alimentos.

“Nós não poderíamos fechar os olhos para o que está acontecendo com quem mais precisa. É nossa obrigação ajudar e faremos isso com muita determinação. Não vamos parar por aqui. A campanha Êxito Solidário tem objetivo de arrecadar e distribuir 50 mil cestas básicas e faremos isso”, relata o presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Janguiê Diniz.

Leia Também:  Mega-Sena valendo R$ 23 milhões: veja os números sorteados nesta quarta-feira

“É com muita alegria que vamos conseguir proporcionar esse momento de alento para os barraqueiros da praia de Boa Viagem. Desde quando começou a pandemia e a população teve que se isolar socialmente para se proteger do contágio do coronavírus, esses profissionais tiveram que parar as suas atividades e ficaram sem fonte de renda “, finaliza o CEO da Ser Educacional, mantenedora da Uninassau, Jânyo Diniz.

Como ajudar

A campanha Êxito Solidário pretende arrecadar 50 mil cestas básicas por meio de doações que podem ser feitas neste site . No endereço, o doador escolhe com quantas cestas quer contribuir – cada kit custa R$ 50 – e realiza o pagamento online, por meio de cartão de crédito ou boleto bancário.

A medida visa dar apoio a profissionais e famílias que estão com a renda comprometida devido às medidas de isolamento social adotadas no combate ao novo coronavírus. Além de Pernambuco, o Estado de São Paulo também já recebeu diversas doações por meio da Fundação Amor Horizontal e do movimento Transforma Brasil.

Sobre o Instituto Êxito

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é uma instituição sem fins lucrativos e seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos on-line e gratuitos , além de realizar diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo.

Leia Também:  Sobreviventes de acidente receberão indenização de R$ 300 mil

Segundo seu fundador, o empresário Janguiê Diniz, o instituto tem a filosofia de que, independente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive.

“Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas”, declara por nota. 

“É o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil. Hoje, já conta mais com mais de 400 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias”, conclui.

Serviço:

Entrega de cestas básicas Êxito Solidário
Data: 25, 26 e 27 maio
Horário: 08h às 12h
Local: R. Jonatas de Vasconcelos, 316 – Boa Viagem, Recife (UNINASSAU Boa Viagem)
Beneficiados: barraqueiros da orla de Boa viagem cadastrados pela prefeitura
Doação/iniciativa: Instituto Êxito de Empreendedorismo
Apoio: Uninassau

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Ministério Público e TCU defendem suspensão do auxílio emergencial; entenda

Publicados

em


source
auxílio emergencial
Divulgação

Ministério Público junto ao TCU defendem suspensão da prorrogação do auxílio emergencial

Junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério Público solicitou a apuração do impacto fiscal do  auxílio emergencial e a suspensão da prorrogação do benefício por dois meses , até que o governo apresente informações fiscais detalhadas sobre as novas parcelas.

“Suspenda, cautelarmente, a prorrogação do auxílio emergencial , até que se aprecie o mérito da questão, ou até que o governo apresente os estudos e fundamentações de que cuida o item anterior”, escreveu o suprocurador-geral Lucas Furtado no pedido de suspensão.

O subprocurador-geral argumenta citando o alto custo do programa emergencial e diz pensar nas gerações futuras de brasileiros. “Preciso iniciar esta representação alertando que o que requeiro aqui, o faço pelos meus filhos! Não literalmente, é claro, mas por todos os filhos dos pais brasileiros, pelas gerações mais novas, pois o que está em jogo é o futuro delas!”, escreveu Furtado.

Leia Também:  Leilão da Receita Federal tem MacBook e iPhone por R$ 500; Veja outros itens

Nesta semana, o governo oficializou a prorrogação do auxílio por mais dois meses, com pagamento de mais três parcelas, em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro . “Nós esperamos que ao final dela [a prorrogação do auxílio prevista no decreto] a economia já esteja reagindo, para que nós voltemos à normalidade o mais rapidamente possível”, disse Bolsonaro. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também disse torcer por isso, mas deixou aberta a possibilidade de uma nova ampliação do programa.

Para pagar as novas parcelas já autorizadas, o governo liberou mais R$ 101 bilhões para o auxílio , levando o gasto total com o programa a R$ 254 bilhões, segundo os balanços da própria equipe de Guedes.

O subprocurador-geral que pede a suspensão da ampliação do auxílio admite que sua solicitação é “extremamente impopular e difícil”, mas diz que é essencial para o equilíbrio fiscal.

“Dói-me pedir o que peço neste momento, pois sei que seria muito mais cômodo todos os beneficiários originais receberem a prorrogação do auxílio emergencial. Todavia, no papel de membro do órgão responsável por promover a defesa da ordem jurídica, sinto-me no dever de requerer o objeto da presente representação, o que somente é possível a alguém que – como eu – não tem nenhuma pretensão política”, afirma Furtado, em defesa da suspensão das novas parcelas do auxílio .

Leia Também:  As agências reguladoras e o CDC

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA