Notícias em Geral

Incêndio destrói área de floresta nativa e cultivo de eucaliptos em Marechal Floriano

Publicado em

Foto: Corpo de Bombeiros

 

 

Roberly Pereira

Equivalente a aproximadamente três campos de futebol, uma área de mata nativa e de plantio de eucaliptos foi destruída nesta quarta-feira (07) por um incêndio no bairro Batatal, divisa entre Marechal Floriano e Alfredo Chaves. As chamas foram controladas por uma equipe do 4º Batalhão do Corpo de Bombeiros. 

O fogo foi ateado pelo proprietário do sítio, A.L., 35 anos, que entrou em contato com o Corpo de Bombeiros. Uma equipe que foi ao local encontrou bastante dificuldade, mas acabou controlando as chamas em um trabalho ininterrupto de aproximadamente oito horas. 
 

  

Na propriedade de A.L. foi encontrado um aterro sobre um córrego que corta a região. Imediatamente uma equipe da Companhia de Polícia Ambiental foi acionada e compareceu ao local constatando a irregularidade cometida. O proprietário deverá responder judicialmente uma ação.

De acordo com o sargento Beníquio, do Corpo de Bombeiros, houve muita dificuldade para o controle do incêndio provocado por A.L. em seu terreno. “Além do nosso pessoal, utilizando abafadores e outras ferramentas manuais direcionadas ao controle de incêndios, recebemos também o apoio de moradores da região”, disse. 
 

Leia Também:  Justiça capixaba nega indenização a paciente que ficou com pedaço de agulha no braço após cirurgia


O sargento Eliamar, do Corpo de Bombeiros, afirmou que os incêndios nas florestas de Marechal Floriano, Domingos Martins, Venda Nova e outros municípios têm causado preocupação nessa época de estiagem. “É necessário que as pessoas se conscientizem do perigo e principalmente da destruição ambiental”. 

fonte montanhascapixabas.com.br/

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias em Geral

Procon do ES divulga balanço e telefonia lidera reclamações

Published

on

By

Proteção e Defesa do Consumidor

As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

Por | 06.02.2020

 

Em 2019, a telefonia móvel liderou o ranking de atendimentos no Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES). No mesmo período de 2018, bancos foram o assunto mais demandado. As principais demandas estão relacionadas a cobrança indevida e descumprimento de contratos.

No último ano, 52.204 atendimentos foram realizados pelo Procon-ES. Desse total, mais de 5 mil atendimentos estão relacionados à telefonia móvel. Ocupa a primeira posição do ranking a telefonia móvel, seguida das financeiras, bancos, energia elétrica, telefonia fixa, cartão de crédito, aparelho de telefone, água e esgoto, TV por assinatura e, em décimo lugar, móveis.

Os segmentos que lideraram os atendimentos foram, com 19.961 registros, os assuntos financeiros; seguido por serviços essenciais, com 13.572 queixas; produtos (7.518); serviços privados (4.962); saúde (906); habitação (211) e alimentos (200).

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que diferentemente do ranking de atendimento dos últimos anos, que foram liderados por bancos e empresas de cartão de crédito, a telefonia móvel ocupou a primeira posição em 2019.

“Cobrança indevida, incluindo lançamentos de serviços não solicitados na fatura e a mudança unilateral nos contratos com reajuste no valor do serviço são as queixas dos consumidores quando se trata de telecomunicação”, disse.

Leia Também:  MP notifica Sindipostos para cumprimento de requisitos no abastecimento de veículos a gás

Para evitar problemas, o consumidor deve ter atenção redobrada antes da contratação de serviços. “É preciso ler atentamente o contrato, tirar todas as dúvidas e só assiná-lo se estiver de pleno acordo com as cláusulas estabelecidas. É preciso sempre conferir os lançamentos cobrados nas faturas. Em caso de dúvidas, procurar o Procon”, afirmou Athayde.

Negociação de dívidas

Rogério Athayde ressaltou ainda que grande parte das demandas de bancos, operadoras de cartões e financeiras estão relacionadas a cobrança indevida e a negociação de dívidas. “No ano de 2019, realizamos 5.261 atendimentos no setor de cálculo e negociação de dívidas do Procon-ES”.

Os atendimentos do setor são realizados de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, presencialmente na sede do Procon-ES, localizada na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, Centro, Vitória. Também disponibilizamos o mesmo atendimento na unidade localizada no Faça Fácil Cariacica.

Fornecedores

Em relação aos fornecedores mais demandados no Procon-ES em 2019, em primeiro lugar no ranking, está a Vivo, em segundo aparece a concessionária de energia elétrica EDP, seguida do Banco BMG, Telemar, Banco Bradesco, Caixa Econômica Federal, Dacasa Financeira, Banco Itaú, Claro e, em décimo lugar, aparece a Oi Móvel.

Leia Também:  200 pássaros são soltos pela Superintendência do IBAMA no ES

“A maioria dos atendimentos realizados pelo Procon-ES é solucionado de maneira preliminar, ou seja, sem necessidade de abertura de processo e realização de audiências. Esse número demonstra o alto índice de resolução das demandas que chegam ao órgão e a rapidez com a qual os problemas dos consumidores são solucionados”, informou o diretor Rogério Athayde.

Reclamação

Os consumidores poderão registrar suas reclamações pelo aplicativo Procon-ES (disponível para Android) ou pessoalmente, na sede do Procon Estadual, na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 9º andar, das 9h às 17 horas, de segunda a sexta. Os consumidores podem procurar ainda a Unidade Faça Fácil, em Cariacica, que atende também aos sábados, até às 13 horas.

Existe também uma plataforma online, do Ministério da Justiça, para o registro de reclamações. Por meio do site www.consumidor.gov.br é possível registrar queixas e solucionar os problemas de consumo diretamente com as empresas em até dez dias.

Para atendimento é preciso que o consumidor tenha disponível o RG (Carteira de Identidade), CPF, além de documentos que possam comprovar a reclamação, como faturas, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA