Política

Insatisfeito com a atual administração, Alexandre Bastos confirma convites para ser candidato e pensa na possibilidade

Publicados

em

Candidato a prefeito?

Sobre novos partidos, Alexandre confirmou 5 convites até agora, todos com abertura para assumir uma pré-candidatura a prefeito.

Por Ilauro Oliveira | 16.09.2019

Em um almoço de quase duas horas nesta segunda-feira (16), o vereador Alexandre Bastos (PSB), de Cachoeiro de Itapemirim, conversou com o site Atenasnotícias.

Não é mentira que o vereador esteja insatisfeito com o seu partido e em especial com a administração do seu colega de sigla, prefeito Victor Coelho.  Alexandre confirmou que o desgaste vem de longe, desde a última eleição, em 2018, mas que nos últimos meses vem se agravando de maneira acentuada.

O vereador, embora seja muito polido, não negou que os rumos da administração atual estejam aquém do seu desejo.

“Poderia ser diferente. Infelizmente somos pouco ouvidos. Tenho seis mandatos na Câmara Municipal, tenho uma trajetória de lealdade ao PSB, e bons desempenhos obtidos em disputas à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa, então acho que deveria ser mais ouvido e mais respeitado”.

Ouvido e respeitado por quem? A resposta é seca: “Pelo PSB e pela administração atual”, admitiu.

Perguntando se essa insatisfação foi o motivo de sua ausência no encontro de sábado passado promovido pelo seu partido, Bastos foi direto:

“De fato, eu tive um compromisso em Vila Velha, num encontro de ex-alunos de 1981. Até aí não é mentira. Mas, confesso que se estivesse feliz com o partido e com algumas pessoas, eu estaria presente. Teria feito um esforço para ir. Mas não fiz esse esforço”.

E essa infelicidade pode resultar em um afastamento seu? Alexandre admite que sim:

Leia Também:  Deputados parabenizam servidores públicos

“Tenho uma história muito bonita no partido. Uma história longa, de amizades, de esforços em nome da sigla, de entrega total aos projetos políticos do grupo e do governador Renato Casagrande, mas hoje tenho refletido sim sobre essa possibilidade de sair”.

Enquanto o garfo trabalhava, Bastos recebia naquele exato momento uma mensagem do governador, marcando uma conversa para breve. Perguntado se essa conversa seria definitiva, ele optou por dizer que ela seria importante, mas não exatamente definitiva.

“A definitiva é aquela que a gente tem intimamente, com a gente mesmo, com a família e com os aliados políticos mais próximos. O governador é um aliado político próximo, muito próximo, mas não é o único. Eu vou ouvir mais gente ainda. Mas falar com ele é fundamental e estou feliz com esse retorno que vinha esperando há meses. A partir dessa conversa, outros passos podem avançar”.

Avançar para onde? Perguntei.

“Avançar para uma saída ou para uma permanência, que também não está descartada. Eu, legalmente, ainda tenho tempo para isso, e vou analisar sem pressa”, disse. Lembrando que ele tem até a janela partidária em março de 2020 para decidir-se.

Perguntado sobre a possibilidade de ser candidato a prefeito, Bastos admitiu, sim, a possibilidade, reconhecendo, no entanto, que para isso acontecer será necessário a saída do partido.

“Posso ser sim. Estou no sexto mandato de vereador, acho que dei grandes contribuições a Cachoeiro e a população. Tenho refletido se essa não é a hora de buscar novos meios de colaborar mais. Tenho experiência na vida pública, tenho lealdade política e tenho abertura com todas as lideranças cachoeirenses. Fiz minha trajetória até aqui sem usar, abusar, desrespeitar ou ofender ninguém. Tenho uma história limpa e honrada. Então pergunto eu: o que mais faltaria para sonhar mais alto? Talvez falte apenas escolher um partido porque sei que hoje o PSB trabalha a reeleição do prefeito Victor Coelho, e esse projeto deve ser respeitado” revelou-se.

Leia Também:  Parlamentares se posicionam contra privatização do SUS

Sobre novos partidos, Alexandre confirmou 5 convites até agora, todos com abertura para assumir uma pré-candidatura a prefeito.

“Tive sim, 5 convites até agora. Não vou citar nomes de siglas em respeito a algumas conversas que não foram públicas ainda. Mas há convites que já são públicos, como o convite do Dem. Todos eles abrem essa possibilidade (candidatura). Tenho ouvido com carinho, mas os passos são dados com cautela. O primeiro deles é me entender com o meu partido. E o segundo é avaliar os incentivos espontâneos que venho recebendo nas ruas de Cachoeiro. E eles têm sido muitos”.

Almoço encerrado, com direito a um resumo da sua vida política.

Bastos foi eleito vereador em 1996 (953 votos), 2000 (1032 votos), 2004 (1880 votos), 2008 (1644 votos), 2012 (1640 votos) e 2016 (1501 votos).

No currículo tem ainda: suplente de deputado federal em 2002, com 15.626 votos; suplente de deputado estadual em 2010, com 4.591 votos; e suplente de deputado estadual em 2014, com 11.072 votos. Em 2018, Alexandre Bastos teve 13.282 votos para deputado estadual, tornando-se suplente mais uma vez.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Albinismo é assunto na agenda da semana

Publicados

em


Os direitos e as necessidades das pessoas acometidas pela acromatose, desordem genética mais conhecida como albinismo, são tema central da reunião ordinária da Comissão de Saúde da próxima terça-feira (3). O assunto é um dos pontos na agenda de trabalhos da Assembleia Legislativa (Ales) durante a semana que, por conta do feriado de Finados na segunda-feira (2), será um pouco mais curta.

O encontro vai tratar de questões como a situação dos albinos no Espírito Santo e o acesso dessas pessoas a tratamentos específicos para a condição genética caracterizada por deficiência de pigmentação na pele, cabelos e olhos. Por isso, o colegiado presidido pelo deputado Doutor Hércules (MDB) convidou pessoas que nasceram com tal condição para conhecer as demandas do segmento. Entre elas estão a criação de uma associação voltada exclusivamente para pessoas com acromatose e atendimento mais direcionado no sistema de saúde.

Também deve participar da reunião a geneticista Lilian Kimura, que deve explicar as condições necessárias para que pessoas albinas vivam com conforto.

Projetos de lei

O Espírito Santo conta com projetos de lei (PLs) voltados para esse segmento, como o PL 156/2019, de autoria do Capitão Assumção (Patri), que concede prioridade na marcação de consultas com dermatologistas e oftalmologistas às pessoas com baixa pigmentação na pele. 
Já o PL 157/2019, prioriza o atendimento nas mesmas especialidades aos portadores de vitiligo. A iniciativa também é de Assumção.

Leia Também:  Deputados parabenizam servidores públicos

Na Assembleia Legislativa também tramita o Projeto de Lei 544/2020, de Doutor Hércules, que altera a Lei Estadual 10.973/2019, instituindo o Dia Estadual de Conscientização do Albinismo”, a ser comemorado no dia 13 de Junho.

Frente Parlamentar de Saúde Mental

As ações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) voltadas para a saúde mental serão discutidas na quarta-feira (4), às 14 horas, em reunião virtual da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental, presidia pelo deputado Emilio Mameri (PSDB).

Para abordar o tema, a frente convidou os assistentes sociais da Sesa Larissa Almeida e Cristiano Luiz Ribeiro de Araújo. Larissa é referência técnica da Rede de Atenção Psicossocial, já Cristiano é gerente de Políticas e Organização de Redes de Atenção à Saúde.

Meio ambiente

Na quarta-feira (4), às 12h30, a Comissão de Meio Ambiente recebe a bióloga Iara Costa Souza, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar/SP), para debater os objetivos do estudo internacional que avaliará a contaminação no corpo humano e em animais aquáticos por metais pesados.

Leia Também:  Ales transfere para sexta (30) ponto facultativo

O colegiado presidido pelo deputado Dr. Rafael Favatto (Patri) recebe também o representante da Organização Juntos – SOS ES Ambiental, Eraylton Moreschi, e o diretor-presidente do Instituto Estadual de Meio Ambiente, Alaimar Fiuza. 

Constituição e Justiça

Na pauta de deliberação da reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Ales constam 48 propostas de autoria parlamentar. Os membros do colegiado devem analisar as iniciativas na terça-feira (3), em reunião marcada para as 13 horas. Entre as matérias está o PL 1.017/2019, que disciplina a obrigatoriedade do gerenciamento adequado de resíduos sólidos, gerados em eventos públicos e privados no estado. A iniciativa é do deputado Dr. Rafael Favatto.

Confira a agenda da semana:

Terça-feira (3/11)
9 horas – Reunião da Comissão de Saúde 
13 horas – Reunião da Comissão de Constituição e Justiça
14 horas – Reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental 
15 horas – Sessão ordinária 

Quarta-feira (4/11)
12h30 – Reunião da Comissão de Meio Ambiente
15 horas – Sessão ordinária

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA