Economia

INSS: Benefício de aposentados pode aumentar; veja como pedir a revisão

Publicados

em


source
Caso haja erro comprovável no cálculo do pagamento, o beneficiário pode solicitar revisão e um eventual reajuste
O Dia

Caso haja erro comprovável no cálculo do pagamento, o beneficiário pode solicitar revisão e um eventual reajuste


Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) podem aumentar o valor de seus  benefícios  caso haja erro no pagamento da previdência . Para isso, será necessário pedir que o INSS revise a aposentadoria ou  a pensão. 

O segurado tem o prazo de dez anos – a contar a partir do primeiro mês após o pagamento feito pela Previdência – para pedir a análise.


Você viu?

“Em regra, pode pedir a revisão de benefício qualquer pessoa que julgue que a aposentadoria ou a pensão foi concedida de forma equivocada, que os valores apresentados, eventualmente, podem ser outros. Será necessário fazer uma análise, o ideal é procurar um especialista para que ele faça os cálculos e possa pedir essa revisão de benefício”, explica Theodoro Vicente Agostinho, professor de Direito Previdenciário do “Meu Curso Educacional”, ao jornal O Dia.

Leia Também:  Rede Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Como identificar erros

Após a concessão da aposentadoria, o aposentado pode pedir uma cópia do processo para conferir o tempo de contribuição. É necessário observar se todas as empresas foram consideradas, e com o tempo correto na contagem.

O interessado não deve entrar com a revisão sem definir o motivo porque o INSS pode revisar negativamente. Ou seja, o instituto pode se confundir entre os períodos ou considerar que há algo de errado. Isto tanto pode não dar em nada como pode chegar a até diminuir a renda. 

Como solicitar a revisão

A análise pode ser solicitada  pelo site ou pelo aplicativo Meu INSS. É necessário enviar documentos como RG, CPF e comprovante de residência. “Os aposentados também devem incluir os documentos relacionados ao que eles estão pedindo na revisão, como a ação trabalhista ou o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) – documento de insalubridade”, exemplificou a advogada Adriane Bramante.

Ação trabalhista

Se o trabalhador que venceu uma ação trabalhista, ele tem o direito de pegar essa sentença, encaminhar ao INSS e solicitar a revisão da aposentadoria. Sendo assim, o valor do benefício precisará ser recalculado. Isso não funciona de forma automática, então o segurado precisa buscar um profissional que o ajude a pedir a análise junto ao INSS

Leia Também:  Caixa-tem oferecerá cartão de crédito, diz vice-presidente do banco

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Rede Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Publicados

em


source
Madero
Madero/Divulgação

Madero


A rede de restaurantes Madero do bolsonarista Junior Durski disse, em suas demonstrações financeiras do primeiro trimestre de 2021, que o dinheiro em caixa da empresa não seria suficiente para pagar as dívidas de curto prazo na data de vencimento sem financiamento adicional. 

“Foram dois materiais de resultados publicados pela empresa desde o início da pandemia e auditores da rede levantaram, em ambos, a existência de ‘incerteza relevante’ e ‘significativa’ relacionada com a continuidade da operação”, informa o jornal Valor Econômico.

O informe entregue nesta quinta-feira (24) indica que as lanchonetes podem fechar.


Você viu?

Em março de 2020, no início da pandemia de Covid-19 , o empresário Junior Durski minimizou o potencial letal do coronavírus . Segundo ele, o Estado não deveria parar a economia para frear a disseminação da doença porque “5 ou 7 mil pessoas vão morrer”. 

Leia Também:  Não é só Bitcoin! Veja as 5 criptomoedas mais promissoras para investir em 2021

Veja:


Nesta quinta-feira, o Brasil registrou mais de 507 mil mortes pela Covid-19

No ano passado, a Controladoria Geral da União (CGU)  multou o restaurante em R$ 442 mil por pagar propina em dinheiro e alimentos a funcionários do Ministério da Agricultura. Os funcionários da pasta eram designados para, supostamente, fiscalizar lojas da rede nas cidades de Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA